Novo 911 Speedster entra em produção, com 510 cv e edição limitada

O 911 Speedster já havia causado sensação ao ser apresentado como veículo conceito.

A Porsche agora está colocando o carro aberto de dois lugares em produção.

O 911 Speedster combina o ideal de um veículo purista e orientado ao condutor com tecnologia do automobilismo esportivo adaptada ao uso diário.

O 911 R (2016) e o 911 GT3 serviram de base para seu desenvolvimento.

Um motor boxer de quatro litros naturalmente aspirado de alta rotação, com 375 kW (510 cv), proporciona uma emocionante experiência sonora no cockpit. A transmissão GT de seis velocidades é operada manualmente.

Visualmente, o novo Speedster cria uma ponte de ligação com sua própria história, para o antecessor de todos os carros esportivos da Porsche, o Roadster “Nº 1”, de 1948.

A edição limitada do novo 911 Speedster também descende desse veículo.

Em alusão a esse ano, serão fabricadas exatamente 1.948 unidades do modelo a partir da metade de 2019, na fábrica da Porsche de Zuffenhausen, na Alemanha.

Como veículo conceito, o 911 Speedster celebrou sua estreia mundial em 2018 na cerimônia comemorativa do aniversário de “70 Anos dos Carros esportivo da Porsche”, em Zuffenhausen.

Houve também outras aparições públicas como no festival de Velocidade de Goodwood, na Inglaterra, o Rennsport Reunion VI em Laguna Seca, na Califórnia, além do Salão do Automóvel de Paris, em outubro.

Numerosos elementos do Speedster que caracterizam o veículo conceito podem ser encontrados agora, com o mesmo design ou similar, no modelo de produção em série.

Ocupando o centro das atenções está a tampa do compartimento da capota conversível, esteticamente moldada com uma configuração aerodinâmica composta por duas bolhas – um elemento essencial desse tipo de carro esportivo desde o 911 Speedster de 1988.

Ela é o maior e mais complexo componente usado pela Porsche até hoje num modelo de estrada feito numa única peça de plástico reforçado com fibra de carbono.

Dois elementos de acabamento na dupla bolha abrem espaço para o sistema de proteção anticapotagem caso necessário.

Ele foi incluído de série no modelo biposto, da mesma forma que no 911 Carrera Cabriolet.

Uma estrutura de teto com peso leve substitui a cobertura tonneau (posicionada ao nível das portas) apresentada no veículo conceito.

Apesar de seu design purista, a capota conversível de tecido é própria para o uso diário.

Juntamente com as molduras das janelas encurtadas, com seus painéis dianteiros rebaixados e janelas laterais menores, ela é responsável por dar ao 911 seu perfil atlético.

A empolgante linha superior da carroceria já caracterizava designs históricos, como o do Porsche 356 Speedster de 1954.

O teto conversível não exige esforço para movimentar: o gancho da trava central na moldura do para-brisa e as duas barbatanas laterais da capota de tecido são liberadas ao toque de um botão.

A grande tampa traseira feita de fibra de carbono com baixo peso é destravada eletricamente e desliza para trás por uma curta distância.

Após isso, ela é posicionada manualmente e abre espaço para o teto de tecido, que se dobra em forma de Z por trás dos bancos dianteiros.

Assim que o teto esteja dobrado em sua posição, a cobertura pode ser fechada sem esforço.

O teto é fechado novamente da mesma maneira – apenas as barbatanas da capota à esquerda e à direita dos elementos aerodinâmicos têm que ser pressionadas manualmente para dentro de seus suportes, até que se encaixem de forma perceptível.

Defletor e envoltura traseiros do 911 GT3 Touring-O design leve também orientou outros elementos da carroceria do Speedster.

O capô em material composto de fibra de carbono – que pesa dois quilos menos que o do 911 GT3 – e os para-lamas, também de material composto com fibra de carbono, são originários do 911 R.

O envelope dianteiro foi cedido pelo GT3, mas o lábio defletor dianteiro é um desenvolvimento completamente novo.

No lugar dos espelhos tipo Talbot usados no veículo conceito, a versão de produção do novo Speedster traz espelhos retrovisores externos Sport Design, aquecidos e ajustáveis eletricamente.

O defletor traseiro extensível e aerodinamicamente ajustado e o avental traseiro foram adotados pelo Speedster a partir dos presentes no 911 GT3 Touring.

O interior é marcado pelos elementos de couro preto nos apoios laterais e apoios de cabeça dos bancos integrais de fibra de carbono, os descansos de braços no acabamento das portas e a alavanca de câmbio encurtada.

Os painéis centrais dos bancos são revestidos de couro perfurado, enquanto os painéis leves das portas com puxadores pretos e redes porta-objetos reduzem o peso total do carro.

Logos “Speedster” adornam os apoios de cabeça e as soleiras das portas de carbono aparente, assim como o conta-giros central.

Como os outros instrumentos, ele tem o mostrador preto com ponteiro branco, assim como números e escalas verdes – itens que remetem ao seu famoso antecessor, o Porsche 356 Speedster.

Um emblema da edição limitada, fixado na estrutura entre os bancos dianteiros, mostra o número de série do 911 Speedster, que terá a produção limitada a apenas 1.948 unidades.

A Porsche também oferece o novo 911 Speedster, opcionalmente, com um pacote Heritage Design.

Desenvolvido pela Porsche Exclusive Manufaktur, essa versão de equipamento reinterpreta elementos clássicos das décadas de 1950 e 60.

Isso inclui o esquema cromático interno nas cores Preto e Conhaque.

Uma pintura branca em forma de “dardo”, na face e para-lamas dianteiros, é aplicada à pintura básica do veículo, que tem a cor GT Prata Metálico.

Adesivos esportivos redondos para as portas e o capô dianteiro completam o pacote.

Os proprietários podem escolher seus próprios números de corrida, até um máximo de dois dígitos, como mostram as fotos.

Os escudos da Porsche e os logotipos dourados correspondem aos designs usados em 1954.

Motor de alta rotação com 510 cv-O coração do novo Speedster foi adotado do 911 GT3.

O motor de seis cilindros naturalmente aspirado, com quatro litros de cilindrada, é um puro propulsor de GTs.

A potência máxima de 375 kW (510 cv) é alcançada a 8.400 rpm, com a rotação máxima do motor fixada em 9.000 rpm.

O motor disponibiliza um torque máximo de 470 Nm a 6.250 rpm.

O novo 911 Speedster acelera de 0 a 100 km/h em 4,0 segundos e alcança uma velocidade máxima de 310 km/h.

Comparado ao 911 GT3 anterior, o motor usado no Speedster é equipado com dois filtros de partículas de gasolina (GPF) e atende ao padrão de emissões Euro 6d TEMP EVAP-ISC (EU6 DG).

Ainda assim, o motor de quatro válvulas por cilindro consegue atingir 10 cv a mais.

Isso se deve a desenvolvimentos de detalhes como os injetores de combustível de alta pressão com padrão de aspersão modificado com válvulas de aceleração individuais, que proporcionam uma resposta mais imediata aos comandos do acelerador.

O sistema de escapamento esportivo de aço inoxidável totalmente novo pesa 10 quilos a menos – incluindo os dois filtros de partículas.

De forma adequada a um carro feito para pilotos, a Porsche oferece o 911 apenas com transmissão manual de seis marchas.

Ela apresenta uma função de autoaceleração que compensa precisa e independentemente as diferenças de rotação do motor entre as marchas nas reduções de velocidade, através de acionamentos automáticos do acelerador.

Esse sistema, chamado de ‘auto-blip’, pode ser ativado a qualquer momento, independentemente da opção de regulagem do PASM (Porsche Active Suspension Management – sistema de gerenciamento ativo da suspensão).

A trava mecânica do diferencial traseiro, com sistema de bloqueio assimétrico, completa a transmissão de força esportiva.

A filosofia GT por trás do novo Speedster também se reflete em seu chassi.

Com seus coxins dinâmicos do motor e eixo traseiro direcional, o chassi é baseado na tecnologia do 911 GT3 e 911 R.

Sistemas de controle como o Porsche Torque Vectoring (PTV – vetoreamento de torque), Porsche Stability Management (PSM – gerenciamento de estabilidade) e PASM com acerto esportivo e rebaixamento de 25 milímetros foram adaptados com precisão aos novos requisitos.

O biposto com carroceria aberta conta com rodas de liga forjadas Speedster de 20 polegadas com travamento central.

O equipamento de série inclui freios PCCB (Porsche Ceramic Composite Brake – freios de composto de cerâmica) com discos de composto de cerâmica ventilados internamente e perfurados.

Na Alemanha, os preços do novo 911 Speedster começam em 269.274 euros, incluindo o imposto sobre valor adicionado (VAT) e equipamentos específicos para o país.

Ele já pode ser encomendado. O mercado brasileiro espera receber o modelo exclusivo no segundo semestre deste ano, preço e pacote de opcionais estão em definição.

A Porsche Design Timepieces também criou cronógrafos especiais para o novo 911 Speedster, da mesma forma limitados a 1.948 unidades: o “911 Speedster Heritage Chronograph” e o “911 Speedster Heritage Design Chronograph” da Porsche Design podem ser encomendados exclusivamente pelos futuros proprietários de um modelo do novo Speedster de todo o mundo a partir de maio de 2019.

O preço, incluindo o imposto VAT, é de 9.950 euros.