Antes de viajar na Páscoa, é essencial fazer a revisão do veículo

Chegou ​um dos feriados mais aguardados: a Páscoa. Mas, como o período também costuma registrar aumento no número de acidentes rodoviários, é preciso fazer uma revisão completa antes de viajar.

A checagem das condições do automóvel deve ser feita em oficina mecânica ou por um profissional qualificado e de confiança e é indicada até mesmo para viagens de cura distância, por medida de segurança.

Gilberto Silva, consultor da Zip lube, empresa pioneira no segmento de serviços rápidos automotivos, aponta os 10 principais itens do check list de viagem:

  1. Óleo Lubrificante

Estar sempre em dia com a troca do óleo do motor é vital para o veículo. É o óleo lubrificante que cuida do coração de seu carro, tornando o motor livre de atritos e assegurando seu bom funcionamento. A lubrificação ineficiente pode trazer sérios problemas como o aumento no consumo de combustível ou até mesmo causar o fatal “motor-fundido”.

A lubrificação correta e periódica aumentará o desempenho e a vida útil do motor do veículo, além de trazer economia em consertos indesejáveis e no consumo de combustível.

É imprescindível trocar o óleo na quilometragem ou prazo corretos e com o tipo de óleo específico para o motor do seu veículo, observando a viscosidade e classificação apropriados. Todas estas informações podem ser encontradas no manual do proprietário do fabricante do veículo.

  1. Filtro de óleo

Outro ponto importante é que o óleo lubrificante retém impurezas que restam do desgaste das peças internas do motor, bem como da queima de combustível, que podem travar o movimento e causar desgastes desnecessários das peças internas do motor ou prejudicar a correta combustão. Assim, surge a importância do filtro do óleo, que retém estas impurezas para não circularem novamente no motor.

É importante que a troca do filtro ocorra sempre com a troca do óleo para que o óleo novo não carregue estas impurezas retidas do óleo velho para circular dentro do motor novamente e para que o filtro velho não bloqueie a passagem de componentes e aditivos importantes do óleo lubrificante que não devem ser filtrados.

  1. Alinhamento e balanceamento; rodízio de pneus e calibragem

O alinhamento do veículo ajusta os ângulos das rodas, mantendo-a perpendiculares ao chão e paralelas entre si. É importante porque faz com que os pneus durem mais, deixa a direção do carro mais leve e com menor resistência de rolamento e ainda aumenta a segurança do veículo, pois dá maior controle de direção.

Já o balanceamento regula e mantém o equilíbrio do conjunto de pneus e rodas do veículo. Quando o carro está desbalanceado, a direção torna-se instável e os pneus se desgastam de forma irregular. O rodízio dos pneus também é importante para manter o desgaste do conjunto de pneus de modo uniforme.

Em relação a calibragem, também é essencial manter a pressão recomendada dos pneus, como garantia de melhor performance e durabilidade. Isso evita o desgaste desnecessário ou incorreto, além de ser vital para a segurança.

  1. Troca da bateria

As baterias normalmente têm uma vida útil média de três anos, porém, isso depende muito da sua qualidade e utilização. Um dos sintomas comuns que o carro apresenta para sinalizar a troca da bateria é a dificuldade de dar partida no motor.

Com um teste específico é possível verificar se a bateria mantém a carga ideal para funcionamento dos itens elétricos do carro, bem como se ela mantém a capacidade de carga para a partida do motor e trocá-la caso necessário.

  1. Fluido do Radiador

O fluído do sistema de arrefecimento circula internamente retirando o calor excessivo no motor durante seu funcionamento e resfriando durante sua passagem no radiador. Na sua composição existem aditivos que evitam a corrosão interna do motor e o ressecamento das mangueiras do sistema.

É necessário verificar periodicamente o nível do fluido do radiador e medir sua composição, para garantir que o motor funcione sempre na temperatura ideal, o que garante mais segurança em suas viagens.

  1. Faróis e lanternas

Por medida de segurança e até mesmo para evitar multas é preciso verificar sempre se há lâmpadas queimadas nos faróis e lanternas. No caso específico das lâmpadas dos faróis, o ideal é que, caso precise trocar uma, troque o par, de modo a evitar diferenças de luminosidade entre a lâmpada antiga e a nova instalada.

O motorista também precisa checar se os faróis estão alinhados. O alinhamento aqui é essencial, uma vez que o sistema de iluminação permite com que você tenha um campo de visão claro em situações de baixa luminosidade. Cuidando dos faróis, o motorista melhora não apenas a sua visão, como também não causa ofuscamento desnecessário para quem vem logo à sua frente ou no sentido oposto.

  1. Verificação do sistema de freios e fluido de freio

Este é um dos procedimentos mais importantes na manutenção e prevenção de acidentes. Inclui a checagem dos componentes e a troca periódica das pastilhas, discos e lonas, além da substituição do fluido de freios.

  1. Limpadores de para-brisas

As palhetas dos limpadores de para-brisas são um dos itens de segurança mais importantes de seu veículo. Constantemente expostos ao clima e ao tempo, os elementos de borracha e metal se desgastam ou ressecam facilmente. Cuidar das palhetas é fundamental para uma boa visibilidade da pista durante a chuva e, principalmente, sua segurança.

  1. Extintor

Um dos itens de segurança pessoal do veículo, o extintor precisa ser inspecionado periodicamente para verificar sua validade e se mantém a pressão necessária para seu funcionamento em caso de uso. A correta manutenção do extintor pode salvar vidas e também é eficaz no combate a incêndios em materiais como madeira e tecidos, comuns no interior dos carros. O extintor veicular tipo ABC tem obrigatoriamente a validade de 5 anos.

  1. Filtro de cabine, higienização do ar condicionado e oxi-sanitização

Também conhecido como filtro do ar condicionado, é sempre importante verificar a condição do filtro de cabine periodicamente – uma vez que ele garante a qualidade do ar que se respira no interior do veículo. Esse filtro retém poeiras, fuligens e outras impurezas trazidas pelo ar. O acúmulo destas impurezas pode causar desde mau cheiro até doenças respiratórias, portanto, trocar periodicamente o filtro de cabine também é uma questão de saúde.

Eliminar o mau cheiro dentro dos veículos, bem como bactérias, fungos e bactérias – que também podem causar doenças respiratórias – é imprescindível. A higienização e a oxi-sanitização eliminam estes agentes que se acumulam com o tempo na cabine e tubulações do sistema do ar condicionado.

É recomendável executar estes serviços em conjunto com a troca do filtro de cabine, pois assim se garante a melhor qualidade do ar no interior de seu veículo.

- Publicidade - Cursos Mecânica Online®