sexta-feira , 21 julho 2017
ACELERANDO
Capa » Engenharia » 23ª Competição Baja SAE BRASIL termina domingo com o Enduro de Resistência, em São José dos Campos (SP)
23ª Competição Baja SAE BRASIL termina domingo com o Enduro de Resistência, em São José dos Campos (SP)

23ª Competição Baja SAE BRASIL termina domingo com o Enduro de Resistência, em São José dos Campos (SP)

O Enduro de Resistência encerrará neste domingo, 12 de março, a 23ª Competição Baja SAE BRASIL, que bateu o maior volume de adesão de sua história, com 88 equipes inscritas de 18 Estados brasileiros mais Distrito Federal.

São 1.836 estudantes de engenharia e professores (orientadores), de 81 instituições de ensino superior.

As provas, que começaram quinta-feira, 9 de março, ocorrem em São José dos Campos, região do Vale do Paraíba, Interior paulista, em área localizada na avenida Cesare Monsueto Giulio Lattes, s/n, bairro Eugenio de Melo, próxima à Fatec local.

Para competir, os universitários projetam e constroem os próprios carros, off roads chamados Baja.

Além dos protótipos, os estudantes são responsáveis pela administração da equipe e de todo a dinâmica de trabalho, o que inclui parte técnica e também a viabilidade econômica do projeto.

Como tradicionalmente, o Sudeste lidera em número de equipes, com 50 do total de 88 inscritas (25 são do Estado de São Paulo, 13 de Minas Gerais, nove do Rio de Janeiro e três do Espírito Santo.

O Nordeste conta 15 equipes inscritas (quatro de Pernambuco, três para cada um dos Estados da Bahia e Rio Grande do Norte, duas da Paraíba, e uma para cada um dos Estados do Maranhão, Alagoas e Piauí).

A região Sul inscreveu 15 equipes (sete do Paraná, cinco do Rio Grande do Sul, e três de Santa Catarina), Centro-Oeste cinco (três do Mato Grosso do Sul, uma de Mato Grosso e uma do Distrito Federal), e o Norte três (duas do Pará e uma do Amazonas).

Como prêmio, as três instituições de ensino que alcançarem as melhores pontuações na soma geral de todas as provas da competição nacional poderão representar o Brasil na competição da SAE International, nos Estados Unidos, onde o Brasil é tetracampeão.

Carros – Os veículos Baja SAE são protótipos de estrutura tubular em aço, monopostos, para uso fora de estrada, com quatro ou mais rodas e motor padrão de 10 HP, que devem ser capazes de transportar pilotos com até 1,90 m de altura, pesando até 113,4 kg.

Os sistemas de suspensão, transmissão e freios, assim como o próprio chassi, são projetados e construídos pelas equipes, que têm, ainda, a tarefa de buscar patrocínio para viabilizar o projeto.

Histórico – O projeto Baja SAE foi criado na Universidade da Carolina do Sul, Estados Unidos, e a primeira competição norte-americana realizada em 1976.

O ano de 1991 marcou o início das atividades da SAE BRASIL, que, em 1994, lançava o Projeto Baja SAE BRASIL e no ano seguinte, 1995, realizava a primeira competição nacional, na pista Guido Caloi, bairro do Ibirapuera, capital paulista.

Em 1996 a competição foi transferida para o Autódromo de Interlagos, onde ficaria até o ano de 2002 e depois seguiu para o Esporte Clube Piracicabano de Automobilismo, em Piracicaba, interior de São Paulo, onde ficou até 2015, passando para o endereço atual – São José dos Campos – em 2016.

“Os programas estudantis como o Baja da SAE BRASIL motivam os jovens à carreira de engenharia e lançam desafios encontrados na prática profissional que levam muito além do conhecimento acadêmico adquirido na sala de aula”, analisa Mauro Correia, presidente da SAE BRASIL.

23ª Competição Baja SAE BRASIL

Quando: de 09 a 12 de março de 2017
Onde: av. Cesare Monsueto Giulio Lattes, s/n, bairro Eugenio de Melo, São José dos Campos, ao lado da Fatec.

PROGRAMAÇÃO PRELIMINAR

Dia 09 de março (quinta-feira) 8h30 às 9h30 – Briefing da competição. 12h30 às 19h – Abastecimento, inspeções técnicas, re-check das inspeções técnicas e verificações de motor, conforto e freios.

Dia 10 de março (sexta-feira) – 9h às 19h – Abastecimento, inspeções técnicas, re-check das inspeções técnicas e verificações de motor, conforto e freios. 9h30 às 19h – Primeira fase de apresentação de projetos.

Dia 11 de março (sábado) – 9h às 11h – Primeira fase de apresentação de projetos. 11h30 às 16h – Provas dinâmicas (capacidade de tração, aceleração e velocidade máxima, e “suspension and traction”) e repescagem de segurança.

11h30 às 17h30 – Repescagem de conforto. 11h30 às 18h30 – Repescagem de freios. 16h20 às 19h – Finais de apresentação de projetos. 19h – Briefing com pilotos.

Dia 12 de março (domingo) – 9h15 – Formação do grid de largada. 10h às 14h – Enduro de resistência. 15h – Encerramento.

EQUIPES INSCRITAS NA 23ª Competição Baja SAE BRASIL

Total: 88 equipes inscritas • 18 Estados mais DF • 81 instituições de ensino – (em 2016 foram 74 equipes inscritas • 19 Estados mais DF • 68 instituições de ensino)
CENTRO-OESTE (2 Estados + DF – 5 equipes – 4 instituições)
Distrito Federal (1 equipe / 1 instituição)

Equipe Piratas do Cerrado – Universidade de Brasília

Mato Grosso (1 equipe / 1 instituição)

Equipe Bajacaré – Universidade Federal de Mato Grosso

Mato Grosso do Sul (3 equipes / 2 instituições)
Equipe Baja Guaicurus – Universidade Federal da Grande Dourados

Equipe BaGD – Universidade Federal da Grande Dourados

Equipe Javalis Baja UCDB – Universidade Católica Dom Bosco
NORDESTE (7 Estados – 15 equipes – 14 instituições)
Alagoas (1 equipe / 1 instituição)

Equipe Bode Guerreiro Baja – Faculdade Pitagoras Maceió

Bahia (3 equipes/ 3 instituições)
Equipe Carpoeira Baja – Universidade Federal Da Bahia

Equipe Äkupã – Universidade Salvador

Equipe Baajatinga – Universidade Federal do Vale do São Francisco

Maranhão (1 equipe / 1 instituição)
Equipe Bumba Meu Baja – Universidade Estadual do Maranhão
Paraíba (2 equipes/ 2 instituições)
Equipe UFPBaja Inebriável – Universidade Federal da Paraíba

Equipe Paraybaja – Universidade Federal de Campina Grande
Pernambuco (4 equipes/ 3 instituições)
Equipe Mangue Baja 2 – Universidade Federal de Pernambuco

Equipe Mangue Baja 1- Universidade Federal de Pernambuco

Equipe Corisco – Universidade de Pernambuco

Equipe Bajagreste – Instituto Federal de Pernambuco
Piauí (1 equipe/ 1 instituição)
Equipe IFPI Baja SAE – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí
Rio Grande do Norte (3 equipes/ 3 instituições)
Equipe Car-kará – Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Equipe Cactus Baja – Universidade Federal Rural do Semi-Árido – Mossoró

Equipe Caraubaja SAE -Universidade Federal Rural do Semi-Árido – Caraubas
NORTE (2 Estados – 3 equipes – 3 instituições)

Amazonas (1 equipe/ 1 instituição)
Equipe Baja UEA – Universidade do Estado do Amazonas

Pará (2 equipes / 2 instituições)
Equipe Baja Tucuruí – Universidade Federal do Pará

Jambu Racing – Faculdade Estácio de Belém

SUDESTE (4 Estados – 50 equipes – 45 instituições)
Estado de São Paulo (25 equipes/ 21 instituições)

Grande São Paulo – (14 equipes / 11 instituições)
Equipe FEI Baja 02 – Centro Universitário da FEI

Equipe FEI Baja 01 – Centro Universitário da FEI

Equipe Poli Atlas – Escola Politécnica da USP

Equipe Poli Cronos – Escola Politécnica da USP

Equipe ITA Baja – Instituto Tecnológico de Aeronáutica

Equipe Baja UFABC – Fundação Universidade Federal do ABC

Equipe BAJA Mauá 1 – Instituto Mauá de Tecnologia

Equipe BAJA Maua 2 – Instituto Mauá de Tecnologia

Equipe Fatecnólogos – Faculdade de Tecnologia de São Paulo

Equipe FhoBaja – Fundação Hermínio Ometto

Equipe Bajiganga – Universidade São Judas Tadeu

Equipe Mack Gear – Instituto Presbiteriano Mackenzie

Equipe Baja SAE Clarengex – Ação Educacional Claretiana

Equipe Celeritas – Centro Universitário Salesiano de São Paulo
São Paulo / Interior – (11 equipes / 09 instituições)
Equipe EESC USP 1 – Escola de Engenharia de São Carlos

Equipe – EESC USP 2 – Escola de Engenharia de São Carlos

Equipe – UNICAMP Baja SAE – Universidade Estadual de Campinas

Equipe – EEP Baja – Escola de Engenharia de Piracicaba

Equipe – PAC BAJA – Universidade Estadual Paulista – Bauru

Equipe -Tec Ilha Baja – Universidade Estadual Paulista – Ilha Solteira

Equipe – Piratas do Vale – Universidade Estadual Paulista – Guaratinguetá

Equipe – Baja Mud Racing – Facens – Faculdade de Engenharia de Sorocaba

Equipe TURUNA – Faculdade de Tecnologia de São José dos Campos

Equipe UNIFEB – Centro Universitário da Fundação Educacional de Barretos

Equipe Genau Baja – UFSCar – Universidade Federal de São Carlos

Minas Gerais (12 equipes/ 12 instituições)
Equipe Baja UFMG – Universidade Federal de Minas Gerais

Equipe Komiketo Baja – UFSJ – Universidade Federal de São João del Rei

Equipe Zebu Baja – Universidade Federal do Triângulo Mineiro

Equipe Saci – Universidade Federal de Itajubá – Itajubá

Equipe UFV Baja Pererecas – Universidade Federal de Viçosa – UFV

Equipe Cefast Baja SAE – Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais

Equipe Camaleão – Centro Universitário Newton Paiva

Equipe Espinhaço – Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri

Equipe Rampage Baja – UFJF – Universidade Federal de Juiz de Fora

Equipe PUC-Minas Baja Racing Team – Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais

Equipe Mountain Baja – Universidade Federal de Itajubá – Itabira

Equipe Cerrado de Baja SAE – Universidade Federal de Uberlândia
Rio de Janeiro (9 equipes/ 8 instituições)
Equipe Mud Runner 2 – Centro Federal de Educação Tecnológica do Rio de Janeiro

Equipe Mud Runner 1 – Centro Federal de Educação Tecnológica do Rio de Janeiro

Equipe Minerva Baja – Universidade Federal do Rio de Janeiro

Equipe UFF Baja – Universidade Federal Fluminense – Volta Redonda

Equipe Tuffão Baja SAE – Universidade Federal Fluminense – Niterói

Equipe Ali Babaja – Universidade Federal do Rio De Janeiro – Macaé

Equipe Reptiles – Pontifícia Universidade Católica

Equipe Caledônia Racing Baja SAE – Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Equipe Ucam Baja – Universidade Candido Mendes
Espírito Santo (3 equipes/ 3 instituições)
Equipe Vitória Baja – Universidade Federal do Espírito Santo

Equipe FAESA Baja – Faculdades Integradas Espírito – Santenses

Equipe SamaBAJA – Instituto Federal do Espírito Santo
SUL (3 Estados – 15 equipes – 15 instituições)
Santa Catarina (3 equipes / 3 instituições)

Equipe UDESC Velociraptor Baja SAE – Universidade do Estado de Santa Catarina

Equipe UFSC Baja SAE – Universidade Federal de Santa Catarina

Equipe Unibaja Univille – Universidade da Região de Joinville
Rio Grande do Sul (4 equipes / 4 instituições)
Equipe Baja de Galpão – UNISC Universidade de Santa Cruz do Sul

Equipe Mas Baja Tchê – Fundação Universidade De Passo Fundo

Equipe Bombaja UFSM- Universidade Federal de Santa Maria

Equipe URI BAJA – Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões
Paraná (7 equipes / 7 instituições)
Equipe UFPR Baja SAE – Universidade Federal do Paraná

Equipe Imperador Baja SAE – Universidade Tecnológica Federal do Paraná – Curitiba

Equipe – ProcoBaja – Universidade Tecnológica Federal do Paraná – Cornélio Procópio

Equipe Pato BAJA – Universidade Tecnológica Federal do Paraná – Pato Branco

Equipe Londribaja – Universidade Tecnológica Federal do Paraná – Londrina

Equipe Gralha Azul – Universidade Tecnológica Federal do Paraná – Ponta Grossa

Equipe Baja Cataratas – Universidade Estadual Do Oeste Do Paraná – Unioeste.

Sobre Equipe Mecânica Online®

Um dos principais portais quando o assunto é mecânica na internet brasileira, o Mecânica Online® é feito por você! Através de nosso público procuramos cada vez mais oferecer um conteúdo que leve sempre o nosso principal objetivo: mecânica do jeito que você entende.