Coronavírus e a situação do mercado automotivo

A ANFAVEA divulgou comunicado sobre as paralisações de produção nas fábricas do setor automotivo – Com foco na segurança e na saúde dos familiares e funcionários das montadoras associadas à ANFAVEA (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores), informamos que, em função do agravamento da crise gerada pelo COVID-19, todas as nossas empresas estão analisando e se preparando para tomar ações de paralisação das suas fábricas no Brasil, e discutindo caso a caso com seus respectivos sindicatos.

BMW e MINI anunciam extensão do prazo para realização de manutenções e reparos em garantia até 30 de junho – O BMW Group anuncia a extensão da tolerância para realização de manutenções e cobertura de reparos em garantia até o dia 30 de junho.

A medida, adotada com o intuito de garantir a proteção de clientes, parceiros e funcionários em razão da pandemia causada pelo novo Coronavírus, irá contemplar consumidores das marcas BMW e MINI.

A condição vale para os veículos que tiveram o prazo de realização de manutenção indicado pelo sistema CBS vencendo no período entre 23 de março e 31 de maio. Além disso, os veículos que tiveram o prazo de garantia terminado neste mesmo período, terão eventuais reparos cobertos em garantia.

Este período será reavaliado e poderá ser alterado, caso necessário. O BMW Group irá adotar como tolerância para realização das manutenções no máximo 1.200 km contados a partir da indicação limite do sistema CBS*.

A recomendação é que o cliente agende previamente o atendimento personalizado nas redes BMW e MINI para, assim, evitar ao máximo o nível de contato. Vale lembrar que o time de pós-vendas das duas marcas está se reunindo de forma remota diariamente, visando apoiar todas as demandas dos clientes. O BMW Group continuará a priorizar a saúde de clientes, parceiros e colaboradores.

*CBS (Condition Based Service) – O CBS (Condition Based Service) é o sistema de manutenção inteligente das marcas BMW e MINI. Sempre com quatro semanas ou 2.000 km de antecedência, o sistema avisa no painel do carro se algum componente, o óleo, filtros, pastilhas de freio dianteiras e traseiras ou fluidos precisam de manutenção. Mas, como nenhum proprietário de BMW ou MINI é igual ao outro, o sistema também é exclusivo e personalizado. Por isso, os avisos podem aparecer antes para alguns e depois para outros, de acordo com o modo de dirigir de cada um e em frequências variadas entre proprietários.

A CAOA CHERY retoma a produção na fábrica de Jacareí (SP), de maneira gradual, no dia 1º de junho. As atividades presenciais da planta estão interrompidas desde 23 de março, devido à pandemia do novo coronavírus.

Neste retorno, a saúde e segurança dos colaboradores são as principais preocupações da montadora, que adotou medidas rígidas de prevenção para garantir a segurança de todos os funcionários, conforme orientações das entidades de saúde.

Renault estende prazo de revisões para 30 de junho – Para oferecer mais tranquilidade aos clientes, a Renault prorrogou o prazo de todas as revisões de veículos com vencimento a partir de 10 de março para 30 de junho, assegurando a manutenção do período de garantia do veículo. A rede de concessionárias está seguindo todas as orientações da Organização Mundial da Saúde visando a segurança em seus serviços.

Ford oferece serviço de desinfecção para veículos emprestados à Cruz Vermelha – Como parte das ações para ajudar as comunidades e a sociedade durante a pandemia, a Ford passa a oferecer também o serviço de desinfecção Ford Clean para os veículos emprestados à Cruz Vermelha Brasileira.

Os carros da marca estão sendo usados para auxiliar no transporte de equipes e suprimentos. O deslocamento em algumas das principais cidades do país fortalece o compromisso da instituição, que é conhecida por ser a primeira a chegar e a última a sair.

“A Cruz Vermelha Brasileira está atuando em diversas frentes de trabalho. Neste país de dimensões continentais, a Ford tem nos ajudado a encurtar distâncias. Dessa forma, estamos apoiando a capilaridade de nossas filiais estaduais para levar ajuda às pessoas que mais necessitam”, afirma Julio Cals, presidente nacional da Cruz Vermelha Brasileira.

“Contar com a Ford e suas concessionárias, e também com o cuidado para a desinfecção dos carros, nos faz acreditar que estamos no caminho certo e que, com esse tipo de ajuda, iremos vencer juntos e mais rápido essa luta contra a COVID-19. Estamos em um momento delicado e não podemos perder essa batalha. Cada voluntário que está na linha de frente poderá contar com esse reforço de desinfecção dos carros, minimizando ainda mais os riscos das nossas equipes”, complementa.

A desinfecção de veículos é um serviço inédito que a Ford começou a oferecer na sua rede com foco na segurança e prevenção de doenças transmissíveis. “Utilizamos um desinfetante não disponível ao público em geral, produzido pela 3M, o ‘Peróxido Pronto Uso’, registrado na Anvisa e de ação comprovada contra bactérias, fungos e vírus. Ele atualmente é empregado nos hospitais mais renomados do Brasil para desinfecção de UTIs, salas de emergência e outras áreas de alto risco”, explica Joaquim Arruda Pereira, diretor de Serviço ao Cliente da Ford América do Sul.

O produto foi testado e aprovado pela Engenharia da Ford para garantir compatibilidade com os materiais utilizados nos veículos da marca. A sua aplicação inclui no mínimo 50 pontos de maior contato nas áreas internas e externas do veículo, como volante, painel, comandos do câmbio, freio, som, apoios, bancos, cintos de segurança, maçanetas, retrovisores, capô, porta-malas, tapetes, chave e ar-condicionado, incluindo filtro e difusores.

Programa Ford Clean – A desinfecção de veículos faz parte do programa Ford Clean, que inclui uma certificação pioneira com protocolos de higienização e atendimento seguro para as concessionárias. “A certificação abrange todas as instalações e operações da concessionária, desde vendas a serviços – inclusive os que são feitos externamente –, com critérios rígidos para garantir a saúde e segurança de todos os empregados, clientes, fornecedores e visitantes”, completa Joaquim Arruda Pereira.

A certificação do programa foi desenvolvida com base nas orientações do Ministério da Saúde e da Anvisa, contendo as melhores práticas para a higienização e prevenção de doenças. Cem por cento da Rede Ford já está certificada com estes novos protocolos, identificados por meio de um selo especial.

As recomendações incluem desde rotinas de limpeza dos ambientes e veículos e a disponibilidade de álcool em gel em diferentes pontos até a disposição das mesas, balcões e móveis para garantir o distanciamento social nas concessionárias. Os funcionários também seguem normas de controle de saúde e conduta, como o uso de máscaras, luvas e cuidados para que o cliente fique à vontade e protegido durante todo o tempo em que permanecer no local.

Hyundai Motor Brasil – Com o objetivo de proteger seus funcionários, atendendo às determinações de isolamento social em vigor no estado de São Paulo para enfrentar a pandemia da Covid-19, e frente à consequente retração da economia nacional, a Hyundai Motor Brasil, em comum acordo com o Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos de Piracicaba (STMP), seguirá com o funcionamento parcial de sua fábrica em Piracicaba (SP), com apenas um turno de produção, prorrogando a suspensão de contrato de trabalho (lay-off), sem redução de salários, para os dois turnos restantes, as equipes administrativas e os escritórios em São Paulo (SP), no período de 27 de maio a 25 de junho, com retorno previsto para 26 de junho.

Assim como ocorreu no primeiro período de suspensão de contratos (lay-off), que termina hoje, a Hyundai complementará o “benefício emergencial” do Governo Federal determinado pela legislação, acrescido de uma “ajuda compensatória”, para que cada funcionário siga recebendo, também neste segundo momento, o mesmo salário líquido, sem redução, o que corresponde ao salário nominal menos Imposto de Renda e INSS.

Em 27 de abril, o contrato de trabalho de todos os funcionários foi suspenso, em conformidade com as medidas de proteção de emprego aprovadas pelo Governo Federal. Apenas as atividades essenciais foram mantidas.

No dia 13 de maio, o primeiro turno da fábrica voltou a operar, com o apoio administrativo mínimo, para atender às novas modalidades de venda remota (on-line), quando o consumidor pode realizar todas as etapas da compra do veículo sem sair de casa, e abastecer as cidades onde o funcionamento das revendas de veículos é permitido.

A Hyundai seguirá observando o desempenho da economia nacional e as orientações das autoridades para o combate à pandemia do novo coronavírus. Caso haja alteração do cenário atual, outras ações podem ser tomadas.

Para a Hyundai, a segurança, a saúde e o bem-estar de seus funcionários, das comunidades em que atua, de clientes e de parceiros são da mais alta prioridade, principalmente neste momento de pandemia global da Covid-19.

Moto Honda retoma as atividades produtivas, com protocolos rigorosos de saúde e segurança – A Moto Honda da Amazônia confirma a retomada gradual das atividades produtivas de sua unidade fabril em Manaus (AM), a partir desta segunda-feira (25).

As linhas de produção serão reativadas gradualmente, no início com ritmo reduzido, para adaptação aos novos protocolos de saúde e segurança.

O retorno dos colaboradores às atividades na unidade segue cronograma de retomada da operação, encerrando antecipadamente o período de suspensão temporária do contrato de trabalho. Os colaboradores cujas atividades permitirem atuação à distância permanecem em regime de home office.

Os novos protocolos de saúde e segurança foram estabelecidos tendo como referência as melhores práticas adotadas globalmente pela marca. Serão 27 protocolos que detalham cerca de 200 medidas em toda a jornada do colaborador desde o momento em que sai de sua residência, no ônibus fretado, até o retorno.

Estão previstas avaliação de saúde com medição de temperatura no acesso à fábrica; horários diferenciados e intercalados para evitar aglomerações; reorganização de espaços, limitação do número de pessoas e adoção de critérios de distanciamento mínimo em locais como ônibus fretados, linhas de produção, refeitórios e salas de reunião; novos critérios de higienização, limpeza e sanitização bem como a adoção de máscaras.

Além disso, o treinamento e orientação às equipes será intensificado a fim de conscientizar os colaboradores sobre cuidados e métodos de prevenção, bem como apoiar a adaptação aos novos procedimentos. O departamento de serviço médico está preparado para o acompanhamento e orientação durante todo o processo.

Pirelli – A Pirelli informa que mais duas de suas fábricas na América do Sul, localizadas em Feira de Santana, Brasil, e Merlo, Argentina, retomarão a produção com capacidade produtiva reduzida no dia 22 de maio.

Com isso, todas as fábricas da empresa na região já têm suas produções retomadas. Neste contexto, sempre priorizando a proteção e saúde dos seus funcionários e de toda a comunidade, a companhia dará continuidade na implementação de uma série de medidas para conter a disseminação da Covid-19. Entre as medidas, estão:

Campanha contínua de conscientização sobre a importância da higiene pessoal;
Manter distância social em todos os momentos;
Utilização de EPIs de proteção, conforme os protocolos do Ministério da Saúde e a Organização Mundial da Saúde (OMS). A regra será para todos que circularem dentro das unidades fabris;
Higienização rígida de todas as dependências da Pirelli;
Checagem da temperatura corporal na entrada das fábricas;
Aumento do número de fretados, com limitação da quantidade de passageiros por transporte;
Limitação do número de pessoas no acesso ao restaurante de forma simultânea e nas mesas durante as refeições, bem como a diminuição do tempo de permanência visando a eliminação de aglomerações.
Tendo em vista a demanda atual de mercado, a capacidade produtiva está dimensionada se comparada aos níveis normais de produção.

Somente funcionários essenciais para atender este volume de manufatura voltarão às atividades in loco neste momento. Os colaboradores da área administrativa continuarão em regime home office, assim como todos os que pertencem a um grupo de risco.

A Pirelli continuará a monitorar diariamente a situação da pandemia e poderá anunciar novas medidas caso necessário.

Fábrica de motores da VW em São Carlos retoma atividades dia 26 – A Volkswagen do Brasil retoma a produção de motores em sua fábrica localizada em São Carlos/SP no próximo dia 26 de maio.

As unidades de São Bernardo do Campo e Taubaté, ambas no estado de São Paulo, retornam às atividades de forma parcial, com algumas áreas produtivas nesta data, e o restante de forma completa no dia 1º de junho. A unidade de São José dos Pinhais/PR foi a primeira da Volkswagen do país a retomar a produção no último dia 18 de maio.

A retomada na unidade de São Carlos, responsável pela produção de dos motores da família EA211 nas versões 1.0l MPI, 1.0l TSI, 1.4l TSI e 1.6l MSI, e também do consagrado motor EA111 1.6l, será com todas as áreas produtivas atuantes, mas de forma gradual, inicialmente com dois turnos.

“Estamos priorizando neste primeiro momento o abastecimento para os mercados externos, como a exportação dos motores 1.4 TSI para o México, bem como a produção de motores para nossa unidade em São José dos Pinhais”, explica Pablo Di Si, presidente e CEO da Volkswagen para a América Latina.

A prioridade para o retorno nas fábricas continua sendo a saúde e segurança dos empregados. Assim como em São José dos Pinhais, medidas de higiene e segurança foram intensificadas e adotadas com base nas experiências das fábricas do Grupo VW na China e Alemanha, em conformidade também com os protocolos internacionais e também alinhadas às determinações do governo. A equipe administrativa continuará realizando suas atividades de forma remota.

A empresa estabeleceu mais de 80 regras e medidas, inclusas em uma cartilha digital de forma clara e didática, para serem seguidas por todos os empregados no regresso às atividades:

• Distanciamento de 1,5 m entre as pessoas,
• Todas as instalações estão preparadas com sinalização e orientações de segurança e higiene, tais como limitadores de distância nas portarias de entrada e coletoras de ponto;
• Obrigatório o uso de máscaras nas dependências das fábricas para cobrir a boca e o nariz – para isso, a VW providenciou 67 mil máscaras de tecido do projeto Costurando o Futuro;
• Limpeza periódica das dependências das fábricas e escritórios e reforço na desinfecção dos ambientes;
• Medição de temperatura dos empregados antes de ingressar no ônibus fretado e na fábrica;
• Aumento do número de ônibus fretado para garantir o distanciamento das pessoas;
• Nos refeitórios uso de luvas para servir-se e demarcação de assentos;
• Postos avançados de atendimento médico dentro das fábricas – 3 em São José dos Pinhais, 6 na Anchieta (SBC), 3 em Taubaté e 1 em São Carlos para orientação, triagem e atendimento mais rápido de todos;
• Orientações e melhores práticas compartilhadas com fornecedores – em função dos componentes e peças da cadeia produtiva – e rede de concessionárias, com distribuição de cartilhas e treinamentos virtuais.

“Este reinício está sendo um grande aprendizado para todos nós. Começamos em São José dos Pinhais na semana anterior e tudo correu de forma tranquila. Os empregados entenderam a importância da implementação das medidas e estamos retomando aos poucos a produção. Tenho a certeza que o mesmo vai ocorrer nas demais fábricas que temos no Brasil”, finaliza Pablo Di Si, presidente e CEO da Volkswagen para a América Latina.

Fábrica da VW no Paraná retoma operações na próxima semana – Para a retomada da produção na Volkswagen do Brasil em sua fábrica localizada em São José dos Pinhais, no estado do Paraná, a saúde e segurança de seus empregados é prioridade absoluta.

A fábrica reinicia suas atividades no dia 18 de maio. As demais unidades fabris da empresa localizadas no estado de São Paulo – São Bernardo do Campo, Taubaté e São Carlos – têm previsão para retornarem à operação no final de maio.

As medidas de higiene e segurança para proteger a saúde dos empregados foram significativamente expandidas e baseadas nas experiências das fábricas do Grupo VW na China e Alemanha, em conformidade também com os protocolos internacionais e também alinhadas às determinações do governo.

A VW de São José dos Pinhais começará o retorno às atividades de forma gradual. A primeira linha de produção a ser retomada será a do SUV T-Cross. Serão dois turnos em ritmo mais lento, com os empregados respeitando o distanciamento social recomendado, e com a curva de aceleração visando atender a demanda do mercado.

Para este regresso, a empresa estabeleceu regras e medidas claras para todos com a finalidade de tomar precauções contra o coronavírus. “Vamos começar de uma forma muito planejada, com distanciamento recomendado entre as pessoas e seguindo todas as boas práticas de limpeza e higiene. Estamos levando as orientações aos nossos empregados de forma didática e por meio de vídeos, porque será uma experiência inédita para todos e o entendimento de todas as regras será fundamental para nos acostumarmos rapidamente a esta nova realidade”, afirma Pablo Di Si, CEO e presidente da Volkswagen para a América Latina.

Todas as instalações estão preparadas com sinalização e orientações de segurança e higiene, tais como limitadores de distância nas portarias de entrada e coletoras de ponto; obrigação de usar máscaras para a boca e o nariz – a VW já providenciou 67 mil máscaras de tecido do projeto Costurando o Futuro; limpeza periódica das dependências das fábricas e escritórios e reforço na desinfecção dos ambientes; medição de temperatura antes de ingressar no ônibus fretado e na fábrica; aumento do número de ônibus fretado para garantir o distanciamento das pessoas; nos refeitórios uso de luvas para servir-se e demarcação de assentos; em suma, as mudanças cobrem mais de 80 itens.

Há também postos avançados de atendimento médico dentro das fábricas – 3 em São José dos Pinhais, 6 na Anchieta (SBC), 3 em Taubaté e 1 em São Carlos para orientação, triagem e atendimento mais rápido de todos.

As orientações e melhores práticas também foram compartilhadas com fornecedores – em função dos componentes e peças da cadeia produtiva – e rede de concessionárias, com distribuição de cartilhas e treinamentos virtuais.

“O retorno é um sinal importante para nós, para nossa rede de concessionárias, fornecedores e a economia em geral. No contexto pandemia, porém, este é apenas o primeiro passo. É necessário um momento adiante para estimular a demanda do mercado interno e países nos quais exportamos nossos veículos e, assim, adequar os volumes de produção diante da demanda”, finaliza Di Si.

Moto Honda estende a suspensão da produção como medida de enfrentamento à pandemia da covid-19 – A Moto Honda da Amazônia anuncia a extensão da suspensão das atividades produtivas de sua unidade fabril em Manaus (AM), devido ao crescente avanço da pandemia da covid-19.

A decisão prioriza a saúde e segurança das pessoas e está alinhada às iniciativas para conter a disseminação do novo coronavírus no município, que enfrenta sobrecarga no sistema de saúde.

A retomada da produção, anteriormente prevista para 18 de maio, foi prorrogada para 25 de maio. A operação será reiniciada gradualmente com adoção de novos protocolos que visam a garantir a saúde e segurança das pessoas.

A maior parte dos colaboradores segue com contrato de trabalho temporariamente suspenso, nos termos previstos na Medida Provisória 936/2020.

A Moto Honda reconhece a importância da retomada da produção para a continuidade da operação e de sua ampla cadeia, composta por cerca de 130 fornecedores diretos, centenas de prestadores de serviços e mais de 1.200 pontos de vendas. Nesse contexto, a empresa está, a cada momento, revisando as suas ações visando a conciliar a segurança e saúde das pessoas com a sustentabilidade dos negócios.

DAF Caminhões Brasil retoma as atividades em sua fábrica em Ponta Grossa – A DAF Caminhões Brasil retoma, de forma gradativa, suas operações na planta localizada em Ponta Grossa (PR).

O primeiro passo foi o retorno das atividades dos profissionais da área administrativa, em 27 de abril, alternando o trabalho remoto com a rotatividade nas dependências da empresa. Hoje, 04 de maio, voltam as operações na linha de produção, também gradualmente.

Para possibilitar a iniciativa, foram introduzidas novas medidas de higiene, tais como implementação de dispensers com álcool gel 70% em diversos pontos da fábrica, desinfecção intensa nas áreas comuns, utilização de máscara de tecido reutilizável distribuída pela empresa, entrega de kit de higiene pessoal na chegada e aferição de temperatura de todos os colaboradores.

“Nossa prioridade é garantir a saúde e a segurança dos nossos colaboradores. Entendemos que, com cuidado redobrado e adoção de novas ações, poderemos dar continuidade ao trabalho, com a produção de caminhões para atender também às necessidades de nossos clientes. Durante toda a quarentena, nos adaptamos e continuamos com o pós-venda, com serviço de manutenção e peças de reposição”, comenta Lance Walters, Presidente da DAF Caminhões Brasil.

Para a presença de colaboradores no escritório, foi feita a revisão das estações de trabalho para garantir uma distância mínima de 1,5 metro entre as pessoas. Nas salas de reunião, há limite de 10 participantes, respeitando as regras de distanciamento.

Na linha de produção, os colaboradores também devem manter o distanciamento mínimo de 1,5 metro, utilizar máscara facial e EPIs específicos para que todos exerçam o trabalho de forma segura.

Antes do final de cada turno, cada colaborador deve fazer a assepsia da estação de trabalho e, nos trajetos internos, devem seguir as demarcações a fim de manter a segurança.

Vale reforçar ainda que no restaurante, a empresa adotou medidas como restrição da presença de pessoas, com escala de horário, redução dos lugares, inclusão de demarcações no piso para manter o distanciamento, entre outras ações.

Para a recepção de visitantes, também há diversos cuidados, como uso de máscara e medição da temperatura corporal. Além disso, haverá direcionamento constante para que os colaboradores mantenham o distanciamento social nas horas de intervalo, evitem tocar no rosto, olho e nariz, e redobrem a higiene com água e sabão a fim de evitar a transmissão do coronavírus.

“Estamos, aos poucos, retomando a rotina, baseado em todo o planejamento feito durante a quarentena para manter o negócio operante, bem como a integridade de todos os profissionais”, finaliza Walters.

BMW Group amplia paralisação na produção de motocicletas em Manaus – Com foco na saúde e segurança de todos os colaboradores, parceiros e fornecedores, o BMW Group anuncia a extensão da paralisação da produção de motocicletas na fábrica em Manaus (AM).

O retorno está previsto para 18 de maio. A medida é uma ação extra na contingência contra o avanço da COVID-19 no estado do Amazonas. Os colaboradores cumprirão o acordo para a compensação de horas a partir do dia 04 de maio, quando a volta às atividades era prevista.

A decisão não prejudica a venda dos produtos BMW Motorrad no país nem a entrega de peças para a rede de concessionários da empresa no Brasil.

O BMW Group Brasil segue orientando seus funcionários, rede de concessionários e clientes a intensificar as ações de higienização e preventivas para a proteção de todos. Mesmo no período de afastamento, mensagens de saúde e segurança são enviadas constantemente aos colaboradores.

O conteúdo abrange desde dicas de como higienizar compras da maneira correta, alternativas para a prática de exercícios em casa e até a utilização correta de máscaras, dentre outros temas.

YAMAHA MOTOR DO BRASIL – Seguindo os planos previamente estabelecidos, a Yamaha Motor da Amazônia retomará suas atividades em 30 de abril, adotando todas as medidas necessárias à prevenção da Covid-19 e à preservação da saúde de seus colaboradores, recomendadas pelas autoridades, dentre elas podemos destacar:

· Máscaras higienizadas e medição de temperatura para 100 % dos funcionários, terceiros e visitantes.

· Aumento de número de rotas limitando em 50% a sua ocupação.

· Limitação da capacidade do restaurante com redução em 50% do número de pessoas no mesmo local.

· Duplicação da higienização das rotas, restaurantes, ambientes de trabalho e fábrica.

· Ampliação da distribuição de álcool em gel pela fábrica.

· Aumento de mão de obra da equipe de saúde e de limpeza.

· Mudanças nos horários operacionais visando evitar aglomerações.

· Permanência em home office das pessoas cujo atividades não estejam ligadas diretamente à produção.

Adicionalmente a Yamaha vem realizando diversas comunicações orientativas aos colaboradores visando a preservação de sua saúde e familiares.

Volkswagen Caminhões e Ônibus completa primeira semana de retomada de produção na sua fábrica – A Volkswagen Caminhões e Ônibus conclui nesta quinta-feira, dia 30 de abril, a primeira semana de retomada da produção em sua fábrica de Resende (RJ). Será um processo gradual, inicialmente com mil colaboradores, e uma série de medidas preventivas foram adotadas para proteger os profissionais

Porsche volta a fabricar carros esportivos – A partir da próxima segunda-feira, 4 de maio, a Porsche vai retomar sua produção, com base nas condições locais e de cada tarefa envolvida.

Todas as medidas necessárias foram tomadas antecipadamente para garantir a máxima segurança possível para os empregados e para que a produção possa ser aumentada gradualmente até a capacidade máxima.

À medida que a produção for aumentada na fábrica principal, em Zuffenhausen, e nas instalações de Leipzig, todos os funcionários agora vão retomar o trabalho passo a passo.

Os processos adaptados na produção, logística e compras tiveram a aprovação do Conselho dos Trabalhadores e do Departamento de Saúde. As exigências de diferentes autoridades também serão atendidas.

“O recomeço é um sinal importante, tanto para nossos empregados como para nossos clientes. Nós monitoramos e analisamos a situação com muito cuidado desde o começo e adaptamos os processos com flexibilidade. Agora é o momento certo para olhar para a frente com otimismo e retomar o trabalho – sob precauções especiais”, diz Albrecht Reimold, membro do Conselho Executivo da Porsche AG responsável pela Produção e Logística.

Um abrangente catálogo de medidas foi criado para as fábricas da Porsche em Zuffenhausen e Leipzig. Além de dar suprema importância para garantir a proteção dos empregados, essas medidas são orientadas para permitir a retomada organizada e eficiente da produção, tão rápido quanto possível.

Os empregados envolvidos na produção, por exemplo, são solicitados a manter uma distância mínima de 1,50 metros entre si, seguir regras básicas de conduta ou utilizar uma máscara facial em determinadas áreas.

Instituições médicas e pessoal médico têm prioridade absoluta para a Porsche no tocante ao equipamento com roupas protetoras. Assim, a empresa está organizando o equipamento como parte da iniciativa “Porsche helps”, além de doar dinheiro para hospitais, assim como comida para bancos de alimentação. O orçamento para doações foi aumentado em cinco milhões de euros.

“Será preciso um grande esforço para colocar o sistema econômico e social em movimento novamente. Todos precisam contribuir para isso”, diz Oliver Blume, presidente do Conselho Executivo da Porsche AG. “É importante assumir uma atitude positiva fundamental. Toda crise também proporciona oportunidades. Queremos aproveitá-las ao máximo.”

Inicialmente, a empresa suspendeu a produção em suas duas fábricas em 21 de março de 2020 por um período de duas semanas e anunciou que iria avaliar continuamente a situação. Devido a gargalos nas cadeias globais de fornecedores, as fábricas permaneceram fechadas por um total de seis semanas, pois não era possível manter uma produção organizada.

Além de suspender a produção, a Porsche também decidiu implementar várias outras medidas restritivas. Elas continuarão em vigor até outra decisão para aliviar a carga sobre a infraestrutura nas instalações. Isto significa que o nível de “trabalho à distância”, que foi fortemente aumentado, será mantido nas áreas indiretas, e que reuniões serão feitas através de vídeo ou telefone. A restrição de viagens de negócios também continua mantida.

Moto Honda estende a suspensão da produção – A Moto Honda da Amazônia anuncia a extensão da suspensão das atividades produtivas de sua unidade fabril em Manaus (AM), devido ao impacto da pandemia da covid-19.

A decisão prioriza a saúde e segurança das pessoas e está alinhada às iniciativas para conter a disseminação do novo coronavírus no município, que enfrenta sobrecarga no sistema de saúde.

A retomada da produção, anteriormente prevista para 04 de maio, foi prorrogada para 18 de maio. A operação será reiniciada gradualmente com a adoção de protocolos adicionais de segurança e visa a conciliar o cuidado com a saúde e a necessidade de atendimento à demanda atual do mercado de motocicletas.

Em acordo coletivo, firmado com o Sindicato dos Metalúrgicos de Manaus, com base na Medida Provisória 936/2020, foi estabelecido que a maior parte dos colaboradores terá o contrato de trabalho temporariamente suspenso por período máximo de 60 dias.

Os termos do acordo deixam de ser válidos assim que os colaboradores retornarem ao trabalho, a partir do dia 18 de maio.

Nesse período, por meio de ajuda compensatória, será assegurado de 75% a 100% da renda líquida atual do colaborador, o que vai além da exigência prevista na Medida Provisória. O desconto, que varia de 0% a 25%, será escalonado conforme faixas salarias, sendo maior para os níveis superiores.

A Moto Honda seguirá acompanhando o cenário, bem como as orientações governamentais, unindo-se aos esforços coletivos para conter os avanços da covid-19. Dessa forma, contribui para que as condições de vida das pessoas e da indústria de motocicletas retornem com êxito à normalidade no menor tempo possível.

Grupo VW Argentina retoma suas atividades de produção em Córdoba – O Grupo Volkswagen Argentina, com autorização do Ministério da Indústria, Comércio e Mineração da província de Córdoba, retomará suas atividades de produção em 29 de abril em sua unidade fabril de Córdoba.

Thomas Owsianski, presidente e CEO do Grupo Volkswagen Argentina declarou: “A proteção e a saúde de nossos colaboradores são nossa prioridade, e é por isso que nos preparamos intensivamente para o início da produção nas últimas semanas, estabelecendo um protocolo on-line de saúde e segurança alinhado às recomendações do governo nacional e provincial, e endossado pelos representantes dos trabalhadores. Córdoba será a primeira fábrica do Grupo na região a retomar suas operações produtivas”.

Para isso, foi estabelecido um cronograma progressivo de turno de produção. Na primeira semana, 3.573 caixas de transmissão e componentes serão produzidos; durante a segunda semana, 7.082, na terceira semana, 7.790, e na quarta semana, uma produção de 8.040 caixas e componentes será atingida. Dessa forma, será possível cumprir as ordens de produção já solicitadas e os contratos internacionais, uma vez que 100% da produção é para exportação.

Da mesma forma, a planta continuará sendo preparada para o novo projeto, a caixa de transmissão MQ281, cuja produção começará em maio. Para isso, o grupo alocou um investimento de US$ 150 milhões e será 100% destinada para exportação à Europa.

O Grupo Volkswagen Argentina estabeleceu um rigoroso protocolo de saúde e segurança que está alinhado com as recomendações do governo nacional e provincial, que tem o aval do SMATA (Sindicato de Mecánicos y Afines del Transporte Automotor de la Republica Argentina).

Algumas das medidas implementadas são as seguintes: medidas de higiene serão extremas entre cada turno, dispensers de desinfetantes serão instalados em vários pontos das plantas, a temperatura dos empregados será medida periodicamente, o uso de máscaras será obrigatório e deve ser respeitada uma distância de 1,5 metro, estabelecida com marcas em todos os pontos de acesso, entre outros.

Um diálogo constante será mantido com o governo nacional e provincial, os representantes dos trabalhadores e toda a cadeia de valor, para tomar e adaptar as medidas necessárias, dependendo de como o COVID-19 continuar avançando na Argentina.

A fábrica de Córdoba do Grupo Volkswagen Argentina é uma das oito unidades fabris que o Grupo Volkswagen possui no mundo que produz transmissões e exporta 100% de sua produção principalmente para o Brasil, Alemanha, Espanha, República Tcheca, Eslováquia, China, Índia, África do Sul, Estados Unidos e México.

As transmissões produzidas lá equipam os modelos Grupo Volkswagen, Golf, Vento, T-Roc, SEAT Ibiza, León e Toledo; Skoda Fabia e Octavia e Audi A1 e Q2.

Toyota está apta a reparar mais respiradores destinados a pacientes com COVID-19 – A Toyota reafirma seu compromisso no apoio às autoridades no combate ao novo coronavírus, ao integrar uma rede de empresas voluntárias para a manutenção de cerca de 3.600 respiradores destinados ao tratamento de pacientes com COVID-19.

Após o período de treinamento e capacitação de 12 colaboradores, realizado pelo SENAI (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial), a empresa está apta para receber mais equipamentos e colaborar ainda mais com a iniciativa.

O trabalho, que é realizado na unidade da Toyota de Sorocaba, interior de São Paulo, conta com espaço exclusivamente montado para receber os aparelhos, efetuar desmontagem, conserto, montagem, empacotamento e envio.

Até agora, sete respiradores já foram entregues a hospitais do interior do Estado.

“Após o período de treinamento e início do trabalho, estamos aptos a receber ainda mais equipamentos e colaborar de maneira ainda mais efetiva no combate ao COVID-19”, afirma Ademir Rogério Canal, diretor da unidade de Sorocaba da Toyota do Brasil.

A iniciativa, liderada pelo SENAI, pretende reparar a maior quantidade de equipamentos possíveis. Para iniciar o processo, é importante que os estabelecimentos de saúde enviem suas demandas de manutenção, preencher um formulário o site senai.br/respiradores , inserir os campos obrigatórios como quantidade de equipamentos, marca, modelo, defeito, entre outros, para que as empresas parceiras desta logística possam retirar o equipamento.

Caso não haja ponto de recebimento, especialmente em outros estados, o SENAI fechou um acordo com o Ministério de Defesa para a realização do transporte desses equipamentos.

A iniciativa conta também com 37 pontos de manutenção, preparados para receber os equipamentos, dos quais 21 são unidades do SENAI e 17 das empresas da rede voluntária.

Hyundai – Em resposta à continuidade da quarentena no estado de São Paulo e ao impacto da pandemia da Covid-19 na economia nacional, a Hyundai Motor Brasil, em comum acordo com o Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos de Piracicaba (STMP), adotará a suspensão de contrato de trabalho (lay-off), sem redução de salários, para os funcionários da fábrica em Piracicaba (SP) e dos escritórios em São Paulo (SP), no período de 27 de abril a 26 de maio, com retorno previsto para 27 de maio.

Essa ação está em conformidade com as medidas de proteção de emprego aprovadas pelo governo federal e terá duração de 30 dias inicialmente, podendo ser prorrogada por mais 30 dias. Nesse período, apenas atividades essenciais serão mantidas na fábrica e nos escritórios.

Durante a suspensão de contrato, a Hyundai vai complementar o “benefício emergencial” do governo federal (70% do seguro desemprego) com o valor restante (30% do salário nominal) determinado pela legislação, acrescido de uma “ajuda compensatória”, para que cada funcionário siga recebendo o mesmo salário líquido, sem redução, o que corresponde ao salário nominal menos Imposto de Renda e INSS.

Desde o início da pandemia do novo coronavírus, a Hyundai já adotou banco de horas, trabalho remoto (home-office) e antecipação de férias coletivas para preservar seus funcionários e contribuir para que todos fiquem em casa, seguindo as orientações das autoridades públicas de saúde e do governo estadual.

Para a Hyundai, a segurança, a saúde e o bem-estar de seus funcionários, das comunidades em que atua, de clientes e de parceiros são da mais alta prioridade, principalmente neste momento de pandemia global da Covid-19

DAF Caminhões Brasil atua junto à comunidade de Ponta Grossa – A DAF Caminhões Brasil vem realizando uma série de iniciativas para ajudar a comunidade de Ponta Grossa (PR), onde está localizada sua sede, a combater a pandemia de COVID-19.

Os esforços da companhia se concentraram em doações para o Sistema Público de Saúde da região, além de auxílio para a confecção de máscaras para a população.

A primeira iniciativa consistiu na doação de álcool gel 70% para a UPA Santa Paula, referência no atendimento público da cidade.

A unidade de pronto atendimento recebeu insumo suficiente para a sua demanda neste período de combate à COVID-19. O álcool gel 70% está sendo utilizado na assepsia das mãos de profissionais e da população que utiliza a instituição de saúde.

A empresa também está em processo de doação de materiais de proteção individual para o Hospital Universitário da UEPG (Universidade Estadual de Ponta Grossa), referência em atendimento de pacientes com COVID-19.

Dentre os itens estão aventais, máscaras, e capas impermeáveis, que serão utilizados pelos profissionais de saúde da instituição no atendimento de pacientes durante o período de pandemia.

Outra iniciativa da DAF é a doação de máquinas para o Sistema Penitenciário do Estado do Paraná, que serão utilizadas na produção de máscaras para a comunidade de Ponta Grossa. O Governo utilizará a mão de obra dos presos para a fabricação das máscaras protetoras, itens essenciais para a conter a disseminação do coronavírus.

“A DAF está ouvindo a comunidade de Ponta Grossa e direcionando suas ações, a fim de atender demandas urgentes e contribuir efetivamente para ajudar a população da região. Além destas iniciativas, estamos prestando todo o suporte necessário para manter nossos mais de 500 colaboradores, residentes da região, a se manterem seguros e saudáveis”, acrescenta Jeanette Jacinto, Diretora de Recursos Humanos da DAF Caminhões Brasil.

Mercedes-Benz e Sindicato dos Metalúrgicos do ABC chegam a acordo para fábrica de São Bernardo do Campo (SP) – Diante do atual cenário de pandemia do Coronavírus, a Mercedes-Benz do Brasil tem atuado em duas principais frentes:
1) garantir um ambiente de trabalho saudável e seguro para seus colaboradores, conforme as recomendações da OMS (Organização Mundial da Saúde) e
2) assegurar a saúde financeira da Empresa, ajustando seus volumes de produção à atual realidade do mercado.

Com base nessas importantes premissas, de sobrevivência dos profissionais e de nossos negócios, após negociação entre a Mercedes-Benz e o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, foi aprovado em votação online, no dia 18/4/2020, um novo acordo para os mais de 8 mil profissionais da unidade de São Bernardo do Campo (SP).

· Principais medidas acordadas a partir de 4/5, quando as atividades presenciais passam a ser retomadas gradualmente:

– Redução de jornada de trabalho de 25%, no período de 4/5 a 31/7/2020, para todos os administrativos que não estejam ligados à produção, com a consequente redução salarial conforme patamar de salário dos empregados. Todos os funcionários administrativos que puderem desenvolver atividades à distância seguirão trabalhando em home office, atendendo as recomendações da OMS.

– Suspensão temporária de contratos de trabalho de cerca de 50% dos colaboradores ligados diretamente à produção entre 4/5 e 30/6/2020. Ao término, será concedido um segundo período de suspensão temporária do contrato de trabalho, de 1/7 a 31/8/2020, para os outros 50% dos colaboradores ligados à produção. A consequente redução nos salários também seguirá o patamar salarial dos empregados.

Com este acordo, a Mercedes-Benz também vai garantir estabilidade de emprego até 31 de dezembro de 2020 para os profissionais da planta de São Bernardo do Campo.

Dessa maneira, a Empresa mantém o seu compromisso de evitar demissões, além de assegurar a sustentabilidade do seu negócio no mercado brasileiro. São alternativas viáveis e que trazem mais tranquilidade a todos durante esse período extremamente desafiador.

Para as demais plantas de Campinas e Iracemápolis (SP) e Juiz de Fora (MG), as negociações seguem em andamento.

Honda Automóveis mantém suspensão das atividades produtivas – Em função do avanço da pandemia da covid-19, a Honda Automóveis informa que irá estender o período de suspensão das atividades produtivas das fábricas de Sumaré e Itirapina, ambas localizadas no interior do estado de São Paulo.

A medida visa assegurar a saúde e segurança dos colaboradores, bem como adequar a produção à demanda atual do mercado de automóveis. O novo período de suspensão entra em vigor em 27 de abril, com término previsto para 25 de junho.

A maior parte dos colaboradores envolvidos no processo produtivo terá o contrato de trabalho temporariamente suspenso por 60 dias, conforme os termos previstos na Medida Provisória 936/2020.

Nesse período, por meio de ajuda compensatória, será mantido de 75% a 100% da renda líquida atual do colaborador, o que vai além da exigência legal prevista na MP. O desconto, que varia de 0% a 25%, será escalonado conforme faixas salarias, sendo maior para as faixas superiores.

O acordo foi negociado com os Sindicatos dos Metalúrgicos de Campinas e Limeira e aprovado pelos colaboradores em assembleia virtual, realizada no dia 21 de abril.

A Honda está, a cada momento, revisando as contramedidas em resposta aos desafios impostos pelo avanço do Covid-19, priorizando a segurança e saúde das pessoas, a conformidade às diretrizes governamentais para conter o avanço da pandemia e a sustentabilidade dos negócios.

VW fecha acordo de flexibilização trabalhista com sindicatos – Em razão dos impactos da COVID-19 no mercado, a Volkswagen do Brasil informa que em Assembleias Virtuais, realizadas ontem (20) e hoje (21), empregados de suas quatro fábricas (São Bernardo do Campo, Taubaté, São Carlos em São Paulo, e São José dos Pinhais no Paraná), Centro de Peças e Acessórios de Vinhedo/SP e Escritórios Regionais aprovaram proposta de redução de 30% da jornada de trabalho sem impacto no valor líquido dos salários.

Também foi aprovada a postergação para dezembro de 2020 de 20% da primeira parcela de PLR. Todos os empregados das categorias horistas e mensalistas são impactados com esta medida pelos próximos 90 dias.

“Os efeitos provocados pela pandemia do novo Coronavírus levaram a VW a aplicar novas medidas de flexibilidade previstas em Acordo Coletivo de trabalho, negociadas em parceria com os sindicatos de todas as nossas operações no país. Temos o compromisso de proteger o emprego e evitar demissões, além de garantir a sustentabilidade do nosso negócio”, reforça Pablo Di Si, presidente e CEO da Volkswagen para a América Latina.

A proposta aprovada pelos empregados permite desconto de 30% no valor do salário bruto do empregado e o mesmo percentual de redução em jornada de trabalho. Serão aplicados os critérios da MP 936 e, desta forma, será possível obter o complemento de renda, parte paga pelo governo e parte pela VW.

Retomada da produção – A Pirelli anuncia que duas de suas unidades fabris no Brasil, localizadas em Campinas (SP) e Gravataí (RS), retomarão a produção com capacidade produtiva reduzida no dia 20 de abril.

Neste contexto, a companhia prioriza seguir protegendo a saúde dos funcionários, e de toda a comunidade, e implementou uma série de medidas para conter a disseminação da Covid-19. Entre as medidas, estão:

Campanha de conscientização sobre a importância da higiene pessoal;
Manter distância social em todos os momentos;
Utilização de EPIs de proteção, conforme os protocolos do Ministério da Saúde e a Organização Mundial da Saúde (OMS). A regra será para todos que circularem dentro das unidades fabris;
Higienização rígida de todas as dependências da Pirelli;
Checagem da temperatura corporal na entrada das fábricas;
Aumento do número de fretados, com limitação da quantidade de passageiros por transporte;
Limitação do número de pessoas no acesso ao restaurante de forma simultânea e nas mesas durante as refeições, bem como a diminuição do tempo de permanência visando a eliminação de aglomerações.
Tendo em vista a demanda atual de mercado, a capacidade produtiva será reduzida em relação aos níveis normais de produção.

Somente funcionários essenciais para atender este volume de produção voltarão às atividades in loco neste momento. Os colaboradores da área administrativa continuarão em regime home office, assim como todos os do grupo de risco.

A Pirelli continuará a monitorar diariamente a situação da pandemia e poderá anunciar novas medidas caso necessário.

Groupe PSA estenderá interrupção da produção em Porto Real – Devido à situação atual gerada pela COVID-19 no Brasil, o Groupe PSA América Latina decidiu estender o período de interrupção da produção de sua fábrica de Porto Real, estado do Rio de Janeiro, até o dia 31 de maio de 2020. A produção será então reiniciada dependendo da futura situação no país.

Kawasaki flexibiliza prazos e quilometragem para as revisões – Somos uma família que vive pela adrenalina, liberdade e união, seja na terra ou no asfalto. E como toda família, nos preocupamos com cada integrante dela. Devido a pandemia do COVID-19 que mudou a rotina das pessoas em todo o país, decidimos flexibilizar os prazos e a quilometragem para os proprietários realizarem a revisão de suas motocicletas até o dia 30/06/2020, seguindo os critérios abaixo.

Revisões por tempo:
Tolerância de até 240 dias após a última revisão, passando de 6 meses para 8 meses

Revisões por quilometragem:
Para todas as revisões, a tolerância aumentará em 500km. Exemplo:

Para as revisões de 1.000km (1ª revisão), a tolerância de 1.100km passará para 1.600km

Para as revisões de 3.000km (2ª revisão), a tolerância de 3.300km passará para até 3.800 km

Para as revisões de 6.000km (3ª revisão), a tolerância de 6.600km passará para até 7.100km

Vamos passar por esse momento juntos, para que em breve possamos voltar a sentir o prazer de pilotar, viajar e curtir a liberdade em duas rodas, essa vida que tanto amamos! #FicaEmCasa

VW adquire do Costurando o Futuro 67 mil máscaras para empregados – A Volkswagen do Brasil adquire mais de 67 mil máscaras de algodão cru laváveis de costureiras que fazem parte do projeto social Costurando o Futuro para entregar aos seus empregados do Brasil e Argentina no retorno às atividades, como uma das medidas preventivas à COVID-19.

O projeto, criado pela Fundação Grupo Volkswagen em 2009, contribui para o desenvolvimento de comunidades por meio do empreendedorismo em costura. Os recursos para a aquisição das máscaras estão sendo repassados diretamente aos empreendedores.

“Com essa ação, além de contribuirmos com a saúde dos nossos empregados e seguirmos as orientações da OMS, estamos apoiando participantes do projeto Costurando o Futuro. Hoje, 46 empreendedores – a maior parte mulheres – estão mobilizados para atender esta demanda, que é fundamental para o sustento de seus pequenos negócios e de suas famílias, cuja renda foi impactada pela COVID-19”, afirma Pablo Di Si, presidente e CEO da Volkswagen para a América Latina.

Cada empregado da Volkswagen receberá três unidades desta máscara de tecido assim que retornar às atividades em sua unidade respectiva. Orientações sobre a utilização serão compartilhadas com todos por comunicados internos divulgados por e-mail ou aplicativo interno VW&Eu, tais como: a máscara é de uso individual; colocá-la assim que sair de casa; utilizar em todos os deslocamentos e em ambientes com outras pessoas em uma distância inferior a 1,5 metro; trazer diariamente duas máscaras e um saco plástico para guardá-las; trocar a máscara caso esteja utilizando-a por mais de quatro horas ou quando ela estiver úmida; lavar as mãos antes de tirar a máscara; somente tirar e colocar a máscara segurando pelo elástico, nunca pelo tecido; e ao chegar em casa, lavar a máscara com água e detergente, deixando de molho por 10 minutos.

Moto Honda estende período de suspensão das atividades produtivas – A Moto Honda da Amazônia anuncia a extensão da suspensão de suas atividades produtivas devido ao impacto da pandemia da covid-19. Com essa medida, a data prevista para a retomada da produção é 4 de maio.

A cidade de Manaus, que abriga a unidade fabril de motocicletas da Honda, vem sendo afetada pela crescente disseminação do novo coronavírus, com reflexos no sistema de saúde local. Por esse motivo, a empresa optou por prorrogar a medida de suspensão da produção. O intuito é preservar a saúde e segurança das pessoas.

Os colaboradores retornam das férias coletivas no dia 20 de abril. As horas não trabalhadas entre essa data e o dia 3 de maio serão acumuladas em um banco de horas e compensadas posteriormente.

A empresa mantém parte do grupo que desempenha atividades administrativas em regime de Home Office e um contingente mínimo na unidade para realização das atividades imprescindíveis, que não podem ser realizadas a distância. Nesse caso, são adotadas as medidas de prevenção recomendadas pelas autoridades de saúde.

A Moto Honda seguirá acompanhando o cenário, bem como as orientações governamentais, unindo-se aos esforços coletivos para conter os avanços da covid-19. Dessa forma, contribui para que as condições de vida das pessoas e da indústria de motocicletas retornem com êxito à normalidade no menor tempo possível.

Kia Motors adota medidas contributivas – Desde o início do enfrentamento ao coronavírus (Covid-19) em território brasileiro, a Kia Motors do Brasil adotou um plano de ações com o objetivo de preservar a segurança dos clientes e dos colaboradores, bem como reduzir os transtornos na rotina dos proprietários dos veículos da marca.

Para que os clientes possam evitar a exposição ao coronavírus, respeitando o isolamento social indicado pelas autoridades como a maneira mais eficaz de minimizar a disseminação da doença, a KIA estendeu para julho de 2020 as garantias dos veículos com vencimentos originais entre março e maio deste ano. Além disso, a marca ampliou pelos próximos três meses as tolerâncias de excesso de quilometragem e de tempo para todo o plano de revisões periódicas.

Com a medida, os limites de quilometragem foram dobrados para os modelos de passeio, de 1.500 km para até 3.000 km, e triplicados para o comercial leve Bongo K2500, de 500 km para até 1.500 km. Já a regra de tempo corrido, atualmente de doze meses a partir da compra ou última revisão, teve um acréscimo de três meses para toda a linha de veículos da marca no período de enfrentamento da pandemia. Além disso, as concessionárias estão trabalhando com o sistema de leva e traz para realizar os reparos nos veículos.

Atendimento Virtual – Para ampliar a segurança e a comodidade de todos os envolvidos, a KIA lançou a modalidade de Atendimento Virtual, por meio da qual os clientes podem interagir com consultores de vendas em tempo real, via chamada de vídeo.

Além de permitir que os interessados conheçam os modelos e esclareçam dúvidas, a ferramenta possibilita o agendamento de test drive em seus próprios domicílios. “Os veículos são levados por um consultor até o endereço desejado, atendendo a todas as medidas de higiene e prevenção recomendadas pelas autoridades”, explica Gustavo Gandini, diretor de Operações da Kia Motors do Brasil.

A relação de concessionárias que disponibilizam o Atendimento Virtual está disponível em: www.kia.com.br/page/covid.

Mão de obra gratuita para profissionais da saúde – Em reconhecimento à dedicação no combate ao coronavírus, a KIA está oferecendo mão de obra gratuita para qualquer manutenção e reparo, nos próximos 90 dias, para veículos KIA de todos os médicos, enfermeiros e demais profissionais de saúde engajados no atendimento de pacientes em hospitais.

“Entendemos e respeitamos o isolamento social. É fundamental estarmos juntos e pensando no coletivo. Nós, da Kia Motors, queremos contribuir e sair ainda mais fortalecidos”, enfatiza José Luiz Gandini, presidente da Kia Motors do Brasil. “Estamos vivendo um desafio enorme, sem precedentes no mundo todo. Somente juntos, cada um fazendo sua parte, conseguiremos vencer o Covid-19”.

BMW Group Brasil estende paralisação nas fábricas do Brasil e amplia ações sociais no país — Com foco na saúde e segurança de todos os colaboradores, parceiros e fornecedores, o BMW Group Brasil anuncia a extensão da paralisação das plantas de produção de automoveis em Araquari (SC) e de motocicletas em Manaus (AM). As atividades serão retomadas em 4 de maio. A medida é uma ação extra na contingência contra o avanço da COVID-19.

Em Araquari, serão antecipados três feriados para os dias 22, 23 e 24 de abril e novas férias coletivas serão concedidas entre 27/04 e 01/05. Em Manaus, serão antecipados 2 feriados (07/09 e 15/11) para os dias 23 e 24 de abril e novas férias coletivas serão concedidas entre 27 e 30 do mesmo mês antecedendo o feriado de 1º de Maio, que neste ano, acontece em uma sexta-feira.

O BMW Group segue orientando seus funcionários, rede de concessionários e clientes a manter o distanciamento social e intensificar as ações de higienização e proteção.

O BMW Group Brasil se aliou ao SENAI-SC para o trabalho na reparação de respiradores no estado. A empresa também fez distribuição de cestas básicas para as famílias das crianças inseridas no projeto “Sou Futuro”, que contribui para a melhoria da qualidade de vida de crianças e jovens de 7 a 16 anos da comunidade do entorno da fábrica de Araquari, onde mantém um Centro Social e Recreativo.

Além disso, os 30 pontos de recarga para híbridos e elétricos, nas cidades de São Paulo, ABC paulista e interior, receberam higienizadores com álcool em gel para proteção dos usuários. A iniciativa deve ser ampliada para toda a rede de recarga do BMW Group Brasil, atualmente com mais de 180 pontos, esforço para o qual busca parceiros locais a fim de evitar longos deslocamentos de equipe.

Peugeot – Neste momento em que lugar de carro é na garagem, e que as pessoas precisam estar em casa para enfrentar o corona vírus, a Peugeot se adapta para continuar prestando serviços de qualidade e manter a oferta de seus produtos aos clientes. Acompanhe, abaixo, algumas das ações tomadas pela Marca durante esse período.

NOVAS DIRETRIZES NOS PRAZOS DE REVISÕES – A PEUGEOT acredita que o bem estar de seus clientes é uma prioridade. Por isso, desenvolveu o programa TOTAL CARE, com compromissos únicos no mercado que não só garantem transparência e segurança em relação à excelência na qualidade dos serviços prestados, como também traz sempre contrapartidas tangíveis aos clientes no caso de insatisfação ou descumprimento das regras por parte da rede de concessionárias.

Assim, em linha com esse posicionamento, de buscar sempre a satisfação dos consumidores, e para oferecer tranquilidade e auxiliar para que os automóveis fiquem parados durante a epidemia, a Marca ampliou o prazo para realizar a revisão e manter a garantia em até três meses ou 3 mil km.

HIGIENIZAÇÃO DE AUTOMÓVEIS – A rede de concessionárias da Marca também está preparada para realizar todos os procedimentos de higienização de automóveis e cuidados necessários para prevenir o contágio da COVID-19.

Para isso, os clientes devem acessar o site ou entrar em contato com a Central de Atendimento ao Cliente pelo telefone 0800 703 2424 para consultar o horário de funcionamento da revenda mais próxima, que pode ter sido alterado devido aos decretos e orientações locais.

CASHBACK PEUGEOT – Para facilitar a aquisição de um PEUGEOT novo, a Marca adotou neste mês de abril o sistema cashback, no qual o cliente sai com carro novo e dinheiro no “bolso”.

É exatamente isso: ao optar por comprar um dos veículos da gama, o consumidor recebe na hora uma quantia pré-estabelecida de acordo com o produto escolhido, além de ter três meses para pagar a primeira parcela do financiamento.

Confira, abaixo, quanto o consumidor recebe ao adquirir cada modelo:

PEUGEOT 208: R$3.000,00;
PEUGEOT 2008: até de R$5.000,00;
PEUGEOT 3008: até de R$7.000,00.

VEÍCULOS UTILITÁRIOS – A iniciativa também apresenta ofertas exclusivas para a família de veículos utilitários. Assim, os modelos Expert Furgão, Expert Minibus, Boxer Furgão e Boxer Minibus podem ser adquiridos com “zero” de entrada e o pagamento da primeira parcela somente em 120 dias.

YAMAHA MOTOR DO BRASIL – Em atendimento às medidas de isolamento social em todo o País, em virtude da pandemia da Covid-19, a Yamaha Motor da Amazônia prorrogará o período de suspensão de suas atividades até o dia 29 de abril, regressando no dia 30 de abril.

Toyota do Brasil posterga retorno de suas atividades fabris – A Toyota do Brasil informa novas medidas que visam atenuar os riscos à saúde de seus colaboradores e de seus familiares à Covid-19, bem como ajustar suas atividades de produção à queda de demanda.

A primeira medida é a postergação da retomada da produção de suas quatro unidades fabris localizadas no Estado de São Paulo para junho (dia 22 para as Unidades de São Bernardo do Campo, Indaiatuba e Porto Feliz e dia 24 para a Unidade de Sorocaba).

A segunda medida tem a ver com o regime de trabalho de seus colaboradores e tem vistas à preservação dos empregos. Em acordo com os sindicatos de cada unidade, a partir de 22 de abril parte dos colaboradores – aqueles ligados diretamente à produção – terá suspensão temporária do contrato de trabalho.

O acordo aprovado impacta colaboradores horistas e administrativos de todas as áreas e níveis e preserva os salários líquidos entre 75% e 100% do seu valor, conforme a faixa de remuneração de cada colaborador.

Colaboradores que ainda precisem vir para planta e administrativos não relacionados com a suspensão de contrato de trabalho, continuam trabalhando em regime regular ou de home office.

A Toyota continuará avaliando a situação momento a momento, e caso entenda ser possível retomar as atividades antes do previsto, reverá esse cronograma, sempre seguindo as orientações das autoridades locais e, principalmente, colocando a saúde e o bem-estar de seus colaboradores e de seus familiares em primeiro lugar.

Assim como sempre foi compromisso da empresa, todos os esforços possíveis para garantir os empregos de seus colaboradores e contribuir para o desenvolvimento da sociedade serão feitos.

Marcopolo – Após 20 dias de férias coletivas, a Marcopolo retoma atividades de forma parcial nas unidades de Caxias do Sul e do Rio de Janeiro no próximo dia 13 de abril, adotando medidas de prevenção e combate ao Novo Coronavírus e recomendações dos órgãos de saúde e governamentais. A data de retorno da unidade São Mateus, no Espírito Santo, às atividades ainda está em avaliação.

A empresa possui uma equipe médica de plantão nas unidades com um protocolo completo de triagem, atendimento e encaminhamento de quaisquer casos suspeitos que possam ser identificados em seu quadro funcional, atendendo também de forma remota os colaboradores que permanecem em casa e suas famílias.

Em Caxias do Sul, seguindo as orientações do decreto municipal 20.855, retornam ao trabalho 25% dos colaboradores do turno diurno e 25% do noturno, sendo a maior parte de áreas de produção. As unidades Ana Rech e San Marino, que concentram a maioria dos colaboradores, contarão com Ambulatórios de Triagem para facilitar o atendimento e orientação aos colaboradores.

Os ônibus de transporte de colaboradores destas unidades, e também da unidade Planalto, operarão com metade da ocupação – para manter a distância mínima, de segurança entre os passageiros -, serão higienizados entre as viagens e os colaboradores usarão máscaras de tecido durante o trajeto.

Na unidade Rio de Janeiro, localizada em Xerém, devem retornar cerca de 50% do quadro de colaboradores.

Em todas as plantas, foi reforçado o sistema de higienização dos locais de uso comum, como vestiários, restaurantes, banheiros, acesso a elevadores, corrimãos e catracas. Logo na chegada, os colaboradores terão a temperatura verificada com medidores infravermelho e se necessário serão encaminhados aos Ambulatórios para orientação.

Nos postos de trabalho será redobrada a atenção para manter a distância mínima, além do uso dos EPIs de acordo com a função e máscaras de tecido fornecidas pela empresa. Também foram adotadas ações preventivas como demarcação de locais para manter a distância recomendada entre as pessoas e vários outros processos internos foram feitos para garantir a saúde e a segurança dos colaboradores.

Renault – Em função da evolução do cenário do coronavírus (Covid-19), a Renault do Brasil decidiu prorrogar a paralisação das quatro fábricas do Complexo Ayrton Senna até 03 de maio. Inicialmente, haviam sido estabelecidas férias coletivas até 14 de abril.

O Sindicado da categoria informou que, em consulta durante plenária, foi reprovada a possibilidade de colocar em ampla votação pelos colaboradores da Renault do Brasil as medidas de flexibilidade previstas na MP 936, que instituiu o Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda, de 1º de abril, mesmo a empresa tendo proposto condições superiores às estabelecidas na medida provisória.

Portanto, ficou decidido:
Dia 15/04: Dia não trabalhado (DNT), a ser compensado futuramente.
Dias 16/4 e 17/4: Antecipação de feriados nacionais (21/04 e 07/09).
De 20/04 à 30/04: Férias coletivas.

Retorno ao trabalho em 04 de maio considerando que 1º de maio é feriado nacional e 2 e 3 de maio caem no final de semana.

Hyundai Motor Brasil – A Hyundai Motor Brasil está prorrogando a parada de sua fábrica em Piracicaba (SP) e dos escritórios na capital paulista em resposta à continuidade das medidas de isolamento social e de restrição de movimentação de pessoas determinadas pelas autoridades para o estado de São Paulo.

As férias coletivas, iniciadas em 26 de março e previstas para terminar em 13 de abril, seguem agora para a fábrica de Piracicaba, até o dia 26 de abril, domingo, com retorno das operações na segunda-feira, dia 27 de abril. No caso dos escritórios de São Paulo (SP), o retorno ocorre em 22 de abril, logo após o feriado de Tiradentes.

Novamente, apenas atividades essenciais serão mantidas na fábrica e nos escritórios durante o período adicional de férias coletivas. Novas medidas podem ser tomadas mais adiante, conforme orientação das autoridades e as circunstâncias relativas à Covid-19.

Moto Honda anuncia prorrogação da suspensão da produção – A Moto Honda da Amazônia informa que está prorrogando o período de suspensão das atividades produtivas da fábrica de Manaus devido ao impacto da pandemia da Covid-19. O retorno da produção, previsto para o dia 13 de abril, foi postergado para 20 de abril.

Para essa decisão, a empresa considerou a saúde e segurança dos colaboradores, o agravamento na disseminação do novo coronavírus na cidade de Manaus e os impactos da pandemia no mercado de motocicletas.Os colaboradores permanecem em férias coletivas.

Parte do grupo que desempenha atividades administrativas segue em regime de Home Office. Para as atividades imprescindíveis, que não podem ser realizadas a distância, será mantido um contingente mínimo de colaboradores, com as medidas de prevenção recomendadas pelas autoridades para proteger as pessoas e conter a disseminação do vírus.

A Moto Honda seguirá acompanhando o cenário, bem como as orientações governamentais, unindo-se aos esforços coletivos para conter os avanços da Covid-19. Dessa forma, contribui para que as condições de vida e da indústria de motocicletas, que vinha registrando crescimento e investimentos, retornem com êxito à normalidade no menor tempo possível.

Honda Automóveis anuncia prorrogação da suspensão da produção – A Honda Automóveis do Brasil informa que está prorrogando o período de suspensão das atividades produtivas das fábricas de Sumaré e Itirapina, interior de São Paulo, devido ao impacto da pandemia da Covid-19. O retorno da produção, previsto para o dia 14 de abril, foi postergado para 27 de abril.

Os colaboradores permanecem em férias coletivas. Parte do grupo que desempenha atividades administrativas segue em regime de Home Office.

Para essa decisão, a empresa considerou a saúde e segurança dos colaboradores e os impactos da pandemia da Covid-19 no mercado de automóveis.

A Honda está, a cada momento, revisando as contramedidas em resposta aos desafios impostos pelo avanço da Covid-19, priorizando as pessoas, a conformidade às diretrizes governamentais para conter o avanço da pandemia e a sustentabilidade dos negócios.

Jaguar Land Rover – A Jaguar Land Rover, seguindo as diretrizes do Ministério da Saúde e da OMS (Organização Mundial da Saúde) para evitar a disseminação da COVID-19 (novo coronavírus), estipulou uma carência de 2 meses ou 3.200 km (o que ocorrer primeiro) para que os clientes da marca possam realizar as revisões e manutenções programadas sem afetar a garantia de fábrica do veículo, que também será estendida em 2 meses, independentemente se a revisão estiver programada para este período ou não.

Nesse momento, a Jaguar Land Rover tem concessionárias com três regimes de trabalho diferentes, seguindo as diretrizes de isolamento estipuladas pelo estado onde estão localizadas: 1) trabalhando normalmente de portas abertas; 2) funcionando normalmente de portas fechadas; 3) totalmente fechadas.

As que seguem em serviço, estão seguindo todas as regras de distanciamento, higiene e segurança para que funcionários ou clientes não sejam expostos ao vírus.

Em casos de colisão e acidente, todas as oficinas da Jaguar Land Rover continuam recebendo os carros normalmente, e o reparo será feito de acordo com o regime de trabalho de cada concessionária.

A Jaguar Land Rover continuará monitorando a situação e, se necessário, reavaliará a situação, alertando a rede de concessionários, funcionários e clientes.

Toyota do Brasil retoma produção em nova data – A Toyota do Brasil informa que vai retomar a produção das quatro fábricas da empresa no dia 22 de abril.

A medida visa atenuar os riscos à saúde de seus colaboradores e de seus familiares pelo avanço da pandemia de coronavírus, e leva em consideração demanda e disponibilidade de fornecedores e cadeia logística.

Processos como o fornecimento de peças de reposição para veículos, incluindo aqueles utilizados por órgãos públicos, estão funcionando normalmente.

A Toyota segue monitorando o assunto e avaliando a situação momento a momento, conforme as orientações das autoridades locais.

Toyota e Lexus estendem a garantia de veículos com vencimento em março e abril – A Toyota do Brasil e a Lexus Brasil vão estender por até três meses o vencimento de revisões obrigatórias ou garantia contratual em março e abril de 2020.

Essa medida é uma condição temporária e visa minimizar os impactos da pandemia de COVID-19, o coronavírus, no dia a dia dos clientes, que terão mais prazo para realizarem os serviços.

Confira abaixo os novos prazos de tolerância para revisões obrigatórias de veículos Toyota e Lexus, o que ocorrer primeiro:

• Revisão por tempo – 12 meses (aumentou de um para três meses de tolerância).

• Revisão por quilometragem – 10.000 km (aumentou de 1.000 km para 3.000 km de tolerância).

Novo vencimento para garantia contratual para os veículos Toyota:

• 36 meses (não havia tolerância, e agora é de dois meses)

• Ou por quilometragem para uso comercial (o que ocorrer primeiro) – 100.000 km (não havia tolerância, e agora é de 2.000 km)

Novo vencimento para garantia contratual para os veículos Lexus:

• 48 meses (não havia tolerância, e agora é de dois meses).

• Ou por quilometragem para uso comercial (o que ocorrer primeiro) – 100.000 km (não havia tolerância, e agora é de 2.000 km)

“Queremos transmitir tranquilidade aos nossos clientes neste momento difícil. Prezamos pela segurança e proteção de clientes e parceiros em todo o território nacional. A extensão dos prazos é uma forma de assegurar isso a eles. Os demais processos de garantia e auditoria permanecem inalterados”, explica Vladimir Centurião, diretor de Vendas e Pós-Vendas, da Toyota do Brasil e Lexus Brasil.

A Toyota irá concentrar todas as demandas de dúvidas e atendimento ao cliente pelo e-mail: garantia@toyota.com.br, de segunda a sexta-feira, no horário das 8h às 17 horas. Os demais canais de atendimento estão suspensos por tempo indeterminado.

A Lexus continua com o atendimento telefônico para assistência a clientes de todo o Brasil por meio do número: 0800-5398-727 (0800lexusbr) ou contato via e-mail: clientes@toyota.com.br. Os atendimentos funcionarão de segunda a sexta-feira, no horário das 8h às 17 horas.

Renault – Em mais uma iniciativa para ajudar no combate ao coronavírus (Covid-19) a Renault do Brasil e sua rede de concessionárias iniciaram um trabalho de recuperação e manutenção de ambulâncias do SIATE (Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência do Corpo de Bombeiros do Estado do Paraná).

Das trinta e quatro ambulâncias do SIATE do Paraná a Renault se compromete a recuperar onze que estão fora de operação por falta de manutenção e também a realizar a manutenção nas demais, de forma a garantir a continuidade do funcionamento.

“A parceria com a rede de concessionários foi fundamental para a viabilização deste apoio”, destaca Gustavo Ogawa, diretor de pós-venda da Renault do Brasil.

Para que a manutenção seja realizada a Renault está fornecendo as peças necessárias e as concessionárias estão disponibilizando oficinas e mão-de-obra sem custos para o Estado.

As três primeiras unidades começaram a ser recuperadas hoje, 03 de abril, nas concessionárias Globo e Fórmula de Curitiba.

“A sociedade e o setor privado têm demonstrado muita solidariedade neste momento. Esta iniciativa da Renault e seus concessionários é de grande importância para a nossa área de saúde”, afirma o governador Carlos Massa Ratinho Junior. Ele ressalta que a montadora também cedeu veículos para a Defesa Civil do Paraná e está colaborando na recuperação de aparelhos de UTI em parceria com o Senai.

O Renault Master liderou o segmento de furgões de até 3,5 toneladas pelo sexto ano consecutivo em 2019 com quase 50% do mercado, sendo um dos destaques do crescimento contínuo da Renault no mercado brasileiro nos últimos dez anos. Para o atendimento ao público profissional a Renault disponibiliza uma rede de concessionárias especializadas denominadas Pro+ em todo o país.

Ford adota ações para garantir os serviços pós-venda aos clientes durante a epidemia de coronavírus – A Ford adotou ações emergenciais na área de serviços pós-venda para garantir o atendimento essencial aos clientes durante o período de restrições e isolamento social devido ao coronavírus.

As medidas abrangem desde a adequação do funcionamento das oficinas da rede e dos prazos de revisão e garantia até os serviços de assistência e carro reserva para dar o apoio que os clientes precisam neste momento de grande necessidade.

Os serviços de manutenção e fornecimento de peças continuam a funcionar nas concessionárias da marca, respeitando as proibições e determinações legais de cada localidade, para garantir a operação dos veículos, principalmente os que são utilizados na prestação de serviços essenciais à população.

Ao mesmo tempo, estão sendo tomadas todas as medidas de prevenção para proteger a saúde e a segurança dos profissionais envolvidos nesse trabalho.

Os clientes da marca que estão no período de revisão do veículo não precisam se preocupar com a perda do prazo de garantia. A contagem de tempo só será retomada depois que a situação for normalizada.

O serviço de assistência 24 horas Ford Assistance também continua em operação. Em caso de solicitação de guincho, o veículo será levado para a concessionária em operação mais próxima ou para a residência do cliente, a seu critério.

Na solicitação de veículo reserva, também foram adotadas novas regras, dando total prioridade ao atendimento dos profissionais da área médica e segurança pública. Além disso, o cliente pode devolver o carro em outra cidade sem a cobrança de taxa de retorno, em todo o território nacional.

“Todos os nossos times estão fazendo um grande esforço para garantir a continuidade dos serviços pós-vendas para os nossos clientes, neste momento em que os veículos são extremamente necessários para a população e para o trabalho dos órgãos públicos”, diz Joaquim Pereira, diretor de Serviço ao Cliente da Ford América do Sul. “Estamos buscando soluções alternativas para contornar essas limitações e vamos continuar trabalhando em novas ações para poder prestar a devida assistência aos nossos clientes.”

DAF lança serviço de agendamento de manutenção unificado em sua Rede de Concessionárias – Atenta em prestar o melhor serviço para os seus clientes, além de garantir a circulação de caminhões, o que é essencial para o abastecimento do país neste momento, a DAF Caminhões Brasil lança o DAF Agende Fácil, um serviço exclusivo de agendamento de manutenção preventiva ou corretiva na Rede de Concessionárias.

O novo canal não substitui o DAF Assistance, que continua direcionado apenas para atendimentos emergenciais.

O DAF Agende Fácil conta com profissionais capacitados para agendamento de manutenções, além de prestarem orientações aos clientes, indicando também onde está localizada a concessionária mais próxima.

O atendente ainda será responsável por fazer o acompanhamento e o follow up dos serviços. Os contatos podem ser feitos por meio do número (42) 99103-6412 (WhatsApp), das 8h às 18h, de segunda-feira a sexta-feira.

“Lançamos este serviço para ganharmos agilidade no agendamento das manutenções, e também para ajudarmos a nossa Rede a organizar os atendimentos. Estamos em um momento muito dinâmico, com novas diretrizes do Poder Público a cada dia, e precisamos garantir o bom funcionamento dos nossos caminhões”, acrescenta Luis Gambim, Diretor Comercial da DAF Caminhões Brasil.

Volkswagen prorroga suspensão da produção até o final de abril – A Volkswagen do Brasil comunica a extensão da suspensão da produção em todas as quatro fábricas no País até o final do mês de abril, em decorrência dos impactos da COVID-19.

A partir dessa data, a produção será retomada de acordo com a programação da cadeia de suprimentos e de logística de cada fábrica. Durante este período os empregados estarão em férias coletivas, medida que faz parte das ferramentas de flexibilização previstas em Acordo Coletivo de Trabalho.

ZF anuncia férias coletivas no Brasil – A ZF informa que concederá férias coletivas para cerca de 5.000 mil colaboradores no Brasil, em decorrência da disseminação do COVID-19 e com o objetivo de priorizar a saúde e o bem-estar de seus colaboradores, familiares e das comunidades onde está inserida.

A medida será válida a partir de 01 até 12 de abril, quando se espera que a situação e os riscos de contágio estejam amenizados, de forma a garantir a segurança necessária para a retomada e normalidade das operações.

Algumas atividades já foram paralisadas desde 23/03 e, de forma gradual, seguem até o próximo dia 31 de março. Apenas algumas atividades essenciais serão mantidas.

Neste período, o recebimento de suprimentos estará reduzido ao mínimo necessário e a entrega de produtos a clientes só retomará o fluxo normal após o encerramento da paralisação.

A ZF acredita na superação desta crise e na preservação da saúde e bem-estar das pessoas. De caráter preventivo, esta decisão atende as recomendações das autoridades de saúde do Brasil e está em linha com as providências tomadas pelos clientes e fornecedores da ZF.

General Motors lidera força-tarefa do governo federal para conserto de respiradores no Brasil – A General Motors está engajada na luta contra o Covid-19. Atuando junto às autoridades, a empresa está liderando esforços conjuntos com o ministério da Economia, SENAI, Abeclin (Associação Brasileira de Engenharia Clínica) e outras montadoras para unir uma força-tarefa no conserto de todos os respiradores que não estão funcionando no Brasil, por meio da Iniciativa + Manutenção de Respiradores.

A ação tem o intuito de aumentar o número de aparelhos disponíveis para atender pacientes graves infectados pelo vírus Covid-19.

“Colocamos a nossa expertise, instalações e força de trabalho voluntário técnico à disposição das autoridades. Este é o momento de usarmos todas as armas que temos contra este vírus e a GM fará tudo o que está ao seu alcance para ajudar o Brasil e o mundo a passarem por este momento difícil”, declarou Carlos Zarlenga, presidente da GM América do Sul.

O gerente de inovação da GM, Dr. Carlos Sakuramoto, foi a pessoa procurada pelo ministério da Economia para coordenar essa ação: “Neste momento, em paralelo ao levantamento que está sendo feito do número, localização e modelo dos equipamentos parados, estamos treinando virtualmente nosso corpo técnico voluntário e preparando salas nas operações da GM no Brasil para realizarmos os reparos na semana que vem”, explica o engenheiro.

Até o momento, já foram mapeados mais de 3.000 respiradores que não estão em operação. Este número pode ser ainda maior.

O objetivo é consertar 100% dos aparelhos fazendo a logística de buscar nos hospitais, levar até uma fábrica mais próxima, consertar com a mão de obra técnica voluntária treinada pelo SENAI e, depois de funcionando, o equipamento retorna para o hospital de origem para ser usado no combate ao Covid-19.

Yamaha – Em atendimento às recomendações das autoridades de saúde e no esforço de contenção à Pandemia do COVID-19, a Yamaha Motor do Brasil e as demais empresas que fazem parte do Grupo Yamaha, adotaram nas últimas semanas algumas medidas para garantir o bem-estar e saúde dos colaboradores e de seus familiares.

Essas medidas incluem, e não se limitam, a adoção do trabalho remoto para uma parcela dos colaboradores, reuniões internas e com fornecedores realizadas por videoconferências, viagens pelo país e ao exterior suspensas e todos os eventos e ações internas e externas cancelados.

Adicionalmente, a Yamaha suspenderá suas atividades fabris pelo período de 31 de março à 19 de abril, regressando às atividades no dia 20 de abril de 2020.

Algumas áreas essenciais com necessidades específicas poderão, eventualmente, trabalhar em regime excepcional de plantão. Nesses casos, a empresa seguirá oferecendo a seus colaboradores todas as proteções individuais necessárias em salvaguarda para evitar o contágio.

VW doa duas mil máscaras protetoras para o combate à COVID-19 – Em continuidade às ações já anunciadas de combate à COVID-19, a Volkswagen do Brasil está doando duas mil máscaras faciais protetoras 3M PFF-2 (S) para as quatro cidades onde mantém suas operações fabris: São Bernardo do Campo/SP, Taubaté/SP, São Carlos/SP e São José dos Pinhais/PR.

As máscaras são parte do estoque da companhia e eram de utilização na linha de produção. A doação está sendo feita em cooperação com a Defesa Civil destas localidades no combate à COVID-19.

Pablo Di Si, presidente e CEO da Volkswagen América Latina, afirma: “seguimos mobilizando toda a nossa equipe para apoiar a sociedade no que estiver ao nosso alcance neste momento para salvar vidas”

VW oferece 100 veículos para ajudar no combate à COVID-19 – A Volkswagen do Brasil disponibiliza frota de 100 veículos da marca para utilização das Prefeituras de São Bernardo do Campo/SP, Taubaté/SP, São Carlos/SP, São José dos Pinhais/PR, localidades onde a empresa mantém fábricas, e para o Governo do Estado de São Paulo.

O empréstimo tem como objetivo principalmente apoiar o deslocamento de médicos e enfermeiras, bem como transporte de medicamentos e equipamentos de saúde, podendo ser utilizado para qualquer outra necessidade das autoridades.

“A liderança da Volkswagen na região segue unida e trabalhando à distância para fazer tudo que está ao nosso alcance no apoio à comunidade”, reforça Pablo Di Si, presidente e CEO da Volkswagen América Latina.

BMW Group vai parar a produção de Manaus – O BMW Group Brasil anuncia a paralisação temporária de sua planta de Manaus (AM) – com foco na produção de motocicletas – a partir de 30 de março.

O retorno das atividades está previsto para 23 de abril. A medida faz parte de uma série de ações que a companhia tem aplicado para proteger seus colaboradores, com o avanço da COVID-19.

Outras ações para aumentar a proteção dos colaboradores já foram tomadas pelo BMW Group como redução das pessoas em unidades produtivas, cancelamento de viagens, medidas para proibir aglomerações dentro da planta, áreas administrativas em sistema de home-office e intensa comunicação sobre higienização e formas de evitar a contaminação e propagação do novo Coronavírus.

Além disso, a diretoria segue reunida diariamente para tomar as medidas necessárias de proteção aos funcionários e ao negócio assim como diariamente são levadas novas informações de saúde e segurança para todos os colaboradores.

A empresa espera recuperar os dias de produção ainda em 2020.

“Nosso foco agora é proteger nossos colaboradores, manter todos em segurança e com saúde, e nos preparar para o que virá, com a retomada das atividades e do mercado”, afirma Jefferson Dias, Diretor da Fábrica de produção de motocicletas do BMW Group em Manaus. “Ao adotar esta medida preventiva, acreditamos reduzir a circulação dos nossos funcionários e, como consequência, a redução das chances de um eventual contágio”, reforça o executivo.

Pensando na saúde e segurança de seus colaboradores, tendo em conta as diferenças de estágios em cada localidade, o BMW Group irá antecipar a já anunciada parada na produção na fábrica de automóveis, em Araquari, e começa a reduzir a operação a partir desta terça-feira, 24 de março.

Até quinta-feira, dia 26, estará totalmente parada. Ainda nesta terça-feira foram dispensadas pessoas que estão no grupo de risco de doenças crônicas. Já haviam sido dispensadas gestantes e pessoas com mais de 60 anos. As medidas de prevenção continuam em andamento.

Continental – Atenta à grave situação envolvendo o Coronavírus no Brasil e no mundo, a Continental reforça seu compromisso pela segurança e saúde de todos seus colaboradores e parceiros.

A crise originada pelo COVID-19 afeta ainda toda a cadeia produtiva do setor automotivo.

Assim, no esforço de minimizar os impactos aos nossos clientes e zelar pelo bem-estar de todos, a Continental informa que as atividades produtivas e administrativas serão suspensas por tempo determinado nas quatro unidades brasileiras, conforme as datas indicadas abaixo:

Guarulhos: 30 de março a dia 12 de abril
Itapevi: 30 de março a dia 12 de abril
Ponta Grossa: 30 de março a dia 12 de abril
Várzea Paulista: 30 de março a 14 de abril

A decisão e respectivas datas poderão ser reavaliadas, de acordo com os desdobramentos da pandemia. Apesar da situação crítica, a Continental está se empenhando para que as medidas de contingência tenham efeito mínimo no emprego e renda e espera que seja possível retornar às atividades em segurança o mais breve possível.

Ressalta-se que evitar aglomerações e permanecer em casa são comportamentos fundamentais para a contenção do vírus.

Moto Honda da Amazônia suspende a produção de motocicletas no Brasil – A Moto Honda comunica que as atividades produtivas em sua unidade fabril, localizada em Manaus (AM), serão suspensas a partir de 27 de março, em função dos impactos da pandemia do Covid-19.

O retorno é previsto para 13 de abril, podendo ser postergado para 20 de abril. A decisão prioriza a segurança e saúde das pessoas.

Os colaboradores diretamente envolvidos no processo produtivo entrarão em férias coletivas a partir de 30 de março. Entre os dias 27 e 30, as jornadas serão compensadas com a utilização do banco de horas.

A empresa também está direcionando o maior número possível de profissionais das áreas administrativas para férias coletivas ou regime de Home Office.

Para as atividades imprescindíveis, que não podem ser realizadas a distância, será mantido um contingente mínimo de colaboradores, com as medidas de prevenção recomendadas pelas autoridades para proteger as pessoas e conter a disseminação do vírus.

A Moto Honda seguirá acompanhando o cenário, bem como as orientações governamentais, unindo-se aos esforços coletivos para conter os avanços do Covid-19.

Dessa forma, contribui para que as condições de vida e da indústria de motocicletas, que vem registrando crescimento e investimentos, retornem com êxito à normalidade no menor tempo possível.

Stuttgart Porsche – Fechamento temporário – Conforme Decreto e seguindo as recomendações das autoridades sanitárias, a Stuttgart Porsche comunica o fechamento de todas suas unidades (São Paulo, Campinas, Ribeirão Preto, Porto Alegre, Florianópolis, Curitiba, Rio de Janeiro e Recife) para atendimento aos clientes, sem previsão de data para retorno.

A operação se mantém normalmente nos canais de atendimento não presenciais, pelos quais a Stuttgart Porsche continuará prestando suporte aos nossos clientes.

Atendimento e agendamento de serviços de oficina continuam sendo feitos mediante solicitação por telefone.

Para mais informações, os clientes podem entrar em contato com a Stuttgart Porsche São Paulo (Matriz) pelo telefone (11) 5644-6700 ou procurar o telefone da filial mais próxima pelo site www.stuttgartporsche.com.br.

Volkswagen – A Volkswagen do Brasil comunica suspensão de atividades de todas as suas unidades no País a partir do dia 23 de março de 2020 por três semanas.

A medida visa preservar a saúde de seus empregados e familiares em decorrência do avanço da COVID-19.

Até o dia 30 de março de 2020, os empregados da área administrativa continuam em trabalho remoto e os empregados da linha de produção em folgas administradas por banco de horas. A partir de 31 de março de 2020, os empregados estarão em férias coletivas por duas semanas. Ambas as medidas são parte das ferramentas de flexibilização previstas em Acordo Coletivo de Trabalho.

FCA anuncia paralisação temporária da produção nas plantas no Brasil – A Fiat Chrysler Automóveis (FCA) anuncia a diminuição gradual da produção em suas fábricas no Brasil (Betim-MG, Goiana-PE e Campo Largo-PR) a partir de 24 de março, com a paralisação total prevista para 30 de março. As atividades fabris serão retomadas em 21 de abril.

A continuidade da produção até a paralisação total se dará mediante as rigorosas medidas preventivas já adotadas para garantir a saúde e integridade dos funcionários.

A FCA anuncia também o adiamento imediato de todos os eventos e ações de produto (lançamentos, apresentações, cursos e treinamentos, etc.) previstos no Brasil. Os mesmos serão reagendados oportunamente.

Groupe PSA interromperá produção em Porto Real – Devido principalmente à aceleração observada recentemente nos casos de COVID-19 no Brasil, o Groupe PSA América Latina decidiu interromper a produção em sua fábrica de Porto Real, estado do Rio de Janeiro, de 23 de março a 21 de abril de 2020. A produção será então reiniciada dependendo da futura situação no país.

As equipes de gerenciamento da unidade implementarão estes procedimentos localmente, sendo todos conduzidos em coordenação com nossos parceiros sociais.

O Groupe PSA relembra que, até esse momento, a conformidade com as medidas de segurança em suas unidades, indo além das recomendações das autoridades de saúde, é a melhor proteção para conter a propagação do vírus.

Volvo decide dar férias coletivas na fábrica de Curitiba – O Grupo Volvo decidiu suspender a produção em Curitiba (PR) por quatro semanas, a partir de 30 de março.

A medida alcança os 3,7 mil funcionários que trabalham no complexo fabril da marca em Curitiba, onde são produzidos caminhões, ônibus, motores, caixas de câmbio e cabines.

Com isto, a empresa, seguindo as orientações das autoridades epidemiológicas, soma esforços com a sociedade para conter a velocidade de expansão do COVID-19.

A Volvo já vinha promovendo várias ações para diminuir o impacto da crise do Coronavírus, como o home office para os funcionários que poderiam trabalhar remotamente em casa.

Também já haviam sido canceladas viagens e participação em eventos, feita comunicação interna na fábrica, com orientação de distanciamento social e recomendações da área médica, além de colocado álcool gel em locais de circulação.

Ford suspende temporariamente a produção na América do Sul – A produção nas fábricas da Ford no Brasil e na Argentina serão temporariamente suspensas.

A decisão foi tomada em resposta ao crescente impacto do coronavírus na América do Sul
A ação adicional ajudará a reduzir o risco de disseminação do COVID-19, ao mesmo tempo em que maximiza a saúde dos negócios da empresa

A Ford irá suspender temporariamente a produção em suas fábricas no Brasil – Camaçari (BA), Taubaté (SP) e na unidade da Troller em Horizonte (CE) – e na fábrica de Pacheco, na Argentina, em resposta ao crescente impacto do coronavírus (COVID-19) na América do Sul.

A medida entra em vigor no Brasil em 23 de março e na Argentina no dia 25 de março, e tem como objetivo principal manter os funcionários em segurança e ajudar a limitar a propagação do vírus, além de ajustar os volumes de produção à redução na demanda dos consumidores gerada por essa situação sem precedentes.

Desde o início do surto do coronavírus, a Ford vem tomando todas as medidas possíveis para minimizar o impacto da doença, adotando o trabalho remoto (com exceção das funções críticas que não podem ser realizadas fora das instalações da empresa), limitando os visitantes nas fábricas e escritórios e aumentando a frequência da limpeza nas instalações, entre outras.

“A maior prioridade da Ford é sempre a segurança e o bem-estar de nossos funcionários e parceiros. Essa ação adicional ajudará a reduzir o risco de disseminação do COVID-19, ao mesmo tempo em que potencializa a saúde dos nossos negócios durante esse período desafiador para toda a economia”, afirma Lyle Watters, presidente da Ford América do Sul.

No Brasil, a suspensão temporária da produção nas unidades da Ford em Camaçari (BA) e Taubaté (SP), assim como na fábrica da Troller em Horizonte (CE), entra em vigor no dia 23 de março, com a retomada das atividades programada para 13 de abril.

Na Argentina, a produção na unidade de Pacheco será paralisada em 25 de março e as operações serão reativadas no dia 6 de abril.

“Em situações sem precedentes como esta, mais do que nunca é fundamental colocar nosso time em primeiro lugar”, acrescentou Watters. “Continuaremos trabalhando em estreita colaboração com os sindicatos e outros parceiros locais para explorar protocolos e procedimentos adicionais para ajudar a impedir a disseminação do vírus e definir novas práticas de trabalho para nossos planos de retorno das operações com base no que aprendemos”.

Medidas de prevenção ao Covid-19 adotadas pela Mercedes-Benz no Brasil:

· Pensando nos cuidados com todos os seus colaboradores e familiares e com o objetivo de prevenção ao Covid-19, a Mercedes-Benz adotará as seguintes medidas negociadas com sindicatos em todas as suas unidades no Brasil:

– Folgas debitadas em banco de horas nos dias 25, 26 e 27 de março, além de 20 de abril

– Férias coletivas durante 20 dias, de 30 de março a 19 de abril

– Previsto o retorno das atividades em 22 de abril, dependendo da situação do país

· Desde (18/3) até (24/3), a empresa realiza sua campanha de vacinação contra a gripe. A medida não tem relação direta com o coronavírus, mas ajuda a tranquilizar os colaboradores em casos de sintomas gripais;

· Serviços essenciais serão mantidos, com todos os cuidados necessários, a fim de atender os nossos clientes que possuem veículos em circulação;

· Com todas essas alternativas, a Mercedes-Benz entende que está contribuindo para que as pessoas evitem ao máximo a circulação, atendendo as orientações da Organização Mundial de Saúde (OMS);

· Estamos todos muito atentos em relação ao Covid-19 e atuando para preservar a saúde e o bem-estar da nossa população.

Toyota – Primeiramente, a Toyota oferece suas condolências a todos os que perderam entes queridos em todo o mundo desde o início desta pandemia, bem como se solidariza a quem foi afetado pelo surto de coronavírus.

Ao mesmo tempo, expressa sincero respeito aos profissionais de saúde e funcionários do governo que estão trabalhando dia e noite no combate desta pandemia.

Tomamos decisões com base na segurança de nossos funcionários e de outros stakeholders e em consideração às pessoas que atualmente lidam com esse surto, além de seguir as diretrizes das autoridades locais.

Nesse sentido, a Toyota do Brasil informa que suspenderá a produção de suas quatro plantas industriais no País a partir do dia 24 de março com retorno previsto para 06 de abril.

A paralisação se deve no sentido de atenuar os riscos à saúde de seus colaboradores e de seus familiares, evitando ao máximo aglomerações e circulação de pessoas, associada ao quadro de incerteza do mercado brasileiro no curto prazo, além das dificuldades na cadeia logística e de suprimentos, que devem se agravar nas próximas semanas.

As unidades industriais afetadas estão localizadas no Estado de São Paulo. São elas:

– São Bernardo do Campo – produção de peças de reposição e de motores;

– Sorocaba – produção dos modelos Etios e Yaris nas versões hatchback e sedã;

– Indaiatuba – produção do sedã médio Corolla;

– Porto Feliz – produção de motores para os modelos Etios, Yaris e Corolla (motor 2.0L Dynamic Force).

Processos que são importantes para a sociedade, como o fornecimento contínuo de peças de reposição para veículos, incluindo aqueles utilizados por órgãos públicos, continuarão normalmente.

Outras medidas – Desde o início do surto de coronavírus no Brasil, a Toyota já realizou uma série de ações com o intuito de alertar, orientar e atenuar os efeitos da pandemia em seus colaboradores e de seus familiares. Dentre elas, são:

• Guia de Saúde – material explicativo sobre o que é o COVID-19, como é transmitido, quais os sintomas e tratamentos, dicas de higiene etc.;

• Centros de Visitantes – os Centros de Visitantes localizados nas unidades de São Bernardo do Campo, Sorocaba e Indaiatuba estão fechados até o fim de março. Após esse mês, a situação será avaliada;

• Procedimentos para viagens – viagens em geral devem ser canceladas ou postergadas, bem como a de visitantes de executivos vindos de fora do Brasil;

• Trabalho remoto – a Toyota colocou em trabalho remoto o máximo de colaboradores das áreas administrativas possível, sendo obrigatório para pessoas de grupos de risco, como diabéticos, hipertensos, portadores de problemas cardíacos, asmáticos, gestantes, com mais de 60 anos e todos os imunocomprometidos.

A Toyota continuará a agir avaliando a situação momento a momento, seguindo as orientações das autoridades locais e, principalmente, colocando a saúde e o bem-estar de seus colaboradores e de seus familiares em primeiro lugar.

Renault – A Renault do Brasil informa que irá suspender a produção no Complexo Ayrton Senna, em São José dos Pinhais – PR, no período de 25 de março a 14 de abril de 2020 em função do crescente impacto do Coronavírus (Covid-19).

RENAULT ANTECIPA A SUSPENSÃO TEMPORÁRIA DA PRODUÇÃO – A Renault do Brasil antecipou para 23 de março a suspensão na produção do Complexo Ayrton Senna, em São José dos Pinhais (PR).

Inicialmente a parada das fábricas estava prevista para o dia 25 de março, mas em função da divulgação feita no dia 20 de março à noite pelo Ministério da Saúde que todo o território nacional está sob o status de transmissão comunitária do coronavírus (Covid-19), a data foi antecipada.

A decisão, que visa preservar a saúde dos seus 7.500 colaboradores e familiares, vai até 14 de abril. As medidas são parte das ferramentas de flexibilização previstas em Acordo Coletivo de Trabalho.

Desde o início da pandemia, a Renault está monitorando de perto a situação relacionada ao coronavírus, com aplicação das medidas alinhadas às orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e autoridades do Brasil.

Honda – A Honda Automóveis do Brasil comunica que, a partir da próxima quarta-feira, 25 de março, as atividades produtivas em Sumaré e Itirapina (SP) passarão por ajustes devido ao impacto da pandemia do Covid-19.

A empresa irá suspender a produção por 20 dias, a partir de 25 de março, com retorno previsto para 14 de abril, podendo ser postergado para 27 de abril. A retomada da produção dependerá das orientações dos governos federal e estadual, das condições de segurança dos colaboradores e dos impactos da pandemia no mercado de automóveis.

Durante esse período, os colaboradores envolvidos diretamente no processo produtivo entrarão em férias coletivas. Para os colaboradores que desempenham atividades administrativas vem sendo adotado o regime de Home Office. Para funções em que não é possível o trabalho remoto, está sendo praticado o escalonamento da equipe.

Em relação à planta de motocicletas, localizada em Manaus (AM), no momento, as atividades produtivas seguem operando, com medidas adicionais de prevenção. A parada da produção é uma alternativa em avaliação, em resposta ao provável avanço na disseminação do vírus no estado do Amazonas.

A Honda está, a cada momento, revisando as contramedidas em resposta aos desafios impostos pelo avanço do Covid-19, priorizando a segurança e saúde das pessoas, a conformidade às diretrizes governamentais para conter o avanço da pandemia e a sustentabilidade dos negócios.

BMW Group Brasil dará férias coletivas na fábrica de Araquari – O BMW Group Brasil anuncia a suspensão temporária da planta de Araquari, em Santa Catarina, a partir do dia 30 de março. O retorno das atividades é previsto para 22 de abril.

A medida é uma ação extra na contingência para proteger seus colaboradores, com o avanço do COVID-19.

Antes disso, para aumentar a proteção dos colaboradores, as áreas administrativas já praticavam home-office, viagens estavam canceladas assim como o programa de visitas para clientes.

Os funcionários que convivem com pessoas em situação de risco também já estavam afastados.

A fábrica segue operando normalmente até dia 30, com todas as práticas de saúde e segurança, dentre elas o aumento da higienização dos ônibus de transporte de colaboradores, que são de uso exclusivo da empresa, recomendação de espaçamento de um metro e meio entre as pessoas, além do fechamento da lanchonete e outras áreas para evitar aglomeração.

A diretoria segue reunida diariamente para tomar as medidas necessárias de proteção aos funcionários e ao negócio assim como diariamente são levadas novas informações de saúde e segurança para todos os colaboradores.

A companhia ressalta ainda que não há problemas com o fornecimento de peças ou processos de logística e que todos os projetos previstos este ano para a fábrica de Araquari serão mantidos. A empresa espera recuperar os dias de produção no terceiro e quarto trimestres.

“Quero agradecer muito ao nosso time por seguir operando com segurança, dedicação e superando as nossas necessidades” afirma Mathias Hofmann, Diretor Geral da fábrica do BMW Group em Araquari. “Além de proteger nossos colaboradores, estamos nos preparando para o que virá após esta crise, com retomada das atividades e mercado”.

A produção de motocicletas em Manaus também tem reuniões diárias da diretoria e ações de contingência específicas, considerando a realidade local. Eventuais detalhes serão informados oportunamente. Até lá, todas as medidas unificadas de saúde e segurança do BMW Group Brasil seguirão sendo aplicadas.

Jaguar Land Rover – Seguindo as diretrizes do Ministério da Saúde e da OMS (Organização Mundial da Saúde) para evitar a disseminação do COVID-19 (novo Coronavírus), a Jaguar Land Rover suspenderá temporariamente a produção de veículos em sua fábrica localizada em Itatiaia (RJ) a partir de 25 de março, com retorno programado para 27 de abril.

As áreas administrativas estarão em home office e as áreas ligadas à produção seguem o regime de banco de horas.

Com o objetivo de manter os funcionários em segurança e ajudar a limitar a propagação do vírus, a empresa já adota medidas de precaução desde o dia 2 de março, limitando os visitantes na fábrica e nos escritórios.

Desde 16 de março, os funcionários da fábrica que fazem parte do grupo de risco (acima de 60 anos) ou que possuem problemas de saúde foram instruídos a seguir o regime de home office.

O escritório administrativo em São Paulo (SP) e Rio de Janeiro (RJ) também adotaram o trabalho remoto na mesma data.

Pirelli suspende produção na América do Sul – A Pirelli, tendo em vista a emergência relativa a Covid19, a significativa queda da demanda do setor automotivo e a necessidade de reduzir a transmissão do vírus na população, anuncia a parada temporária da fábrica da Argentina a partir de hoje e das três unidades produtivas do Brasil a partir de 23 de março.

O fornecimento aos clientes, no entanto, continuará com a utilização do estoque disponível.

A Pirelli está em constante monitoramento da situação para definir quando a produção possa recomeçar e, durante este período, os funcionários da empresa estarão em férias coletivas. Os serviços necessários para o funcionamento mínimo da companhia serão mantidos.

A prioridade total da Pirelli é a saúde de seus funcionários e famílias, a empresa está monitorando constantemente a evolução da situação e está pronta a adotar qualquer outra medida que se faça necessária.

INTERNACIONAIS – São muitas às fábricas com atividades suspensas pelo mundo.

Porsche suspende produção devido ao coronavírus – Stuttgart. A partir da próxima semana, a Porsche vai suspender a produção por um período inicial de duas semanas.

Ao tomar essa atitude, a fabricante de carros esportivos responde à significante aceleração no índice de contaminação causado pelo coronavírus e às consequentes medidas implementadas pelas autoridades competentes.

Além da proteção primária à força de trabalho, gargalos nas cadeias de proteção globais não estão permitindo mais manter uma produção organizada. Ao mesmo tempo, a Porsche está se preparando para um declínio na demanda e garantindo sua força financeira através dessas decisões.

A fábrica principal, em Zuffenhausen, e a instalação de produção em Leipzig serão fechadas a partir de sábado (21 de março de 2020). Essas medidas foram tomadas como parte de um processo organizado e em estreita colaboração com o conselho de trabalhadores.

“Com essas medidas, nossa empresa contribui para a proteção da força de trabalho e a redução da propagação do coronavírus. As consequências reais ainda não são previsíveis. Portanto, ainda é muito cedo para previsões. O que está claro é que 2020 será um ano desafiador”, afirmou Oliver Blume, presidente do comitê executivo da Porsche AG. “Só iremos superar a pandemia unidos e através de medidas rigorosas.”

Ante esse cenário, a Porsche está cumprindo suas responsabilidades empresariais e social e parando a produção. A situação será monitorada continuamente. Além de suspender a produção, a Porsche decidiu tomar algumas medidas importantes: o cancelamento de viagens de negócios, por exemplo. O ‘trabalho à distância” foi bastante ampliado e reuniões só acontecerão agora através de vídeo ou teleconferência.

Publicado em: 20 de mar de 2020 às 09:33
Sendo atualizada constantemente.

- Publicidade - Cursos Mecânica Online®