Manutenção preventiva: uso de peças genuínas e mão de obra especializada são determinantes para o sucesso das revisões em escavadeiras

* Por Guilherme Borghi

As manutenções são parte fundamental para o bom funcionamento e disponibilidade de qualquer equipamento, incluindo as escavadeiras.

Entre as opções de manutenções existentes está a preventiva, ou seja, aquela que ocorre de forma programada, dentro de prazos específicos, com a finalidade de reduzir o risco de paradas não programadas (conhecidas como manutenções corretivas).

Durante a manutenção preventiva são realizadas reposições, correções, verificações e lubrificações adequadas dos componentes que fazem parte do equipamento.

Vale destacar que há uma freqüência específica para cada tipo de revisão, levando em consideração os tipos de filtros e componentes que serão trocados, bem como a presença ou não de desgastes ou somente um número específico de horas de operação da máquina.

Para que não haja erro, todas as informações referentes ao momento correto da manutenção podem ser acompanhadas no Manual do Operador e devem ser respeitadas a fim de garantir o desempenho das escavadeiras e a segurança dos usuários.

O uso de peças genuínas e de mão de obra treinada pela fabricante e pela Rede de Distribuição é outro ponto fundamental, pois garante a procedência, qualidade e performance dos componentes e, por consequência, de toda a escavadeira.

As máquinas da Link-Belt, por exemplo, saem de fábrica com os mesmos itens que estão em estoque para a reposição, o que possibilita que as principais características dos equipamentos da marca, como confiabilidade, agilidade, conforto e economia, sejam mantidos a cada revisão.

Em resumo, quanto mais o cliente mantiver a originalidade das peças e usar a mão de obra treinada, mais próximo o equipamento dele estará do desempenho e resultados esperados.

O uso de componentes não genuínos e a aplicação deles por mão de obra não autorizada, por sua vez, estão entre os principais erros cometidos durante as manutenções, pois podem ocasionar panes e outros problemas graves, comprometendo componentes em todo o sistema.

Ainda neste contexto, outro erro comum é parar de usar peças genuínas e assistência técnica autorizada quando a garantia do equipamento acaba, já que é justamente nesta hora que o cliente mais precisará que a máquina não quebre, ocasionando paradas não programadas.

Por último, a recomendação é que as manutenções contemplem a escavadeira como um todo e não somente um ponto específico.

A análise do equipamento em todas as suas frentes (incluindo as partes estruturais, os sistemas eletro-hidráulicos e o motor), bomba, computadores, materiais de desgaste e lubrificação são pontos fundamentais, que não podem ser deixados de lado.

Neste sentido, a Link-Belt aposta no atendimento personalizado, que foca na visão geral do equipamento, para que haja total entendimento e resolução da causa raiz de um possível problema.

Para além da manutenção preventiva – Outra forma de reduzir ao máximo as paradas não programadas, ocasionadas por falhas, e aumentar o grau de confiabilidade das máquinas é a manutenção preditiva, prática que visa determinar antecipadamente a necessidade de serviços de manutenção em uma máquina, uma peça ou componente específico, onde além do acompanhamento periódico (típico das preventivas), também é aplicado o uso de técnicas ou ferramentas apropriadas – como análise de parâmetros e a coleta de informações, inspeções especializadas, telemetria, análise de fluidos, entre outros – para uma aplicação mais assertiva e eficaz dessas manutenções.

As escavadeiras da série X3E da Link-Belt, por exemplo, contam com o sistema de telemetria RemoteCARE®, que possibilita o monitoramento remoto dos equipamentos e emite avisos de manutenção.

Por meio desta tecnologia, os distribuidores das escavadeiras da marca recebem alertas e informações sobre as máquinas em campo, incluindo o consumo de combustível, temperaturas e pressões de trabalho.

Para mais detalhes sobre outros aspectos que podem ajudar a preservar a vida útil das escavadeiras Link-Belt, consulte sempre um distribuidor autorizado.

* Guilherme Borghi é Gerente de Suporte ao Cliente e ao Produto da Link-Belt no Brasil.

- Publicidade - Cursos Mecânica Online®