ZF apresenta primeiro Freio de Estacionamento Elétrico Dianteiro (Front EPB) da indústria

A ZF apresenta o primeiro Freio de Estacionamento Elétrico Dianteiro da indústria, o Front EPB, e amplia a oferta de sistemas de Freio de Estacionamento Elétrico (EPB) para uma variedade maior de veículos.

Com esta solução, as montadoras podem agora equipar veículos menores com sistemas avançados de freio e com maior liberdade de design interior, sem a necessidade da clássica alavanca de freio de mão ou pedal de freio de estacionamento.

A eliminação da alavanca do freio de mão no cockpit, hoje comum em veículos de maior porte ou em carros premium equipados com Freio de Estacionamento Elétrico (EPB), era considerada muito difícil para os projetistas de carros compactos.

Com a produção em série do primeiro Front EPB do setor, a ZF agora permite que essa tecnologia seja instalada em carros menores.

Por exemplo, a alavanca do freio manual pode ser substituída por um interruptor compacto, criando maior espaço no interior do veículo. O início da produção em série ocorre atualmente na Coréia e na China.

Manfred Meyer, vice-presidente sênior da divisão de engenharia de segurança ativa da ZF, comentou: “Com esta introdução no mercado, a ZF traz a tecnologia EPB e todos os seus benefícios para as montadoras de carros compactos e populares, que normalmente usam freios a tambor no eixo traseiro. A novidade aumenta o conforto e a segurança para os clientes finais”.

Funções aprimoradas para carros compactos graças ao EPB dianteiro da ZF
Além da finalidade clássica de Freio de Estacionamento, o EPB também facilita o arranque em subidas, por exemplo, com uma função que impede que o carro se desloque acidentalmente.

No trânsito da cidade ou no engarrafamento, o sistema de freios aumenta significativamente o conforto na condução, graças à função de parar e estacionar.

Além disso, a maior distribuição de carga estática no eixo dianteiro proporciona maior segurança para estacionar o veículo em terrenos escorregadios.

O Front EPB da ZF elimina os componentes necessários para a operação manual de estacionamento nos freios a tambor e a disco traseiros e requer apenas pequenas modificações nas pinças do eixo dianteiro, integrando os componentes e softwares eletrônicos, necessários na unidade de controle de estabilidade existente.

Desta forma, é possível reduzir ainda mais o peso do sistema de freio de estacionamento manual traseiro.

“Trata-se de outro exemplo de como estamos aperfeiçoando os produtos existentes para torná-los mais acessíveis conforme os requisitos do mercado. Desta forma, transferimos as vantagens do produto para veículos de outros segmentos”, Meyer concluiu.

A ZF também foi pioneira na tecnologia de Freio de Estacionamento Elétrico em 2001 e, desde então, mais de 75 milhões de veículos foram equipados com este sistema.

- Publicidade - Mercedes-Benz