Volkswagen firma parceria para rede de recarga ultrarrápida no Brasil

A Volkswagen, juntamente com Audi e Porsche, empresas que fazem parte do Grupo Volkswagen, firmaram uma parceria estratégica com a EDP, empresa que atua em toda a cadeia de valor do setor elétrico, destinada à instalação de 30 novas estações de recarga de veículos elétricos no estado de São Paulo.
O projeto vai conectar um total de 64 pontos de carregamento que interligam os estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná e Espírito Santo e Santa Catarina, formando um corredor de abastecimento de automóveis híbridos e elétricos com mais de 2.500 quilômetros de extensão.

 

“A marca Volkswagen é líder em eletrificação em âmbito mundial. Na Região América Latina vamos lançar seis carros elétricos e híbridos até 2023. O primeiro deles é o Golf GTE, híbrido plug-in que chega ao mercado brasileiro em novembro. Sabemos que o principal desafio hoje é o ecossistema completo para a eletrificação. O sucesso desta estratégia depende de uma ampla infraestrutura de carregamento para oferecer um serviço de qualidade para o consumidor. É necessária uma visão 360º, com o envolvimento de todas as partes interessadas, como Governo, iniciativa privada, sociedade e entidades para que tenhamos políticas estratégicas e regulamentadas para fomentar investimentos na eletrificação no Brasil”, explica Pablo Di Si, Presidente e CEO da Volkswagen América Latina.

“A parceria que estamos anunciando hoje é pioneira e destaca-se como um marco na eletrificação do nosso País, sendo um passo importante na construção de uma estrutura abrangente de estações de carregamento de veículos híbridos e elétricos no Brasil. Tenho a convicção de que este projeto contribuirá bastante para elevar a confiança do consumidor na compra de um automóvel híbrido ou elétrico nos próximos anos.”

A marca Volkswagen está investindo 9 bilhões de euros, entre 2018 e 2023, em mobilidade elétrica.
O investimento inclui o desenvolvimento da família ID., produzida a partir da plataforma MEB (Arquitetura Modular de Propulsão Elétrica), criada especialmente para fabricar veículos 100% elétricos.
O primeiro integrante da família, o novo ID.3, foi apresentado em setembro no Salão Internacional de Frankfurt, na Alemanha, e chega ao mercado europeu em 2020, com expectativa inicial de vendas de 150 mil unidades.
Em 2025, a meta da marca Volkswagen é atingir comercializar 1 milhão de carros elétricos por ano em 2025.

Rede de eletropostos de recarga ultrarrápida-Aprovado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) para o tema Mobilidade Elétrica Eficiente, o empreendimento, que terá investimento de R$ 32,9 milhões, é o primeiro e maior projeto de instalação de carregadores ultrarrápidos (150kw e 350kw) da América do Sul.

A implementação da rede será iniciada ainda em 2019 e as primeiras inaugurações estão programadas para 2020, com a conclusão da implementação da rede em três anos.

Volkswagen, Audi e Porsche realizam os testes com os seus veículos para homologação da infraestrutura de recarga. As empresas Electric Mobility, ABB e Siemens serão as fornecedoras de soluções de recarga.

Os novos eletropostos colocarão a EDP na liderança em postos de carregamento ultrarrápido no Brasil – capazes de reabastecer 80% da bateria de um carro entre 25 e 30 minutos.

Serão 29 postos de 150kW e um posto de 350 kW, e mais 30 equipamentos de 22kW (AC). Assim, cada ponto de recarga terá uma estação ultrarrápida e uma semirrápida.

As novas estações de recarga estarão posicionadas a uma distância máxima de 150 quilômetros, garantindo total autonomia aos motoristas de veículos elétricos. Elas serão instaladas nas rodovias Tamoios, Imigrantes, Carvalho Pinto, Governador Mário Covas, Dom Pedro, Washington Luís e Régis Bittencourt.

“A EDP acredita que a oferta de infraestrutura adequada e de soluções inovadoras é fundamental para a expansão sustentável da mobilidade elétrica no Brasil. Com a criação desta nova rede de eletropostos cobrindo todo o estado de São Paulo e conectando os principais corredores elétricos do País, a EDP se posiciona mais uma vez de forma pioneira para liderar a transição para uma economia de baixo carbono”, afirma Miguel Setas, presidente da EDP no Brasil.

- Publicidade - Mercedes-Benz