Fiat tem a melhor participação em vendas dos últimos dois anos. FCA lidera

0
22

FIAT CHRYSLER LIDERA O MERCADO BRASILEIRO DE AUTOMÓVEIS E COMERCIAIS LEVES NO PRIMEIRO BIMESTRE
Ao registrar o emplacamento de 37.904 veículos no mês de fevereiro, a  Fiat Chrysler Automobiles (FCA) alcançou uma participação de 20% de mercado, avançando em relação ao mês anterior.

Com este resultado, as vendas da empresa somaram 73.075 veículos comercializados no acumulado do primeiro bimestre, assegurando a liderança no mercado brasileiro de automóveis e comerciais leves, com 19,2% de participação de mercado no período.

As vendas das marcas Fiat, Jeep, Ram, Dodge e Chrysler somadas cresceram 35,6% em relação ao primeiro bimestre de 2018, muito além da expansão geral do mercado, de 16,4% no período.

O bom desempenho é decorrente da aceleração de vendas das marcas Fiat e Jeep. A Fiat alcançou em fevereiro o melhor resultado em participação de mercado dos últimos dois anos.

A Jeep consolidou sua liderança no segmento de SUV e a presença dos dois modelos produzidos no Brasil, Renegade e Compass, no topo do ranking dos mais vendidos na categoria.

Crescimento e liderança da marca Jeep – A Jeep fechou fevereiro com 9.093 unidades vendidas, crescendo 51,9% em relação a fevereiro de 2018. A marca alcançou 4,8% de participação de mercado no mês e manteve a liderança no segmento de SUV, respondendo por 22,8% das vendas totais.

Os dois modelos produzidos no Brasil encerraram fevereiro como líder e vice-líder do segmento pelo segundo mês consecutivo. Renegade foi o líder com 11,8% e o Compass, vice-líder com 10,9% do mercado em fevereiro.

No acumulado do primeiro bimestre, a Jeep alcançou uma participação de mercado de 4,7%, com 18.005 unidades vendidas, 37,9% a mais do que as vendas no mesmo período de 2018.

“Começamos o ano com muito vigor, posicionando bem nossos modelos. O novo Renegade, lançado em outubro do ano passado, tem um ótimo desempenho de mercado, enquanto o Compass continua a ser um veículo altamente desejado pelo consumidor”, afirmou Tania Silvestri, diretora da marca Jeep para a América Latina e diretora comercial das marcas Jeep, Ram, Dodge e Chrysler para o Brasil.

Fiat tem a melhor participação em vendas dos últimos dois anos – A Fiat alcançou em fevereiro o melhor desempenho em participação de mercado dos últimos dois anos.

A marca registrou 28.721 vendas no mês, com uma participação de mercado de 15,1%. Desde o mês de novembro de 2016 a marca não alcançava uma fatia de vendas tão expressiva.

No primeiro bimestre do ano, o desempenho da Fiat também é positivo. A empresa fechou o período com 54.883 unidades vendidas e uma participação de mercado de 14,4%.

O resultado é superior ao registrado no primeiro bimestre de 2018, quando a Fiat acumulou vendas de 40.726 unidades e 12,4% de market share. A Fiat avançou 2 pontos percentuais de market share neste ano e posicionou dois modelos – Argo e Strada – entre os dez veículos mais vendidos no Brasil no bimestre.

“Foi um avanço notável, pois crescemos 34,8%, frente a uma expansão de mercado de 16,4% no primeiro bimestre na comparação com o ano anterior”, afirmou Herlander Zola, diretor do brand Fiat para a América Latina e diretor comercial da marca para o Brasil.

Os destaques do mês – O Argo ficou na quarta posição no ranking dos mais vendidos, ganhando quatro posições em relação ao mês de janeiro. Teve 6.673 unidades vendidas em fevereiro e 11.593 no acumulado do ano.

Em relação a 2018, as vendas acumuladas do modelo cresceram 36%. O Mobi também avançou no mercado. Teve 4.885 unidades vendidas em fevereiro e 9.298 no acumulado do ano. Em relação a 2018, as vendas acumuladas do modelo cresceram 16%.

A Fiat também confirmou sua liderança absoluta em picapes: de cada dez vendidas no Brasil no mês de fevereiro, quatro são da marca Fiat. A Strada teve 6.553 unidades vendidas em fevereiro. No acumulado do ano, o volume de emplacamento atingiu 11.343 unidades. Em relação a 2018, as vendas acumuladas do modelo cresceram 19%.

Herlander Zola atribui o bom desempenho à consolidação da gama de produtos Fiat e a uma estratégia de posicionamento dos modelos no mercado. “Com a nova linha de produtos, a ousadia e dinamismo da marca Fiat, além da força da nossa rede de concessionárias, esperamos crescer de forma sustentável em 2019”, afirmou Zola.