Para desenvolver seus veículos autônomos, a Volvo Cars contará com a ajuda de famílias suecas, que testarão seus carros nas estradas e vias públicas de Gotemburgo, transmitindo suas impressões aos engenheiros da marca.

As duas primeiras famílias, os Hains e os Simonovskis, receberam da fabricante o utilitário esportivo de luxo XC90, com o qual farão seus deslocamentos ao participar do programa Drive Me.

No início do próximo ano, mais três famílias vão participar dos testes e, nos próximos quatro anos, cerca de 100 pessoas estarão envolvidas no projeto.

Ambas as famílias contribuirão para o Drive Me com importantes dados, permitindo que os engenheiros da empresa monitorem o uso diário das pessoas e a interação com o carro na vida real, como o deslocamento para o trabalho, levando as crianças para a escola ou fazendo compras no mercado.

A Volvo Cars planeja oferecer ao mercado veículos totalmente autônomos até 2021, e os dados derivados do projeto desempenharão um papel crucial no desenvolvimento desse sistema.

“É ótimo ser parte desse projeto”, disse Alex Hain, de 45 anos. “Temos a chance de ajudar na construção da tecnologia que um dia salvará vidas”, completou.

O projeto Drive Me envolverá clientes reais, testando os diferentes estágios da tecnologia assistida por motoristas e, eventualmente, totalmente autônoma.

“O Drive Me é um projeto de pesquisa importante para a Volvo Cars”, disse Henrik Green, vice-presidente sênior de Pesquise e Desenvolvimento.

“Esperamos aprender muito com a participação dessas famílias e usaremos suas experiências para moldar o desenvolvimento de nossa tecnologia de condução autônoma”.

Os XC90 utilizados pelos Hains e os Simonovskis foram equipados com a mais recente tecnologia de assistência de condução, bem como uma variedade de câmeras e sensores para monitorar seu comportamento e fornecer informações à sua volta.

Durante as primeiras etapas, as famílias manterão as mãos no volante e supervisionarão a condução em todos os momentos ao usar seus carros.

Mas, ao longo do tempo, todos os participantes do projeto Drive Me serão gradualmente introduzidos em carros de condução assistida mais avançados, após receberem um treinamento específico.

Mesmo assim, testar esses carros mais avançados ocorrerá, inicialmente, em ambientes controlados sob supervisão de um especialista em segurança da Volvo Cars.

Nenhuma tecnologia será introduzida se houver qualquer dúvida sobre sua proteção.

Isso significa que a fabricante continua a projetar carros autônomos com o mesmo cuidado e rigor que a estabeleceram na posição de fabricante de alguns dos carros mais seguros do mundo.

Primeira família escolhida para participar do Drive Me, os Hain são formados por Alex e Paula (45 anos), e suas filhas Filippa (17) e Smilla (14). Eles agora são acompanhados por Sasko Simonovski, de 44 anos, sua esposa Anna (41) e seus filhos Elin (10) e Villiam (8).

Novas famílias passarão a integrar o Drive Me na medida em que o projeto avance.