Aplicativo que mede a qualidade de filtro de ar-condicionado vence 10º Hackathon na FEBRAVA 2019

Com o tema “Hackeando a Indústria 4.0 do AVAC-R”, quatro equipes foram desafiadas a apresentar ideias inovadoras para o setor no 10º Hackathon FIESP. O evento foi realizado durante a 21ª FEBRAVA – Feira Internacional de Refrigeração, Ar Condicionado, Ventilação, Aquecimento, Tratamento do Ar e da Água, que encerra nesta sexta-feira, no São Paulo Expo.

Os times formados por até cinco participantes trabalharam em busca de soluções de problemas sugeridos por empresas consolidadas no setor. A equipe Innovation desenvolveu o Transmissor de Pressão Diferencial, um sensor capaz de identificar problemas de filtros utilizados em equipamentos de ar-condicionado.

Já a equipe New Age propôs um novo tipo de treinamento para auxiliar técnicos que fazem trocas dos filtros de ar condicionado. “Nossa ideia é mostrar ao profissional como encontrar todos os detalhes exatos do filtro para fazer a troca correta e escolher o modelo ideal para cada máquina. Assim, é possível evitar danos precoces ao equipamento”, explica Matheus Alves, integrante do grupo.

E o projeto criado pela Solid Solution foi a padronização em um sistema já existente. “O MRP é uma ordem de serviço que sai do setor de vendas para a linha de produção. Como esse meio de campo entre estoque e produção ainda é desalinhado, trouxemos uma solução para que eles conversem de forma sincronizada”, explica Luis Sarri, um dos participantes.

De acordo com Manoel Neto, coordenador de Startup e Hackathon da FIESP, é preciso trazer inovação a partir de desafios reais da indústria. “Essa é uma indústria inteligente, 4.0. A vantagem em fazer um Hackathon focado apenas em alunos no Senai é que eles não têm vício do mercado. Com a cabeça fresca, sobra espaço para criar, inovar” explica Neto.

Solução para filtros de qualidade venceu a competição – A Smart Filters, equipe vencedora do 10º Hackathon FIESP, desenvolveu um aplicativo que mede a qualidade de filtros de ar-condicionado. A ideia nasceu de um desafio lançado pela Trox Brasil: como fazer uma análise profunda de um filtro e saber qual é adequado para cada tipo de equipamento?

O desenvolvimento do aplicativo partiu da percepção da equipe nas máquinas que sujam muito rápido. Por isso, a proposta foi criar um sistema que consiga medir e quantificar dados para evitar o uso inadequado de filtros. “O aplicativo liga um software a sensores que identificam vários parâmetros, como vazão, sujeira e rendimento da máquina”, explica Milton Shishido, integrante da equipe.

De acordo com Jorge Zato, gerente Corporativo em Engenharia, Pesquisa e Desenvolvimento da Trox Brasil, a importância desse tipo de desafio para o setor é encontrar soluções para problemas corriqueiros.

“Nós buscamos esse tipo de competição porque precisamos de mentes com soluções inovadoras, fora da caixa. Nós que estamos acostumados com o mercado e a indústria, tendemos a modificar ideias já existentes. Ideias completamente novas só saem com esse tipo de competição”, conclui.

O prêmio, celebrado por todos da equipe, foi uma passagem e a inscrição para participar da MCE Expo Comfort 2020, que acontece de 17 a 20 de março, em Milão, patrocinada pela Reed Exhibitions Alcantara Machado, que também ofereceu cinco convites aos demais participantes da equipe para o Salão Duas Rodas 2019, no período de 19 a 24 de novembro, em São Paulo.

- Publicidade - Mercedes-Benz