Região Sudeste inscreve 39 equipes na 16ª Competição Fórmula SAE BRASIL

Estudantes de engenharia do Sudeste brasileiro trabalham nos últimos detalhes de 39 carros de alto desempenho, inscritos na Competição Fórmula SAE BRASIL.

A disputa acontece de 28 de novembro a 1º de dezembro, no Esporte Clube Piracicabano de Automobilismo (ECPA), em Piracicaba, SP.

Do total de 70 veículos inscritos na competição nacional 48 são movidos a combustão e 22 elétricos, todos projetados e construídos por universitários orientados por professores de 53 instituições de ensino das cinco regiões brasileiras, de 14 Estados mais Distrito Federal.

Das 39 equipes inscritas da região Sudeste este ano, 20 são de São Paulo, 13 de Minas e seis do Rio de Janeiro (veja a lista de equipes do Sudeste por Estado).

As equipes que obtiverem as melhores pontuações na etapa brasileira poderão representar o Brasil na competição mundial em 2020, promovida pela SAE International, nos Estados Unidos.

São Paulo – Campeã em 2018, com uma campanha de seis vitórias na categoria Elétrica em sete competições nacionais e duas na competição mundial FSAE Electric, promovida nos EUA pela SAE International, a equipe Unicamp E-Racing, da Universidade Estadual de Campinas (SP), é um dos destaques entre as 22 equipes paulistas inscritas nessa categoria da etapa nacional.

O Fórmula Elétrico da Unicamp começou a ser projetado em janeiro para a Fórmula SAE BRASIL 2019, e se encontra em fase final de construção e os testes serão em outubro no campus da universidade.

O carro tem motor elétrico Yasa 750, chassi tubular de aço 1020 e baterias do tipo cilíndrica, para melhor desempenho. Entre as novidades, possui sistema de arrefecimento e de gerenciamento de baterias próprio, barra estabilizadora dianteira e controle de largada para melhorar a arrancada.

“O Projeto Fórmula é de suma importância para a equipe, visamos construir um carro para competir com outras universidades ao redor do mundo e também criar laços de amizade, companheirismo e de conhecimento”, destaca o capitão Bruno Pereira Carreiro, 21 anos, 8º semestre de Engenharia Mecânica.

Rio de Janeiro – A equipe Faraday E-Racing, da Universidade Federal Fluminense, campus Niterói, construiu veiculo elétrico para 2019 com foco na redução de massa e manufaturabilidade, que está em etapa final de fabricação. Os testes com o carro estão previstos para novembro, na própria UFF.

“Cada componente do carro foi cuidadosamente projetado para a confiabilidade e segurança. Com a otimização do design a partir da aplicação de novos materiais e peças foi possível reduzir significativamente o peso do carro em relação ao projeto anterior”, destaca Vito Marino, capitão da Faraday, 21 anos, estudante do 4º período do curso de Engenharia de Produção.

Além da Faraday, de Niterói, estão inscritas na prova pela UFF as equipes Buffalo, também de Niterói, e Falcons UFFormula SAE, de Volta Redonda, ambas da categoria combustão.

Minas Gerais – A equipe Fórmula SAE UFMG, da Universidade Federal de Minas Gerais, concorre na categoria Combustão com um carro que passa por testes em outubro e será lançado no mês seguinte no auditório principal da Escola de Engenharia da UFMG.

O projeto focou na redução de peso, no baixo custo de construção do carro e na melhoria da dirigibilidade, explica a capitã da equipe, Carla Sayuri Matsushita Guimarães, 22 anos, estudante do 7º semestre de Engenharia Mecânica.

“Este ano optamos pela mudança de aro das rodas do carro de 13 para 10 polegadas para melhorar a dirigibilidade, e decidimos adiar mudanças previstas para outros subsistemas”, ressalta. O Fórmula da equipe SAE UFMG foi construído em estrutura tubular de aço 1020 e é equipado com motor CB600F, chicote modularizado, central eletrônica FT550, diferencial de deslizamento limitado, discos de freio flutuantes e pacote aerodinâmico completo em fibra de carbono.

Carros – Os carros Fórmula SAE a combustão têm motores de quatro tempos e capacidade volumétrica máxima de 710 cm³.

Já os elétricos são tracionados por motores elétricos, alimentados a partir de baterias de até 600 volts, com autonomia de pelo menos 22 km. Na competição, a recarga das baterias é realizada em carga lenta, em área com alto nível de segurança.

“Os programas estudantis da SAE BRASIL motivam os jovens à carreira de engenharia e lançam desafios encontrados na prática profissional que levam muito além do conhecimento acadêmico adquirido na sala de aula”, analisa o engenheiro Mauro Correia, presidente da SAE BRASIL.

Competição Fórmula SAE BRASIL
Data: 28 de novembro a 1º de dezembro de 2019
Local: Esporte Clube Piracicabano de Automobilismo (ECPA) – rodovia SP 135, km 13,5, Piracicaba – SP

PROGRAMAÇÃO

Dia 27 quarta-feira – Chegada das equipes para a Secretaria do evento
Dia 28 quinta-feira das 10h às 18h – Inspeções técnicas de segurança
Dia 29 sexta-feira das 9h às 16h – Provas estáticas de segurança (inspeção técnica, frenagem, ruído e inclinação) e design (custo, projeto e negócios)
Dia 30 sábado, das 9h às 16h – Apresentações orais e provas dinâmicas (aceleração, manobrabilidade e autocross).
Dia 1º domingo, das 9h às 12h – Enduro.

- Publicidade - Mercedes-Benz