Novo Hyundai HD 80 marca evolução do caminhão leve HD 78

Com a dificuldade que o segmento de caminhões atravessou nos últimos anos, a Hyundai CAOA atrasou o lançamento do HD 80, caminhão leve que carrega a evolução do HD 78, que estava previsto para ser lançado em 2014 e só chega agora, quatro anos depois, no mercado.

Com uma linha exclusiva para sua produção em Anápolis, Goiás, o modelo conta com seis estações próprias, enquanto a linha de cabines é compartilhada com o HR.

Com o lançamento do novo HD 80, a Hyundai CAOA reafirma a importância que o segmento de caminhões leves tem para a estratégia de crescimento da empresa no mercado brasileiro.

Quais os diferenciais do novo modelo e seus concorrentes? O preço competitivo da versão única de acabamento por R$ 118.800 e a versatilidade do HD 80 quando comparado com os principais concorrentes.

A marca deixa claro que essa é uma versão de entrada, que no futuro prepara uma versão com mais itens de conforto, como ar-condicionado, que não é oferecido nem mesmo como opcional.

Entre as diversas opções de implementos que podem ser instalados estão: baú carga seca, baú isotérmico, baú frigorífico, carroceria aberta, plataforma de guincho, cesto aéreo, truck food.

Externamente, a cabine do Hyundai HD 80 conta com uma nova grade frontal, enquanto que no interior temos quadro de instrumentos e console central redesenhados, manopla de acionamento do freio de estacionamento, que passou a ser pneumático, além da inclusão do computador de bordo.

Mecânica Online – A primeira impressão do HD 80 quando comparado com o HD 78 é que foram poucas as modificações. Esteticamente realmente foram poucas alterações, mas no conjunto powertrain foram mais de 250 novos componentes, sendo que 65% do conteúdo é de fabricação nacional.

O modelo sai de fábrica equipado com motor biturbo quatro cilindros, diesel 3.0 litros, com intercooler e sistema EGR – que dispensa o uso do ARLA -, fornecido pela FPT Industrial.

Esse propulsor tem a potência máxima de 170 cv a 3.500 rpm e torque de 40,8 kgf.m (400 N.m), entre 1.500 e 2.200 rpm, ou seja, potência e desenvoltura já podem ser observados a partir das faixas de rotações mais baixas, o que confere ao HD 80 força e agilidade para encarar o anda e para das cidades.

Complementando o conjunto motopropulsor, o HD 80 está equipado com uma moderna transmissão manual de cinco marchas, com sistema de embreagem servo-assistido, item que torna o acionamento do pedal mais leve para o condutor.

O câmbio utilizado por esse lançamento possui um escalonamento de marchas projetado para proporcionar o melhor aproveitamento do torque e da potência gerados pelo motor, ainda assim, durante uma rápida volta com o modelo na pista de teste na fábrica da Hyundai CAOA, observamos que as posições de colocação das marchas são diferentes das aplicadas em nosso mercado. As marchas ímpares são para baixo, enquanto as marchas pares são para cima. Tudo indica que o câmbio segue o padrão aplicado na Coréia do Sul.

A caixa de câmbio é ligada ao diferencial traseiro por um novo eixo cardan, do tipo monotron, ou seja, os dois segmentos que compõem o eixo (frontal e posterior) são balanceados em conjunto.

O diferencial traseiro conta com uma nova relação entre pinhão e cremalheira (6,50:1), mais curta quando comparada ao do seu antecessor, contribuindo, assim, para uma melhora no desempenho.

Tanto para motoristas, assim como frotistas, a economia de combustível está entre as características mais importantes de um veículo comercial. Afinal, percorrer uma grande quantidade de trajetos sem a necessidade de reabastecimento é importante.

Para aumentar a autonomia do HD 80 nas operações do dia-a-dia, o novo modelo passou a ser equipado com um novo tanque de combustível, confeccionado em material plástico, com capacidade para 150 litros de diesel.

O Hyundai HD 80 virá equipado de série com sistema de freios pneumático, em substituição ao hidráulico utilizado até então pelo seu antecessor, e tecnologia antitravamento das rodas (ABS).

Para que essas mudanças mecânicas fossem implementadas, o desenvolvimento do modelo HD 80 envolveu profissionais das áreas de Engenharia de Desenvolvimento da CAOA Montadora, Hyundai Motor Company e dos diversos fornecedores, como por exemplo: FPT Industrial, Magneti Marelli, Modine, DANA, Master, Suspensys, Wabco, entre outros.

Em todas as etapas desse projeto foram realizadas avaliações nas mais variadas e exigentes condições de clima e rodagem brasileiras.

A primeira evolução percebida é o aumento do Peso Bruto Total (PBT), que é o resultado da soma do peso total do modelo e a sua capacidade de carga. Ele passou de 7.800 kg, no HD 78, para 8.000 kg, no HD 80.

O que representa dizer que este lançamento da Hyundai CAOA tem 5.263 kg de capacidade de carga, contando com o implemento (baú, carroceria – aberta ou fechada, entre outras), que normalmente pesa 800 kg, ou seja, ele é capaz de transportar como carga líquida – considerando o peso do implemento – em torno de 4.463 kg.

O sistema de freios do HD 80 é inteiramente novo. Com essa evolução, as frenagens ficaram ainda mais confiáveis, independentemente da situação, além de aumentar a robustez do conjunto e contribuir para a redução nos custos de manutenção.

O HD 80 também contará com sistema de ajuste automático da folga das lonas de freios, o que elimina a realização manual dessa regulagem. Outra novidade está no acionamento do freio de estacionamento, que passou a ser realizado por uma alavanca situada no console central, entre os bancos do motorista e passageiros.

Chassi: robustez e confiabilidade – O chassi do novo HD 80 é produzido em aço e conta com um sistema de travessas parafusadas e rebitadas.

O quadro do chassi foi desenvolvido para oferecer elevada flexibilidade para a instalação de uma ampla gama de implementos.

Eixos e suspensões – O modelo HD 80 está equipado com novos eixos e suspensões dianteira e traseira. Entre os itens que passaram por evoluções nas suspensões estão, por exemplo, os novos feixes de molas, amortecedores e barras estabilizadoras dianteira e traseira, que foram redimensionados.

Nos eixos dianteiro e traseiro, os destaques das mudanças são: ponta de eixo, braço de direção, carcaça do diferencial traseiro, entre outros.

Durante nossa rápida volta com o modelo identificamos que ele salta muito, principalmente quando não está carregado. Tecnicamente temos uma maior presença do feixe de molas e um amortecedor com curso pequeno, que termina não absorvendo por completo as irregularidades e passando para a cabine esse desconforto.

Os serviços de manutenção e verificações de rotina são realizados facilmente, graça ao basculamento da cabine com inclinação de 45°, o que garante acesso rápido ao motor e demais itens mecânicos.

O motorista tem a sua disposição um novo quadro de instrumentos. Com layout funcional, ele traz velocímetro, tacômetro e medidores de temperatura do liquido de arrefecimento do motor e do nível de combustível. Possui ainda um computador de bordo digital, que apresenta informações importantes ao motorista sobre o veículo e a sua condução, tais como: pressão do sistema de freios pneumático, consumo de combustível (médio e instantâneo), autonomia, velocidade média, tempo de rodagem, hodômetro (parcial e total) e relógio.

Fabricação – O caminhão Hyundai HD 80 é produzido na fábrica da CAOA Montadora, em Anápolis (GO), que completou, em abril passado, 10 anos de atividades.

Atualmente, nas instalações da CAOA Montadora são produzidos, além dos veículos comerciais HD 80 e HR, os modelos utilitários-esportivos Tucson Flex, iX35 e New Tucson.

Para a fabricação do HD 80, a fábrica da CAOA Montadora passou por algumas evoluções. Foram instaladas novas linhas de rebitagem e de pintura, ambas para atender às especificidades desse modelo.

Além disso, para assegurar os elevados padrões de qualidade e proporcionar ainda mais ergonomia para os Colaboradores, foram adquiridos novos equipamentos para a realização de torque nos parafusos de itens de segurança, como, por exemplo, aperto de rodas e dos eixos.

Já no Trim Shop (local onde a carroceria acolhe as peças mecânicas e itens de acabamento), vários processos foram readequados para serem compartilhados pelos modelos comerciais HD 80 e HR, como, por exemplo, a montagem final da carroceria.

Ainda no Trim Shop, os equipamentos para a verificação do funcionamento do sistema de freio e do ABS foram reposicionados, visando a otimização do tempo desse processo.

Saiba mais | Confira nossa matéria em vídeo

- Publicidade - Cursos Mecânica Online®