Porsche testa a utilização de condução autônoma nas oficinas

Utilizando um tablet para acessar a plataforma elevatória: a Porsche testa a direção autônoma na própria oficina da empresa.

O projeto de teste é parte de uma colaboração no contexto da plataforma de inovação Startup Autobahn, e está programada para conclusão em meados de 2019.

Este projeto envolve o trabalho da Porsche com a startup “Kopernikus Automotive” para montar um campo de testes nas instalações da empresa em Ludwigsburg.

A jovem empresa de Berlim é especializada em tecnologia para carros autônomos, e o objetivo do projeto conjunto é permitir que os veículos passem do estacionamento para a plataforma elevatória e vice-versa, de forma totalmente autônoma.

Pretende-se que a mecânica seja capaz de manobrar os carros esportivos para a posição correta na oficina, de forma rápida e automática, usando um tablet.

“A condução autônoma revolucionará nosso tráfego rodoviário em apenas alguns anos. No entanto, já podemos usar as possibilidades tecnológicas disponíveis hoje para tornar os processos de trabalho ainda mais eficazes e eficientes “, comenta Alexander Haas, gerente de projeto da Automated Driving no workshop da Porsche.

O projeto será implementado dentro de 100 dias por especialistas das áreas de condução altamente automatizada e assistida, bem como tecnologia de pós-vendas, juntamente com a Kopernikus Automotive; a equipe apresentará os resultados na Startup Autobahn “Expo Day” em Stuttgart, no dia 21 de fevereiro.

Um teste virtual que simula aproximadamente um milhão de quilômetros-Antes dos veículos serem direcionados para a oficina de forma verdadeiramente autônoma, o primeiro passo é criar o local do teste, incluindo uma representação virtual do ambiente na oficina, que é usada para treinar uma rede neural artificial.

Ele conduz mais de um milhão de quilômetros de testes virtuais e aprende de forma independente com base em dados de estrutura reais.

Finalmente, o caso é testado sob condições reais.

“Nossa equipe experimentará o uso de direção autônoma na oficina em operação de teste e queremos aprender com o feedback da equipe”, comenta Thomas Eckert, responsável da Influência do Produto no pós-vendas.

A intenção é que a tecnologia AI, mais tarde, não só lide com a orientação do veículo, mas também identifique e localize objetos de forma independente, e planeje caminhos.

Serão realizadas medidas extensivas para garantir a segurança na fase de implementação prática do teste, incluindo um limite de velocidade de sete quilômetros por hora e o uso adicional de um motorista humano.