COVID-19: Scania interrompe produção na Europa devido escassez de componentes

A Scania planeja interromper as operações na maioria de suas unidades de produção européias na quarta-feira da próxima semana (25 de março) devido à escassez de componentes e às principais interrupções que ocorreram na cadeia de fornecedores e logística como resultado da expansão do COVID-19 na Europa.

“Para garantir o transporte de vital importância para a sociedade de nossos clientes, nossas oficinas de serviços e centros de peças continuarão suas operações”, diz o Presidente e CEO da Scania, Henrik Henriksson.

Atualmente, a Scania espera retomar a produção dentro de duas semanas. Os funcionários da Scania diretamente afetados pelo desligamento planejado da produção são funcionários das fábricas do grupo na Suécia, Holanda e França.

A Scania está em diálogo estreito com os representantes do sindicato, a fim de resolver conjuntamente a situação.

“Os representantes da gerência e dos funcionários apreciam muito as medidas de apoio estatal que estão sendo disponibilizadas nos países onde nossa equipe temporariamente carece de trabalho”, diz Henriksson.

As operações industriais da Scania na América Latina, que representam cerca de um quinto do volume de produção da empresa, ainda continuarão como planejado.

- Publicidade - Mercedes-Benz