Cena rara: quatro Carrera GT no Centro Técnico da Porsche

Nos últimos dias, o Centro Técnico da Stuttgart Porsche São Paulo teve uma oportunidade rara: reunir os quatro Porsche Carrera GT importados oficialmente para o Brasil.

Os carros passaram pela oficina para fazer revisão periódica, seguindo os prazos recomendados pela fábrica.

A revisão coincidiu com a passagem dos 15 anos da importação do Carrera GT pela Stuttgart, na época importadora oficial da Porsche no Brasil. Cada carro tem uma cor diferente: branco, preto, amarelo e prata.

O manual da Porsche indicava a primeira revisão após um ano ou 10.000 km de uso, com as posteriores sendo feitas a cada dois anos. Entre os Carrera GT existentes no Brasil, o mais rodado tem pouco mais de 7.000 km.

Apresentado no Salão de Paris de 2000 como protótipo, o Porsche Carrera GT foi fabricado de 2003 a 2006 e teve 1.270 unidades produzidas.

Os quatro trazidos ao Brasil por importação oficial da Stuttgart são ano-modelo 2006 e saíram da linha de produção em 2005. Fazem parte da última fase de oferta do modelo ao mercado.

O Porsche Carrera GT é até hoje um dos esportivos mais cobiçados e admirados do mundo.

Primeiro carro de produção em série a ter chassi monobloco feito de plástico reforçado com fibra de carbono, é um roadster equipado com motor V10 aspirado de 5.733 cm³, capaz de desenvolver 612 HP de potência a 8.000 rpm.

Além de emitir o uivo agudo típico dos motores de Fórmula 1 da época, esse motor permitia acelerar de 0 a 100 km/h em 3,9 segundos, de 0 a 200 km/h em 9,9 segundos e chegar à velocidade máxima de 330 km/h.

Tudo isso com baixíssima presença de auxílios eletrônicos à pilotagem, levando em conta os parâmetros atuais: ABS (sistema anti-bloqueio das rodas em frenagens), ASC (controle de patinagem das rodas) e ABD (bloqueio automático do diferencial).

O resto fica por conta de quem dirige – o que torna a pilotagem do Carrera GT ainda mais excitante.

 

- Publicidade - Mercedes-Benz