Continental investe em novas tecnologias para tornar experiência de dirigir mais segura e prática

0
1031

No século 21, os smartphones vieram e revolucionaram a forma como as pessoas convivem e se comunicam.

Além disso, o avanço da tecnologia permite que eles funcionem como complemento dos dispositivos de um automóvel, oferecendo soluções de segurança, praticidade e conforto, melhorando também a experiência de dirigir.

Mas existem dois grandes desafios: a duração da bateria de um celular e o risco de usá-lo enquanto se dirige.

Pensando em oferecer soluções eficientes e conectadas com o futuro, a Continental está aprimorando seus dispositivos e promove diversos estudos para oferecer novas soluções que atendam às necessidades do consumidor.

Carros inteligentes nas Smart Cities-Uma Smart City busca conectar tecnologias e pessoas a fim de melhorar a qualidade de vida delas.

Mais da metade das cidades européias com mais de 100 mil habitantes já possuem ou estão construindo uma estrutura dentro deste conceito.

No Brasil, cidades como Jundiaí (SP) avançaram consideravelmente nesta ideia e pretendem começar sua implantação já em 2025.

Além disso, existe um conselho consultivo que reúne diversas empresas alemãs em São Paulo para discutirem sobre novas soluções e possibilidades.

Pensando na questão de mobilidade urbana, o Antenna Coupling, solução desenvolvida pela Continental, pode ir muito além do que apenas um simples amplificador de sinal de celular.

A antena pode também receber e armazenar informações de outros dispositivos, podendo auxiliar o motorista para seguir rotas melhores, ver serviços disponíveis nas proximidades, além de alertas de segurança.

Segundo Iaran Gadotti, gerente de Engenharia de Desenvolvimento da Continental, essa integração de tecnologias pode trazer diversos benefícios aos usuários.

“As pessoas estarão sempre conectadas com tudo que está acontecendo ao seu redor e serão auxiliadas de diversas formas. Com certeza, este conceito é uma tendência mundial e causará uma mudança radical e positiva na forma como as pessoas utilizam os dispositivos digitais de um automóvel”, comenta.

Além disso, estudos estão sendo feitos para que seja possível que o sistema detecte alguns costumes do motorista, como a velocidade média, nível de frenagem e trajetos habituais.

Assim, será possível que sua inteligência ative dispositivos para auxiliar o condutor nessas situações, além de detectar e alertar sobre possíveis falhas mecânicas ou elétricas do veículo.

Carregamento de celular sem fios-Todos sabem que cabos entre o painel e o câmbio do carro são um inconveniente.

Com a tecnologia QI de carregamento de celular sem fio, é possível que uma base de indução magnética integrada na estrutura interna do veículo faça este serviço.

O dispositivo, Chamado Conti WPC (sigla para Wireless Power Charger), já está presente como opcional de fábrica em alguns modelos como Kia Sportage, Chevrolet Cruze e Peugeot 3008.

Basta apoiar um aparelho compatível na estrutura e, automaticamente, a bateria recebe energia.

Com potência de 5 watts, o tempo necessário para atingir 100% da carga é semelhante ao de um carregador USB convencional.

Entretanto, a empresa está trabalhando para aprimorar o dispositivo e aumentar sua capacidade para 15 watts até 2019.

Além dessa melhoria, sua posição dentro do veículo sofrerá alterações em breve, uma vez que ele fica deitado na base e impede que o aparelho possa ser utilizado.

“Para permitir que o motorista consiga usar aplicativos de GPS, por exemplo, queremos aprimorar o sistema e mudar sua posição para a parte de cima do painel, oferecendo um suporte, como aqueles convencionais disponíveis no mercado, mas com a tecnologia de carregamento sem fio integrada”, afirma Gadotti.

Junto com o padrão Qi, que é suportado pelo dispositivo desenvolvido pela Continental, existem outras tecnologias de carregamento sem fio, como a Resonante e RF.

Pensando em avançar cada vez mais, a empresa já considera estas tecnologias em seus estudos e trabalha para suportar estes padrões.

Além dos componentes de carregamento, a Continental também desenvolveu um sistema de gerenciamento de calor que evita possíveis superaquecimentos que danificariam o aparelho.

Ele garante que a temperatura não ultrapasse do limite máximo, assegurando seu bom funcionamento.

Outra função importante é a de detecção de objetos metálicos como chaves e moedas, por exemplo, paralisando automaticamente o carregamento e suspendendo seu funcionamento.

O dispositivo atende todos os requisitos estipulados pelas montadoras de compatibilidade eletromagnética (EMC).