Trânsito intenso desgasta componentes da suspensão

Conjunto suspensão amortecedor

Frenagens constantes prejudicam itens de segurança e aumentam riscos de acidentes – Congestionamentos diários, típicos dos grandes centros urbanos, aceleram o desgaste dos componentes da suspensão, comprometendo a segurança do veículo.

Juliano Caretta, coordenador de Treinamento Técnico da Monroe, explica que, embora o carro ande em baixa velocidade, as constantes frenagens podem prejudicar os itens de segurança, pois provocam a transferência de peso, sobrecarregando freios, pneus, molas, amortecedores e outros componentes da suspensão. “É recomendado fazer a revisão antes de qualquer viagem, principalmente se o carro for submetido constantemente ao trânsito intenso”, ressalta Caretta. “Se os amortecedores não estiverem em bom estado, o congestionamento aumentará consideravelmente o desgaste prematuro de vários componentes, elevando os riscos de acidentes.”

A afirmação do especialista é comprovada por estatísticas. A imprudência do condutor e a falta de manutenção veicular são os principais causadores de acidentes, segundo levantamento de da Polícia Rodoviária de São Paulo, em agosto de 2014.

Revisões – O amortecedor é um dos principais itens de segurança veicular. A peça controla a movimentação das molas da suspensão e mantém os pneus em contato permanente com o solo, proporcionando estabilidade, segurança, conforto e boa dirigibilidade.

A Monroe recomenda a revisão dos amortecedores a cada 10 mil quilômetros, quando o proprietário perceber qualquer problema na suspensão ou conforme especificações da montadora.

Vale ressaltar que o período pode variar de acordo com as condições de uso do automóvel. Veículos que trafegam em estradas bem pavimentadas e não são submetidos constantemente ao trânsito intenso tendem a apresentar menor desgaste, comparado aos que circulam por pistas irregulares.

- Publicidade - Cursos Mecânica Online®