Veículos elétricos invadem Fernando de Noronha

A Renault entregou no último sábado, 8 de junho, os primeiros carros 100% elétricos para a Administração de Fernando de Noronha. Os seis veículos – 3 Zoe, 2 Twizy e 1 Kangoo Z.E. – e os quatro carregadores foram cedidos para uso oficial da Administração local em regime de comodato.

A parceria da Renault com a Administração da ilha faz parte do Projeto Noronha Carbono Zero, para a circulação dos carros 100% elétricos em Fernando de Noronha, considerado Patrimônio Mundial da Humanidade desde 2001 pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

Na semana passada foi assinado pelo governador de Pernambuco, Paulo Câmara, um Decreto-lei que veta a entrada de carros, motos, ônibus e caminhões que emitem dióxido de carbono a partir de 10 de agosto de 2022, permitindo apenas a circulação de unidades já presentes na ilha. A nova legislação ainda prevê, de 2030 em diante, a retirada da ilha de todos os veículos movidos a gasolina, álcool e óleo diesel.

“Essa é mais uma solução de mobilidade sustentável da Renault do Brasil. Para nós é uma honra estarmos presentes em Fernando de Noronha, que é um símbolo de preservação ambiental no Brasil e no mundo”, afirma Ricardo Gondo, presidente da Renault do Brasil.

Além da entrega dos veículos, a Renault abriu a venda de carros 100% elétricos para moradores de Fernando de Noronha, com condições especiais de pagamento. Na assinatura do Decreto-lei também foi divulgado o número de autorizações ecológicas que serão concedidas para quem quiser obter um veículo em acordo com as especificações ambientalmente corretas.

“O nosso objetivo é zerar a emissão do carbono na ilha até 2030, conforme as premissas do Noronha + 20, que são regidas pela sustentabilidade em diversas áreas da gestão pública. Noronha Carbono Zero, através dos carros elétricos, é apenas o início de novas opções sustentáveis para a mobilidade e a matriz energética da ilha”, diz Guilherme Rocha, Administrador da ilha.

Zoe – O compacto Zoe, o elétrico mais vendido da Europa, é vendido no mercado brasileiro na versão Intense com preço sugerido de R$ 149.990. O modelo pode ser comprado pelo site https://eletricos.renault.com.br/ ou em duas concessionárias: Sinal, em São Paulo, e Globo, em Curitiba.

O Zoe possui autonomia superior a 300 quilômetros (ciclo WLTP), graças à bateria Z.E. 40. Plugado em uma corrente trifásica de 22 kW, o veículo leva apenas 1h40 para chegar 80% de sua carga total.

A bateria Z.E. 40 foi desenvolvida com base em uma importante inovação: o aumento da densidade energética por meio do aumento da capacidade de armazenagem da bateria, mantendo o tamanho, solução mais avançada para também para respeitar a limitação em relação ao aumento de peso.

O Zoe possui um motor de alta eficiência energética e uma gestão eletrônica otimizada da bateria, limitando o consumo elétrico do veículo na utilização, ao mesmo tempo em que mantém a potência. Lançado no início de 2015, o R90 é um motor 100% Renault.

Desde o lançamento, o Zoe é o carro-chefe da tecnologia Renault Z.E., representando a excelência elétrica do Grupo. Entre os destaques desta tecnologia estão a frenagem regenerativa e a bomba de calor, que maximizam a autonomia.

O Zoe é um veículo ágil, fácil de manobrar e agradável ao dirigir, graças a um chassi adaptado às especificidades elétricas e ao trabalho realizado no ajuste da direção, pneus e amortecedores.

Em uma fração de segundo, o motor elétrico R90 entrega um torque máximo de 22,9 kgfm, permitindo acelerações e retomadas ágeis mesmo em baixa rotação. A aceleração vai de 0 a 50 km/h — faixa mais frequente em uso urbano — em 4 segundos.

A aceleração é fluida, perfeitamente linear e sem solavancos. Do ponto de vista do condutor, é como se ele tivesse o melhor câmbio automático do mercado.

Paralelamente, a natureza elétrica do Zoe proporciona uma condução mais tranquila principalmente graças à ausência de ruído do motor e vibrações.

O som medido na cabine do Zoe entre 40 e 75 km/h é de 60 a 65 dB, o que é duas ou três vezes menor se comparado a um veículo térmico de potência equivalente.

Decreto-lei prevê que a partir de 2022 apenas carros elétricos poderão entrar no arquipélago

Kangoo Z.E. – O Kangoo Z.E. é pioneiro e líder de mercado de furgões elétricos na Europa, com mais de 25.000 unidades vendidas desde seu lançamento, em 2011.

O Kangoo Z.E. é produzido na França e oferece a maior autonomia disponível para um veículo utilitário leve elétrico: 270 km, segundo norma NEDC.

Em uso real de ciclo de entregas, isso corresponde a uma autonomia que permite rodar de 120 a 200 km (conforme a topografia, temperatura externa, vento, estilo de condução, entre outros). O propulsor R60 de 44kW, 60 cv é derivado do motor R90 do Zoe.

Twizy – O Twizy, de dois lugares, é projetado para uso estritamente urbano. Pequeno, ágil e versátil, se encaixa em qualquer vaga.

Alimentado com baterias de íon de lítio, seu motor elétrico dianteiro tem 17 cv de potência e 5,8 kgfm de torque. A velocidade máxima vai até 85 km/h e a autonomia atinge até 100 quilômetros.

- Publicidade - Mercedes-Benz