domingo , 30 abril 2017
ACELERANDO
Capa » Mercado » Financiamentos no 1º bimestre têm alta de 13,2% em doze meses
Financiamentos no 1º bimestre têm alta de 13,2% em doze meses

Financiamentos no 1º bimestre têm alta de 13,2% em doze meses

O total de recursos liberados nos dois primeiros meses de 2017 somou R$ 13,9 bilhões.

Esse volume representa um aumento de 13,2% no volume de negócios na comparação com o mesmo período do ano passado, quando os bancos concederam financiamentos na ordem de R$ 12,2 bilhões.

Para as operações de CDC foram liberados R$ 13,7 bilhões, enquanto os R$ 217 milhões envolveram as operações de leasing.

Na avaliação do presidente da ANEF (Associação Nacional das Empresas Financeiras de Montadoras), Gilson Carvalho, essa ligeira alta é um sinal de que o consumidor está, aos poucos, recuperando sua confiança.

“O volume de negócios ainda é bastante tímido, mas indicam que as pessoas estão voltando a investir na aquisição de um veículo novo. Essa deverá ser a tendência para 2017: o consumidor mantém sua cautela, mas já esboça mais confiança para adquirir ou trocar seu veículo”, afirma Gilson Carvalho.

De acordo com os dados do boletim divulgado pela ANEF, em fevereiro os bancos liberaram R$ 6,4 bilhões em CDC, volume 11,5% inferior ao registrado no mês anterior, mas 10,3% superior ao registrado no mesmo período do ano passado.

Desse total, R$ 5,7 bilhões foram destinados para as pessoas físicas e os 663 milhões restantes para as pessoas jurídicas.

Já para as operações de leasing foram liberados R$ 113 milhões, alta de 8,7% em relação a janeiro e redução de 36,5% na comparação com fevereiro de 2016. O maior volume, de R$ 90 milhões, foi destinado para as empresas e o restante para pessoas físicas.

Inadimplência – No segundo mês deste ano, a taxa de inadimplência nas operações de financiamento para pessoas físicas foi de 4,6%, queda de 0,1 ponto percentual na comparação a janeiro e alta de 0,2 ponto percentual em doze meses.

Na carteira de leasing, o índice de não pagadores foi de 3,6%, redução de 0,2 ponto percentual em relação ao mês anterior e de 1,5 ponto percentual na comparação com fevereiro de 2016.

Para as pessoas jurídicas, a taxa de inadimplência nas operações de CDC foi de 4,7%, o que representa uma queda de 0,2 ponto percentual em relação a janeiro e de 0,6 ponto percentual na comparação com fevereiro do ano passado.

Na carteira de leasing, o índice foi 3,4%, redução de 0,4 ponto percentual na comparação com o mês anterior e alta de 0,3 ponto percentual em doze meses.

Taxa de juros – As taxas praticadas pelos bancos ligados às montadoras continuam mais atraentes na comparação com as adotadas pelas instituições independentes.

Em fevereiro, as entidades associadas à ANEF cobraram juros de 23,26% ao ano e 1,75% ao mês, enquanto os independentes trabalharam com 25,7% e 1,92%, respectivamente.

O prazo médio das concessões é de 42,2 meses. Já o prazo máximo oferecido pelos bancos é de 60 meses.

Saldo das carteiras – Em fevereiro, o saldo das carteiras atingiu a marca de R$ 162,4 bilhões, queda de 0,1% em relação a janeiro e de 9,3% em doze meses.

Desse total, R$ 158,2 bilhões correspondem às operações de CDC e R$ 4,2 bilhões à carteira de leasing.

Esse indicador equivale a 2,6% do PIB (Produto Interno Bruto). No mesmo período de 2016, essa taxa era de 3,0%, o que representa uma queda de 0,4 pontos percentuais.

Isso equivale a 5,3% do total de crédito do SFN (Sistema Financeiro Nacional) e a 10,6% do total das operações de crédito (recursos livres).

Sobre Equipe Mecânica Online®

Um dos principais portais quando o assunto é mecânica na internet brasileira, o Mecânica Online® é feito por você! Através de nosso público procuramos cada vez mais oferecer um conteúdo que leve sempre o nosso principal objetivo: mecânica do jeito que você entende.