CAOA CHERY atinge o maior crescimento no mercado nacional em 2018

A CAOA CHERY comemora mais um sucesso no primeiro ano de criação da nova marca: em 2018 foram comercializadas no País 8.640 unidades, todas produzidas no Brasil.

Este volume representa alta de 131,6% na comparação com o ano passado, antes do anúncio da parceria entre as empresas. A produção também atingiu marca histórica superando as 10 mil unidades.

Com ótimo desempenho desde seu lançamento, em abril do ano passado, o Tiggo 2 pode ser considerado o grande responsável pelo bom resultado das vendas da CAOA CHERY.

O modelo ficou na 15º posição do ranking dos SUVs mais vendidos do Brasil em dezembro e no 18º lugar na listagem anual, com um total de 5.194 unidades emplacadas.

Com uma estratégia agressiva de mercado, marcada pela grande oferta de modelos nacionais nos mais variados segmentos, a CAOA CHERY inicia 2019 com quatro produtos em seu portfólio: QQ, Tiggo 2, Arrizo 5 e Tiggo 5X.

Ainda no primeiro bimestre chegará mais um, o Tiggo 7.

Todos os modelos são produzidos nas unidades industriais de Jacareí e Anápolis, trazendo em seu DNA a Qualidade, Tecnologia e Design característicos da CAOA CHERY.

O fortalecimento dos serviços de pós-venda e da rede de concessionárias também são fatores que contribuíram positivamente para o crescimento da CAOA CHERY.

A marca iniciou 2018 com 25 lojas e fechou o ano com 65, sendo que esse número deve chegar a 100 nos próximos meses.

Além disso a CAOA CHERY passou a contar, desde outubro, com um novo centro de distribuição em Barueri (SP), tornando mais ágil e eficiente o envio de peças aos clientes.

Com a introdução constante de novas tecnologias, aumento da oferta de produtos e a expansão da rede de concessionárias, a projeção é de avanço ainda maior nos volumes de vendas: a meta para 2019 é chegar próximo às 40 mil unidades comercializadas no País.

“Acreditamos nessa meta pelo diferencial dos produtos que a CAOA CHERY oferta ao mercado brasileiro. São modelos completos, com qualidade, tecnologia, design e custo-benefício muito acima da média”, explica Marcio Alfonso, CEO da CAOA CHERY no Brasil.