McLaren 720S GT3 de corrida faz testes de pista para estrear em 2019

Os testes de pista do primeiro carro de corrida GT a ser desenvolvido pela nova divisão de atendimento a equipes de competição clientes da McLaren Automotive estão em andamento e terão o McLaren 720S GT3 sendo extensivamente avaliado na Europa, Estados Unidos e Oriente Médio.

O novo desafiante da categoria GT3, baseado no aclamado supercarro 720S, está sendo preparado para estrear em 2019, quando será homologado para todos os campeonatos GT3 no mundo.

A fase de pista do programa de desenvolvimento segue extensas simulações de dinâmica computacional de fluidos (CFD) e incorpora um regime de teste punitivo, que validará os principais dados de desempenho e a durabilidade para longas distâncias.

“Foi um momento incrivelmente empolgante para nós ver o novo 720S GT3 iniciar a fase intensiva de testes de pista do programa de desenvolvimento. Estamos confiantes em oferecer aos nossos clientes um GT de corrida de primeira classe”, comentou Mike Flewitt, CEO da McLaren Automotive.

“Permitir que nossos clientes participem de corridas é parte integrante da estratégia de negócios da McLaren Automotive e estamos comprometidos em fornecer às equipes carros GT excepcionais, bem como o suporte de classe mundial para tirar o máximo proveito deles.”

Tal como acontece com o carro de rua, no coração do 720S GT3 está a estrutura do chassi MonoCage II de fibra de carbono, leve mas extremamente rígida.

A potência é entregue por uma versão preparada para competição do motor M840T V8 twin-turbo de 4 litros.

O foco em engenharia pura, aerodinâmica inovadora e design eficiente, que torna o 720S tão incrivelmente impressionante, fornece o ponto de partida ideal para o supercarro ser o mais forte candidato da McLaren às honras das corridas de GT3.

O trabalho de projeto e desenvolvimento foi realizado dentro de novas instalações dedicadas às corridas de GT na McLaren Automotive em Woking, Surrey, onde todos os novos carros GT3 serão montados à mão.

Os dois primeiros carros de desenvolvimento eentraram em um extenso programa de testes, que inicialmente utilizará pistas em ambos os lados do Atlântico, seguido por um programa intensivo no Oriente Médio antes do final do ano.

As metas de desenvolvimento para o 720S GT3 centram-se não apenas em velocidade e estabilidade, mas também em tornar o carro acessível para pilotos de todos os níveis de habilidade, bem como em maior eficiência para as equipes colocarem-no na pista ─ tanto em termos financeitos quanto de manutenção.

A eficiência otimizada de combustível e o gerenciamento dos pneus foram priorizados, juntamente com maior confiabilidade, durabilidade e facilidade de manutenção, tanto em condições de corrida quanto entre os eventos.

A amplitude do equilíbrio da previsibilidade do comportamento no limite, para pilotos profissionais e amadores, são centrais para o projeto, refletindo a composição dos competidores do GT3 globalmente.

Trabalhando em estreita colaboração com a parceira técnica de pneus Pirelli, a experiente equipe de engenheiros de competições de GT da McLaren está executando programas paralelos de durabilidade e desempenho percorrendo mais de 30.000 quilômetros, com testes de 24 e 36 horas sendo concluídos por vários carros Race Prototype (RP).

“O McLaren 720S é um carro de estrada tão talentoso que sempre soubemos aprimorar seus talentos de corrida. Fazer a partir dele um GT3 seria um processo totalmente natural, e assim foi. Embora seja em grande parte uma máquina feita sob medida, o GT3 ainda é um McLaren 720S em seu núcleo. Desenvolver um carro de corrida é otimizar todos os componentes e o chassi leve de fibra de carbono MonoCage II é a base perfeita para isso”, diz Dan Walmsley, diretor de Motorsport da McLaren Automotive.

“O 720S GT3 é um carro importante para a McLaren Automotive. Ele ainda tem a capacidade do carro de estrada de fornecer desempenho extremo de uma forma que todos os pilotos podem alcançar, mas levados a um nível de competição totalmente superior. Crucialmente, ele também faz parte de nossa crescente estratégia de negócios e corrida focada no cliente, que vê os produtos dedicados ao automobilismo desenvolvidos internamente, que se baseiam em nosso rico conjunto de experiência e expertise no automobilismo”, diz Jolyon Nash, Diretor Executivo de Vendas Globais e Marketing da McLaren Automotive.

Anunciado em novembro de 2017, o McLaren 720S GT3 de competição está programado para ser lançado em 2019.

O preço está confirmado em £ 440.000,00 (na fábrica), e a McLaren vai tentar entrar em campeonatos estrategicamente importantes com os primeiros exemplares do mais recente desafiante da GT3 por meio do envolvimento com equipes de clientes.

Quando o 720S GT3 transportar o emblema da McLaren para o GT3 em 2019, ele se juntará ao carro de corrida McLaren Sports Series 570S GT4, que conquistou oito títulos em sua temporada de estreia em 2017 e já registrou mais de 50 vitórias na categoria, sempre nas mãos de equipes particulares.

O que transforma um supercarro McLaren 720S em um carro de corrida McLaren 720S GT3.

Embora seja intrinsecamente o mesmo cupê de motor central que o carro de estrada McLaren 720S, mais de noventa por cento dos componentes foram alterados ou otimizados de alguma forma para a versão GT3.

A combinação de mudanças na carroceria, aerodinâmica e suspensão, a transmissão revisada e um novo sistema de frenagem e o desempenho dos pneus de corrida da Pirelli proporcionarão um carro significativamente aprimorado, nascido para competir nos circuitos mais exigentes.

A aerodinâmica inovadora do 720S de estrada foi desenvolvida para proporcionar ainda mais estabilidade e eficiência.

Os painéis de carroceria leves, de fibra de carbono e compostos, são exclusivos do 720S GT3, enquanto um divisor exclusivo, a montagem do assoalho e os apêndices aerodinâmicos distinguem a frente e a cauda.

A asa traseira de especificação GT3 tem aerodinâmica otimizada.

O motor do 720S GT3 é uma versão preparada para competição do McLaren M840T V8 biturbo de 4 litros.

Ele foi aprimorado para fornecer uma curva de torque melhorada nas corridas curtas e uma eficiência ainda maior nas provas de endurance.

A caixa de câmbio de seis velocidades com paddle shifts está equipada com um novo atuador eletrônico para tornar mais rápidas as mudanças de marcha, além de facilitar o uso e a confiabilidade.

Um diferencial do tipo Salisbury ajustável externamente é instalado, assim como o controle de tração ajustável no cockpit e sistemas de auxílio do ABS.

O novo sistema de frenagem compreende um design de pinça de freio otimizado e maior resfriamento dos freios para máxima eficiência e longevidade.

A nova geometria da suspensão traseira é combinada com amortecedores ajustáveis de quatro vias e molas helicoidais para proporcionar a otimização aerodinâmica necessária para garantir uma dirigibilidade equilibrada e uma melhor estabilidade nas entradas de curvas.

Os semi-eixos e os cubos das rodas são orientados para competição e um design de roda com trava central rápida minimiza o tempo necessário para a troca de rodas durante os pit stops.

Um sistema de levantamento pneumático também é embutido no carro.

Em consonância com a reputação do seu similar para estradas, o 720S GT3 tem um ambiente de pilotagem excepcional.

O posicionamento da caixa de pedais é ajustável, bem como a posição do volante, enquanto uma câmera de visão traseira e sistema de radar com mostrador no painel e sistema de monitoramento de pressão dos pneus (TPMS) estão disponíveis como opcionais.

Todos os 720S GT3 terão volante no lado esquerdo e banco de competição feito em carbono-Kevlar equipado com suas fixações, de acordo com os regulamentos da FIA de 2019.

O equipamento de competição GT3, aprovado pela FIA como de série, inclui uma nova gaiola de proteção, banco com apoio de cabeça inclinado, cintos de seis pontos, sistema de extração pelo teto do veículo e espuma protetora contra impactos laterais.

Especificações técnicas ─ McLaren 720S GT3

Comprimento: 4,664 m

Largura: 2,040 m

Distância entre eixos: 2,696 m

Balanço frente/traseira: 1,155/813 m

Largura nos eixos dianteira/traseira: 2,040/2,040 m

Bitola dianteira/traseira: ~1,745 m/~1,716 m

Motor: M840T preparado para Motorsport, 4 litros V8 biturbo, 3.994 cm³

Transmissão: câmbio motorsport sequencial de seis marchas

Chassi: McLaren de fibra de carbono MonoCage II

Layout do trem de força: motor central longitudinal, tração traseira

Carroceria: painéis feitos sob medida em fibra de carbono leve/materiais compostos

Aerodinâmica: divisor dianteiro e assoalho feitos sob medida, apêndices aerodinâmicos, asa traseira com especificação GT3

Pneus: Pirelli de competição

Suspensão: amortecedores ajustáveis com molas helicoidais dianteiras e traseiras

Assento do piloto com apoio de cabeça inclinado – aprovado pela FIA

Gaiola de proteção aprovada pela FIA

Sistema de extintor de incêndio aprovado pela FIA

Sistema de tomada de ar Padrão

- Publicidade - Mercedes-Benz