Resultados Comerciais Mundiais de 2016

Alavancado pelo dinamismo de seu plano “Renault – Drive the Change”, pelo quarto ano consecutivo o Grupo Renault tem um aumento nas vendas e se torna o Grupo automobilístico francês número 1 no mundo, com 3.182.625 veículos emplacados em 2016.

Os emplacamentos de veículos de passeio e utilitários (VP + VU) do Grupo Renault em nível mundial registraram uma alta de 13,3%, em um mercado em progressão de 4,6%.

A participação de mercado mundial do Grupo é agora de 3,5% (+0,3 ponto ante 2015). As marcas Renault e Dacia apresentaram recorde de vendas.
A Renault mantém a posição de primeira marca francesa no mundo. Já o volume de vendas da Renault Samsung Motors aumentou 38,8%.

O Grupo continua a se beneficiar do dinamismo do mercado automobilístico europeu (+7%), registrando uma progressão em seus emplacamentos de 11,8%, com 1.805.290 veículos, para uma participação de mercado de 10,6%.

Fora da Europa, o Grupo atingiu um recorde de vendas, registrando aumento de 15,3% em um mercado em alta de 5,2%. Todas as regiões tiveram aumento tanto em volume como em participação de mercado.

“Em 2016, batemos um novo recorde, com mais de 3,18 milhões de veículos vendidos. Nossa estratégia de renovação da gama e expansão geográfica iniciada há vários anos é um sucesso, permitindo que o Grupo aumente significativamente seus volumes e ganhe participação de mercado em cada uma de nossas regiões”, destacou Thierry Koskas, Membro do Comitê Executivo e Diretor Comercial do Grupo Renault.

RENAULT, SEGUNDA MARCA NA EUROPA – Na Europa, a participação de mercado de VP + VU do Grupo registrou uma alta de 0,5 ponto, para 10,6%.

Os emplacamentos aumentaram 11,8%, para 1.805.290 veículos. O Grupo registra vendas em alta na totalidade dos países da região.

A Renault teve mais um ano de crescimento e se torna a segunda marca da Europa.  Com 1.390.280 emplacamentos (+12,1%), a participação de mercado atingiu 8,1%, em alta de 0,4 ponto.

Em veículos de passeio (VP), a marca Renault teve o maior aumento de participação de mercado na Europa, com +0,4 ponto, graças, principalmente, à renovação da gama com o Espace, Talisman e a família Mégane.

O Novo Scénic teve um bom lançamento, com mais de 19.000 pedidos em um único trimestre.

A Renault mantém a posição de líder no mercado de compactos urbanos (segmento B), graças ao sucesso do Clio e Captur, que encabeçam o segmento com 215.670 emplacamentos.

Em (veículos utilitários) VU, a marca Renault realizou 296.187 emplacamentos (+9,9%), com uma participação de mercado de 14,8%.

Onze anos após o lançamento na Europa, a marca Dacia registra um novo aumento em seus emplacamentos em 2016 (+10,8%), batendo um recorde de vendas, com 415.010 unidades no ano.

No mercado de veículos elétricos, a Renault mantém a liderança na Europa. As vendas do Grupo aumentaram (+11%) para 25.648 veículos (com exceção do Twizy).

O ZOE mantém a liderança no mercado de VP com 21.735 emplacamentos no ano (+16%), e o Kangoo Z.E. é o líder em VU elétricos, com 3.901 unidades.

Na França, o Grupo Renault teve seu melhor ano comercial em cinco anos. A Renault reforça sua posição de primeira marca de automóveis, com 22,3% de participação de mercado em VP + VU, e a Dacia registrou um recorde histórico de vendas, com mais de 112 mil emplacamentos.

Ela é a quarta marca mais comprada por clientes pessoa física.

EXPANSÃO MUNDIAL – Apesar de uma situação econômica desigual, o Grupo Renault teve crescimento em suas posições, aumentando a participação de mercado em todas as regiões.

A renovação da gama em todo o mundo teve sucessos como o Kwid na Índia,  QM6 e SM6 na Coreia, Kaptur na Rússia, Koleos na China, Mégane Sedan na Turquia e Duster Oroch nas Américas.

Na África Oriente Médio Índia, os emplacamentos do Grupo estão em alta de 36,4%, para uma participação de mercado de 6,2% (+1,7 ponto).

Na Índia, a Renault se mantém como a primeira marca de automóveis europeia, com vendas em progressão de 145,6%. O Kwid registrou 105.745 emplacamentos. A Índia se torna o 8º país mais importante do Grupo (+5 posições, em comparação com 2015).

No Irã, as vendas deram um salto de 110,7% com uma participação de mercado em alta de 3,7 pontos, para 8,4%. O Grupo conseguiu voltar a ser um grande player após a reabertura do mercado, duplicando sua participação em um ano, graças ao sucesso de Tondar e do Sandero.

No Magrebe, o Grupo detém 38,5% de participação de mercado, em alta de 4,9 pontos. Na Argélia, ele registra uma participação de mercado recorde de 51,3%, com um ganho de 15,7 pontos, beneficiando-se da produção local do Symbol.

No Marrocos, onde a Dacia e a Renault são respectivamente a primeira e a segunda marcas, os emplacamentos do Grupo aumentaram 22,5%, com uma participação de mercado de 37,8%, registrando vendas recordes.
Na Eurásia, os emplacamentos estão em alta de 2,3% em um mercado em queda de 6,3%. A participação de mercado do Grupo aumentou 1,1 ponto, para 13,0%, graças principalmente ao dinamismo na Turquia (+4,4%), onde bateu um novo recorde de vendas.
O lançamento do Novo Mégane Sedan foi bem-sucedido, com mais de 13,2 mil pedidos em dois meses.

O crescimento na maioria dos países da região permite compensar as consequências da crise econômica na Rússia, onde o mercado está em declínio de 10,8%.

Ao limitar a queda de seus emplacamentos em 2,6%, a Renault atingiu uma participação de mercado recorde de 8,2%, em progressão de 0,7%,  graças, principalmente, ao sucesso do Kaptur, que registrou mais de 14.600 emplacamentos desde o lançamento, em junho.

Na região Américas, onde as vendas estão em alta de 0,1% em um mercado em declínio de 4,1%, o Grupo resiste às dificuldades econômicas com uma participação de mercado de 6,5%, em progressão de 0,3 ponto.

No Brasil, a participação de mercado aumentou 0,2 ponto, chegando a um recorde de 7,5%, em um mercado em recuo de 19,8%. Em 2017, o Grupo se beneficiará de uma novíssima gama de SUV, com Captur, Koleos e Kwid.

A marca Renault continua a se favorecer plenamente da recuperação do mercado argentino, com um aumento nos emplacamentos de 24,8% em um mercado em alta de 9,1%. Um novo recorde de volume e participação de mercado foi atingido na Colômbia, com 21,3%.

Na região Ásia Pacífico, a Renault Samsung Motors avançou 38,8% na Coreia, em um mercado em queda de 0,3%: graças ao sucesso dos lançamentos do SM6 e do QM6 em 2016, a participação de mercado atingiu 6,2% (+1,7 ponto).

Mais de 21.000 pedidos foram registrados em apenas quatro meses para o QM6.

Na China, após o lançamento do Kadjar, primeiro veículo produzido localmente pela joint venture Dongfeng Renault, a Renault registrou um crescimento de 50,8% de seus emplacamentos, em um mercado em alta de 14,0%. O Koleos registrou quase 10.000 pedidos em 2 meses.

PERSPECTIVAS COMERCIAIS PARA O GRUPO RENAULT EM 2017 – Em 2017, o mercado mundial deve ter um crescimento de 1,5% a 2% em relação a 2016. Espera-se uma alta de 2% no mercado europeu, com uma progressão de 2% também para a França.

Em âmbito internacional, os mercados brasileiro e russo devem se manter estáveis. A China deve ter um crescimento de 5% e a Índia, de 8%.

O Grupo deve continuar a tirar proveito de sua gama de produtos renovada na Europa e, nos demais países do mundo, da dinâmica do Kwid na Índia, do Koleos e Kadjar na China, o Kaptur na Rússia, QM6 e SM6 na Coreia do Sul, bem como do Alaskan e a nova gama de SUV na América Latina.

Neste contexto, o Grupo Renault antecipa uma progressão de suas vendas e participações de mercado na Europa e nos demais países do mundo.

Total das vendas do Grupo de Veículos de Passeio e Utilitários (VP+VU) por região

 

Acumulado no fim de dezembro*
2016 2015 % variação
França 651.778 607.173 7,3%
Europa** (com exceção da França) 1.153.512 1.007.018 14,5%
Total França + Europa 1.805.290 1.614.191 11,8%
África Oriente Médio Índia 491.151 360.029 36,4%
Eurásia 364.451 356.216 2,3%
Américas 354.370 354.072 0,1%
Ásia Pacífico 167.363 124.418 34,5%
Total com exceção da França + Europa 1.377.335 1.194.735 15,3%
Mundo 3.182.625 2.808.926 13,3%

 

* Vendas

** Europa = União Europeia, com exceção da Romênia, Bulgária + Islândia, Noruega & Suíça, Albânia, Bósnia, Macedônia, Malta, Montenegro, Sérvia.

Total de vendas por marca

Acumulado no fim de dezembro*
2016 2015 % variação
RENAULT
VP 2.094.542 1.829.832 14,5%
VU 392.767 348.127 12,8%
VP+VU 2.487.309 2.177.959 14,2%
RENAULT SAMSUNG MOTORS
VP 111.097 80.028 38,8%
DACIA
VP 542.542 511.501 6,1%
VU 41.677 39.438 5,7%
VP+VU 584.219 550.939 6,0%
GRUPO RENAULT
VP 2.748.181 2.421.361 13,5%
VU 434.444 387.565 12,1%
VP+VU 3.182.625 2.808.926 13,3%

15 principais mercados do Grupo Renault no fim de dezembro de 2016

Volumes
em 2016*
Penetração VP+VU
em 2016
(unidades) (%)
1 FRANÇA 651.778 26,87
2 ALEMANHA 198.609 5,49
3 ITÁLIA 190.610 9,37
4 ESPANHA 170.272 12,90
5 TURQUIA 169.236 17,20
6 BRASIL 149.977 7,55
7 REINO UNIDO 138.642 4,51
8 ÍNDIA 132.235 3,95
9 RÚSSIA 117.227 8,21
10 COREIA DO SUL 111.087 6,19
11 IRÃ 108.536 8,44
12 ARGENTINA 99.097 14,50
13 BÉLGICA + LUXEMBURGO 92.247 13,82
14 MARROCOS 61.726 37,84
15 ARGÉLIA 61.249 51,32

*Dados do fim de dezembro de 2016 (vendas), com exceção do Twizy.

 

- Publicidade - Mercedes-Benz