Grupo Renault define nova estratégia para a China

O Grupo Renault anunciou hoje sua nova estratégia para o mercado chinês, baseada em dois pilares: veículos elétricos (VE) e veículos utilitários (VU).

De acordo com esta nova estratégia, as atividades do Grupo Renault na China serão conduzidas da seguinte forma:

Sobre o mercado chinês de veículos térmicos de passeio
Em relação aos veículos térmicos de passeio, o Grupo Renault firmou um acordo preliminar com a Dongfeng Motor Corporation, por meio do qual a Renault transfere suas ações para a Dongfeng. A DRAC descontinuará suas atividades relacionadas à marca Renault.

A Renault continuará a fornecer um serviço pós-venda de alta qualidade aos seus 300.000 clientes, por meio tanto das concessionárias Renault como de sinergias na Aliança.

Os desenvolvimentos futuros dos carros de passeio da marca Renault serão detalhados posteriormente, em um novo plano de médio prazo do Grupo.

A Renault e a Dongfeng continuarão sua cooperação com a Nissan em motores de nova geração, como o fornecimento de componentes para a DRAC e a licença para motores a diesel para a Dongfeng Automobile Co., Ltd. A Renault e a Dongfeng também trabalharão em uma cooperação inovadora na área de veículos conectados inteligentes.

Sobre o mercado chinês de veículos utilitários leves
Taxa de urbanização crescente, ampliação do e-commerce, desenvolvimento dos transportes nos centros urbanos e polivalência do uso pelos clientes são as principais características do mercado de veículos utilitários leves na China. Este mercado em rápida evolução atingiu 3,3 milhões de unidades vendidas em 2019, devendo manter uma trajetória de aumento constante.

A Renault Brilliance Jinbei Automotive Co., Ltd. (RBJAC), lançada em dezembro de 2017, é o pilar da atividade de VUs do Grupo Renault na China.

O Grupo Renault lidera o mercado de veículos utilitários na Europa em termos de volumes de vendas de veículos utilitários leves e veículos utilitários elétricos.

A Jinbei é uma marca consolidada, com 1,5 milhão de clientes na China e quase 162.000 vendas em 2019.

Graças à expertise e às tecnologias de Renault, a RBJAC está modernizando os modelos Jinbei e ampliando sua gama de modelos, prevendo um total de cinco produtos principais até 2023. A joint venture também prevê exportações no futuro.

Sobre o mercado chinês de veículos elétricos
Com 860.000 veículos elétricos vendidos em 2019, a China é de longe o maior mercado de VEs no mundo. As vendas de VE devem atingir 25% do mercado chinês até 2030.

O Grupo Renault, pioneiro em veículos elétricos, vendeu quase 270.000 VEs no mundo desde 2011. Assim, o grupo dispõe de uma forte vantagem competitiva na China, como demonstrado pelo lançamento bem-sucedido do Renault City K-ZE, o primeiro VE criado por uma joint venture, concorrendo diretamente com as melhores montadoras de automóveis locais no segmento A.

O Grupo Renault também prevê fortalecer sua parceria com a Nissan e a Dongfeng na joint venture eGT, para fazer do K-ZE um carro global. Um derivado baseado no conceito “Dacia Spring” será comercializado na Europa a partir de 2021.

A JMEV é um player ágil e eficiente no mercado de VEs desde sua criação, em 2015. Com o apoio da Renault em qualidade e tecnologias, a JMEV prevê cobrir 45% do mercado chinês de VE em 2022, com quatro modelos principais.

Esta nova estratégia na China consolidará as vantagens competitivas da Renault, para manter uma presença de longo prazo no mercado chinês e maximizar as sinergias com a Nissan segundo o novo conceito “leader-follower” da Aliança.

“Estamos abrindo um novo capítulo na China. Vamos nos concentrar em veículos elétricos e veículos utilitários leves, os dois principais motores da mobilidade limpa do amanhã, tirando proveito, de forma eficiente, de nossa relação com a Nissan” declarou François Provost, diretor de operações da região China do Grupo Renault.

- Publicidade - Mercedes-Benz