Na celebração do 70º aniversário, o Jaguar C-Type incorpora a família de réplicas Classic

Para a celebração dos 70 anos do lendário C-Type, a Jaguar Classic abrirá programa de produção limitada de novas réplicas do modelo, que serão produzidas à mão nas instalações da Jaguar Classic Works em Coventry, no Reino Unido.

O programa de réplicas do C-Type permitirá aos amantes da história do modelo adquirirem, pela primeira vez, diretamente da Jaguar, uma unidade nova do C-Type de competição de 1953 com freios a disco.

O C-Type, produzido entre 1951 e 1953, ficou marcado na história pela enorme fluidez das linhas concebidas pelo artista, especialista em aerodinâmica e designer da Jaguar Malcolm Sayer.

O C-Type venceu as 24 Horas de Le Mans na sua estreia em 1951, a primeira das sete vitórias absolutas da Jaguar na prova francesa de resistência.

Em 1952, o C-Type estreou na indústria a inovadora tecnologia de freios a disco com um sistema desenvolvido pela Jaguar em parceira com a Dunlop.

Stirling Moss conseguiu a primeira vitória com um veículo com a nova tecnologia no Grande Prêmio de Reims (França) e participou da Mille Miglia (Itália).

O C-Type voltou a vencer as 24 Horas de Le Mans em 1953, outra estreia para um veículo com freios a disco.

Além disso, desfrutou de um enorme sucesso entre os clientes da marca, o que contribuiu para que a Jaguar conquistasse a segunda posição no primeiro Campeonato Mundial de Desportivos.

“Graças a alguns dos pilotos mais admirados da história, o C-Type estabeleceu as bases do sucesso da Jaguar nas provas de resistência e tornou-se sinônimo de inovação em design e engenharia. Setenta anos depois, a equipe da Jaguar Classic tem o grande orgulho de poder unir as tecnologias mais recentes de produção com as técnicas tradicionais e a sua experiência incomparável, para que uma nova geração de entusiastas desfrute desse veículo lendário”, comenta Dan Pink, Diretor da Jaguar Classic.

Das 53 unidades do Jaguar C-Type produzidas nos anos cinquenta, 43 foram vendidas a clientes, mas a especificação do C-Type vendido ao público limitou-se a modelos com freios de tambor, carburador duplo SU e 200 cv de potência, como era habitual nos veículos de competição de 1951.

Em 2022, serão produzidas oito novas réplicas do C-Type antes da realização do evento de celebração para proprietários inspirado no modelo.

Todas as unidades seguirão a especificação do veículo da equipe de competição que venceu em Le Mans em 1953, incluindo o motor de seis cilindros em linha de 3.4 litros, freios a disco e carburador triplo Weber 40DCO3, desenvolvendo potência máxima de 220 cv.

Os engenheiros da Jaguar Classic utilizaram como ponto de partida a experiência nos programas de réplicas dos E-Type, XKSS e D-Type, consultando os arquivos da Jaguar e verificando os dados digitalizados de um C-Type original, além de utilizar a mais recente tecnologia de design por computador para criar o C-Type mais autêntico possível.

A precisão das especificações originais de 1953 é garantida graças ao acesso exclusivo ao histórico e aos desenhos originais de engenharia da Jaguar, criados pela equipe de desenvolvimento do C-Type, que incluía Malcolm Sayer, o Diretor de Competição da Lofty England, e os engenheiros William Heynes, Bob Knight e Norman Dewis.

Os dados de engenharia foram também utilizados num configurador on-line, concebido especialmente para que a Jaguar Classic pudesse disponibilizar pela primeira vez aos clientes a oportunidade de visualizar de forma virtual a sua réplica do C-Type.

A nova ferramenta permite aos usuários compararem revestimentos e cores, que podem ser selecionadas entre 12 cores originais para o exterior e oito para o interior.

Também é possível incluir opções como círculos de competição, um logotipo no volante e inscrição no capô.

Visite o site da Jaguar Classic para mais informações sobre a gama completa de veículos, serviços, peças e experiências da Jaguar Classic.

- Publicidade - Cursos Mecânica Online®