Em 2015 o grande sucesso da Honda ficou por conta do lançamento do seu SUV HR-V. O modelo caiu no gosto dos brasileiros ao oferecer um veículo justo, moderno e atualizado. Correndo por fora, e talvez mais por fora que o desejado, o Civic viu seu principal concorrente, o Corolla, abrir distância nas vendas.

Apesar das novidades em seu segmento, modelos como Cruze, Fluence, Sentra ou mesmo C4 Lounge não chegaram a ameaçar a vice-liderança, mas a Honda precisa atualizar sua linha para se manter atrativa para o consumidor.

Nas ruas pernambucanas no período entre o Natal e Ano Novo, tivemos a oportunidade de avaliar a versão mais próxima da topo de linha EXR, a LXR.

Para você entender, o Civic é oferecido em três versões de acabamento: LXS, LXR e EXR.

LXS 1.8 manual – R$ 75.700 – Ar-condicionado digital, direção elétrica, vidros elétricos, rádio com tela de 5 polegadas, conexão Bluetooth e comandos de áudio no volante e alarme.

LXS 1.8 automática – R$ 78.900 – Mesmos itens da versão anterior, mas com câmbio automático de cinco marchas.

LXR 2.0 automática – R$ 83.700 – Mesmo conteúdo da LXS, além de bancos de couro, controles de tração e estabilidade, assistente de partida em rampas, acendimento automático dos faróis, piloto automático e faróis de neblina.

EXR 2.0 automática – R$ 94.100 – Novidade – Mesmo conteúdo da LXR, além de airbags laterais e de cortina, teto solar elétrico, central multimídia com tela sensível ao toque de 7 polegadas e navegador e maçanetas externas cromadas.

É meu amigo, carro no Brasil não está barato. Com certeza você já ouviu muitas vezes essa frase por aí. Por isso mesmo, é preciso acompanhar matérias como essa, para que sua percepção sobre qual modelo merece seu esforçado dinheiro é o mais interessante;

Logo no início de 2015 a Honda, apressada, lançou o Civic como 2016. Acabamos de começar o ano novo e desde fevereiro de 2015 que o Civic já estava de ano novo. Isso preocupa se tão logo já não teremos o modelo 2017 nas lojas.

A grande novidade ficou por conta de uma nova versão topo de linha, o retorno da EXR, que complementa a linha já composta pelas configurações LXS e LXR.

O Civic EXR é relançado com as mudanças no exterior e interior do veículo recebidas pela versão LXR na linha 2015 – grade frontal diferenciada, barra cromada na tomada de ar do para-choque, farol de neblina com formato circular, rodas de liga leve aro 17”, porção superior do painel interior em preto e acabamento em pintura metalizada na moldura do painel de instrumentos.

Entre os destaques, a versão top de linha traz o controle de tração/estabilidade VSA (Vehicle Stability Assist) e o sistema de direção MA-EPS (Motion Adaptive Electric Power Steering), que interpreta o movimento do motorista favorecendo ou enrijecendo o esterço da direção quando o carro começa a sair da trajetória em uma curva, auxiliando na retomada do controle do veículo.

O Civic EXR é equipado, ainda, com o HSA (Hill Start Assist), assistente de partida em rampa, que mantém o veículo freado por alguns segundos para auxiliar a saída em subida. Quem realmente teve um ganho foi a versão LXR que ganhou também esses recursos.

Mas avaliamos a versão LXR, que apesar da proximidade da versão topo no aspecto de preço, deixa a desejar na lista de equipamentos oferecidos.

Enquanto a versão top oferece teto solar e as maçanetas das portas cromadas – na LXR, as peças são pintadas na cor da carroceria. Internamente, a versão top de linha traz um novo sistema multimídia com monitor LCD escamoteável de 7” e navegador integrado ao painel. Item que faz uma grande falta na LXR. Estamos falando de um veículo de valor acima de 80 mil reais. Não é mais aceitável. Também não há GPS.

A central de áudio oferecida é composta por um monitor LCD colorido de 5 polegadas no painel de instrumentos, que reproduz as informações gerais do veículo, o computador de bordo e a imagem da câmera de ré, além de dados do sistema de áudio, que conta com CD player, entrada auxiliar, USB e Bluetooth.

O ar-condicionado é digital em toda a linha, possibilitando a manutenção da temperatura ideal no interior do veículo. O painel possui a parte superior na cor preta, em contraste com a parte inferior em cinza-claro, e acabamento em pintura metalizada na moldura do painel de instrumentos, conferindo um aspecto esportivo e sofisticado.

As versões LXR e EXR ainda possuem função de acendimento automático dos faróis, revestimento dos bancos em couro e os botões de comando no volante possuem aro cromado.

O Honda Civic 2016 traz, em todas as versões, direção assistida por sistema elétrico, freios a disco nas quatro rodas, ABS (antitravamento) e EBD (distribuição de frenagem). A versão EXR ainda agrega airbags laterais e de cortina.

Por fora, além do visual atraente e esportivo, destaque para o farol baixo com projetores do tipo canhão, que aprimora o foco, proporcionando mais segurança devido ao melhor direcionamento da luz em condução noturna.

Nas versões LXR e EXR, as rodas são de liga leve aro 17”, com design exclusivo e acabamento diamantado. Os pneus 205/50R17 garantem melhor dirigibilidade, com menor resistência ao rolamento, sem comprometer o conforto dos passageiros.

Mecânica Online® – Toda a linha Civic 2016 – desde a versão de entrada LXS i-VTEC 1.8 SOHC até a top EXR i-VTEC 2.0 SOHC – conta com o moderno sistema FlexOne, que dispensa o tanque auxiliar para partida a frio, garantindo um acionamento do motor de forma rápida e segura, mesmo em situação de baixa temperatura ambiente, além de performance com economia de combustível.

Com essa tecnologia, ao acionar o controle da chave para destravar as portas, um conjunto de aquecedores entra em ação diretamente na linha de combustível tornando a temperatura, principalmente do etanol, ideal para compor uma mistura ar/combustível pronta para entrar em combustão imediata.

O motor i-VTEC 1.8 SOHC gera potência máxima de 140 cv a 6.500 rpm com a utilização de etanol – quando abastecido com gasolina, são 139 cv a 6.200 rpm. Além da opção de transmissão manual com seis velocidades, a versão LXS conta com a caixa automática de cinco velocidades, que proporciona ao condutor uma direção mais prazerosa e confortável.

Nas versões LXR e EXR, o propulsor é o i-VTEC 2.0 SOHC, que garante performance com economia de combustível. Esse motor desenvolve 155 cv de potência a 6.300 rpm quando abastecido com etanol e 150 cv com gasolina, na mesma rotação. A transmissão automática é equipada com paddle shift (aletas atrás do volante), oferecendo uma condução mais esportiva.

O Civic 2016 continua equipado com a função ECON, que permite uma condução mais econômica. Ao ativar o recurso por um botão, diversos sistemas do veículo alteram seu funcionamento para privilegiar o baixo consumo de combustível, como o controle eletrônico da injeção – ETCS (Electronic Throttle Control System) – e o ar-condicionado.

A linha Civic 2016 possui três anos de garantia, sem limite de quilometragem, e está disponível nas cores: Azul Denim Metálico, Preto Cristal Perolizado, Cinza Barium Metálico, Cinza Iridium Metálico, Prata Global Metálico e Branco Taffetá Sólido.

Durante nossa avaliação, o comportamento mecânico do Civic LXR agrada pois o carro responde rápido ao pedal do acelerador. A transmissão automática combina bem deixando o conjunto motriz bem dinâmico. Sentimos falta da opção de abertura da tampa da mala diretamente no veículo, na parte traseira.

A verdade é que o Civic já está na hora de receber literalmente uma atualização para ficar mais interessante. Não apenas no design, mas nos itens de conforto e tecnologia nas demais versões, e não apenas como acontece na versão topo da gama.