Safety Center – Segurança Veicular é destaque no Polo Automotivo Fiat

É cada vez maior a solicitação dos clientes por veículos com o mais alto nível de segurança. Com o passar dos anos o consumidor brasileiro começa a entender que não basta ter apenas um carro bonito, com o melhor sistema de som e rodas imponentes, é preciso ter segurança dentro e fora do automóvel.

E o Mecânica Online® foi conhecer de perto o marco de uma nova era para a Fiat Chrysler Automóveis (FCA), com a abertura do Safety Center, seu mais moderno espaço dedicado à segurança veicular na América Latina. Integrante do Centro de Pesquisa & Desenvolvimento Giovanni Agnelli, trata-se da peça que faltava para a FCA Latam atingir a autonomia completa para projetar um veículo do início ao fim.

Instalado no Polo Automotivo Fiat, em Betim (MG), o Safety Center conta com uma área de 7.600 m² e pista de 130 metros, com capacidade de realização de testes de impacto de até 4 toneladas a 100 km/h.

Simulando uma grande variedade de situações, as provas físicas realizadas no local avaliam a estrutura do automóvel, a calibração dos airbags e os sistemas de retenção dos ocupantes. A iniciativa é mais um passo da FCA no caminho de produzir carros cada vez mais conectados à segurança dos usuários.

Para Marcio Tonani, diretor de Desenvolvimento de Produto da FCA para América Latina, “o Safety Center é uma importante conquista, que confirma o protagonismo do grupo na região e contribui para a melhoria e maior agilidade no desenvolvimento, mantendo os níveis de segurança exigidos internacionalmente.” O novo espaço também coloca a empresa em posição privilegiada diante dos requisitos que virão dentro do programa Rota 2030.

Autossuficiência – Com investimento de aproximadamente R$ 40 milhões (entre infraestrutura, equipamentos de última geração e treinamento) somado aos esforços de uma equipe composta por 50 profissionais, o Safety Center Betim foi gerado em menos de um ano para realizar testes de impacto frontal, posterior e lateral contra barreiras rígidas e postes, com provas de padrão internacional, abrangendo todas as homologações e testes de agências independentes não governamentais.

Até este momento, todo veículo da FCA criado na América Latina utilizava laboratórios do grupo na Europa ou nos Estados Unidos.

“Com o Safety Center em Betim, ganhamos autonomia e reduzimos o tempo de desenvolvimento dos automóveis”, afirma Silvio Piancastelli, gerente de Conceito de Veículo.

O espaço é a parte que faltava para que a FCA Latam fosse totalmente autônoma na criação e desenvolvimento de carros. O primeiro modelo do grupo desenvolvido 100% na América Latina foi o Novo Fiat Uno, concebido em 2008 e lançado em 2010, e cases como Toro, Argo e Cronos marcaram essa evolução.

“Com o laboratório, há também o complemento do know-how dos engenheiros da região LATAM”, completa Piancastelli.

Do virtual para o mundo físico – Outro aspecto importante do novo centro é que ele está interligado a toda a cadeia de desenvolvimento de produtos, desde a fase de conceito, passando pelas simulações virtuais, até chegar às provas físicas de desenvolvimento e homologação e ao início da produção do novo veículo.

O auxílio da realidade virtual, por exemplo, faz com que o desenvolvimento de veículos ganhe em precisão e economia com protótipos, já que só é produzido um modelo real depois de complexas análises em 3D.

Assim, o carro físico já vai para os testes com todo a retaguarda da engenharia e maturidade adquiridas no processo, o que reduz muito a quantidade de ajustes a se fazer.

Mais números de destaque:
– 100 mil Lúmens: capacidade do sistema de iluminação de LED
– 1940 fps (quadros por segundo): resolução das cinco câmeras de altíssima resolução – full HD
– 1000 g: resistência a impactos dos equipamentos (g = unidade de aceleração da gravidade)
– 2000 g: capacidade de medição dos acelerômetros
– 96 provas por ano*
– 72 veículos testados por ano*
* em 2019.

Crash test frontal da Fiat Toro 2.4 automática – Durante a inauguração no Polo Automotivo Fiat, em Betim (MG), do Safety Center, a imprensa especializada teve a oportunidade de acompanhar o crash test frontal da Fiat Toro 2.4 automática.

O local possui uma área de 7.600 m² e pista de 130 metros, com capacidade de realização de testes de impacto de até 4 toneladas a 100 km/h.

- Publicidade - Mercedes-Benz