Ford lança financiamento inédito com carência e parcelas pela metade até dezembro de 2021

A Ford lançou hoje uma opção de financiamento inédita no mercado, com condições criadas especialmente para que o cliente possa comprar um carro novo com tranquilidade nesse cenário econômico difícil. O novo plano inclui, após a entrada, 90 dias de carência para o início das prestações, cujo valor é reduzido à metade até dezembro de 2021.

A entrada corresponde a 50% do preço do veículo e o prazo total do contrato é de 48 meses. Todas as versões das linhas Ka Hatch, Ka Sedan, EcoSport e Ranger estão disponíveis nessa nova modalidade.

Esta é mais uma iniciativa pioneira da Ford para oferecer uma nova opção de financiamento aos clientes, em complemento ao plano emergencial anunciado em março, que deu aos clientes da Ford Credit a possibilidade de transferir até três parcelas do financiamento para o final do contrato.

“Este novo plano foi criado pensando no cliente que precisa de um veículo nesse momento sem precedentes”, diz Lyle Watters, presidente da Ford América do Sul e Grupo de Mercados Internacionais. “A ideia é ajudar os consumidores a comprar seu veículo com um menor impacto financeiro.”

Exemplos

O Ford Ka 1.0 S, por exemplo, que custa R$45.990, nesse novo plano pode ser adquirido com uma entrada de R$22.995. As prestações são de R$399 e só começam a ser pagas após 90 dias, mantendo o mesmo valor até dezembro de 2021. A partir de janeiro de 2022, a parcela passa a ser de R$799.

No caso do Ka Sedan 1.0 SE, com preço à vista de R$49.890, a entrada é de R$24.945 e, após a carência de 90 dias, as parcelas são de R$433, passando a R$866 a partir de janeiro de 2022.

Outro exemplo é o EcoSport 1.5 SE manual, que custa R$69.990. Ele pode ser comprado com uma entrada de R$34.995 e prestações de R$607 após a carência, passando a R$1.216 em 2022.

A linha de picapes Ranger também conta com as mesmas condições. A versão 2.2 diesel XLS automática, por exemplo, que custa R$133.990, tem entrada de R$69.995 e prestações de R$1.163 e R$2.327, respectivamente, com iguais prazos de carência e contrato.

“O objetivo do novo plano é reduzir o valor das prestações pagas pelo cliente durante o período mais difícil da pandemia, compensando depois, num momento em que, acreditamos, a situação já estará melhor”, completa José Netto, diretor-executivo da Ford Credit.

- Publicidade - Cursos Mecânica Online®