Nova tecnologia de carros conectados alerta o motorista de perigos ocultos à frente

A Ford apresentou na Europa uma nova tecnologia de carros conectados que dá um alerta antecipado ao motorista sobre perigos à frente na estrada, escondidos em curvas ou outros locais fora da sua visão.

O sistema, chamado LHI (Local Hazard Information), ou “informação de perigos locais”, é considerado um avanço significativo na criação de uma infraestrutura de transporte conectada.

Diferentemente dos sistemas de alerta de acidentes de trânsito conhecidos, que dependem dos motoristas para fornecer informações, o LHI trabalha de forma autônoma, sem a necessidade de qualquer interação do motorista. Os alertas são gerados automaticamente por ocorrências registradas pelos carros à frente, como o acionamento dos airbags, das luzes de emergência ou dos limpadores de para-brisa.

Quando um motorista se depara com uma parada brusca, acidente ou tombamento de carga, os que vêm atrás – provavelmente fora do campo de visão – recebem um alerta. A tecnologia serve também para avisar sobre tempestades de granizo, inundações e deslizamentos de terra.

O LHI foi projetado para fornecer alertas úteis, que só são exibidos no painel do carro se tiverem impacto na rota do motorista, em vez de informações genéricas como geralmente se ouve nas transmissões de rádio.

O Ford Puma, apresentado agora na Europa, será o primeiro modelo a vir com esse novo sistema de série, oferecido com operação gratuita durante o primeiro ano. Até o final do ano, o LHI estará disponível em mais de 80% da linha de veículos de passeio da Ford na Europa e não será um benefício exclusivo, podendo também gerar e receber alertas de carros de outras marcas.

Como funciona

Os sensores do IHS monitoram ações como frenagem de emergência, uso dos faróis de neblina e do controle de tração para detectar condições adversas do tempo ou da estrada. Esses registros são monitorados para determinar os locais de perigo e a ocorrência de acidentes.

Os veículos enviam informações ao sistema automaticamente, por uma conexão segura à nuvem usando o modem FordPass Connect. A HERE Technologies, parceira de tecnologia da Ford, vai operar a plataforma central baseada na nuvem para coletar informações de veículos de várias marcas.

Quanto mais carros estiverem conectados à rede, maior será a eficiência do sistema. Quando vários veículos gerarem o mesmo aviso, outros que estiverem nas proximidades receberão a informação da nuvem, via rede de celular, para reduzir a velocidade ou tomar as precauções necessárias.

O sistema vai adicionar também registros de acidentes dos órgãos públicos e reportes de trânsito para dar outros alertas aos motoristas, como de veículos na contramão, obras, pessoas ou animais na pista.

“O que torna o LHI diferente é que são os carros que estão conectados – através da Internet das Coisas. Ele não depende de aplicativos de terceiros, o que é um grande avanço. Os seus alertas são específicos, relevantes e personalizados para ajudar a melhorar a viagem do motorista”, diz Joerg Beyer, diretor executivo de Engenharia da Ford Europa.

- Publicidade - Mercedes-Benz