Pernambuco perde Elpídio Martins, da Honda Autoline

A coluna JC NEGÓCIOS, editada por Fernando Castilho, anunciou uma triste notícia para todos os envolvidos na área automotiva e também empresarial em Pernambuco, com a perda do empresário Elpídio Martins, da Engefrio e Autoline Honda, vítima do coronavírus.

A história de Martins Filho está diretamente relacionada à criação de oportunidades de negócios para pequenos e microempreendedores.

Fernando Castilho destaca características que marcaram o empresário com sua visão empreendedora e inovadora para nossa região.

Elpídio tinha o hábito de viajar ao menos quatro vezes por ano ao exterior procurando novidades. Numa dessas acabou conquistando a revenda da Honda em Pernambuco.

Ele foi ao Japão a convite da Hitachi e decidiu aproveitar o dia de folga. Chegou na sede da Honda em Tóquio e pediu para ir ao departamento de América Latina.

Foi encaminhado a um japonês que o ouviu por uma hora, fez dezenas de perguntas sobre o Brasil e Pernambuco e no final da conversa agradeceu a visita, embora confessasse que tudo que ele deveria fazer era conversar com a Honda no Brasil. Martins voltou para o Brasil com a sensação de ter perdido tempo.

Um mês depois ele recebeu um telefonema de um executivo da Honda sugerindo que quando fosse a São Paulo visitasse a sede da Honda. “Eu disse que “coincidentemente” tinha uma reunião em São Paulo no dia seguinte. Não tinha nada, mas fui”.

Martins se surpreendeu ao chegar na sala. O diretor da Honda tinha o cartão que ele deixara em Tóquio e um “paper” da sua conversa com o executivo no Japão.

Um ano depois e após a troca de dezenas de certidões, ganhou a revenda Honda em Pernambuco. Após a festa de inauguração da loja da Imbiribeira, o presidente da Honda no Brasil disse no seu ouvido: “Elpídio, você conquistou a revenda no dia em que foi a Tóquio. Nenhum brasileiro tinha tomando tal atitude quando a Honda disse que iria iniciar suas atividades no Brasil. E isso a companhia valoriza muito”.

- Publicidade - Mercedes-Benz