Com mais equipamentos, Renegade Trailhawk 2.0 Diesel AT9 4×4 passa em nossa avaliação

O novo frontal exibe a grade com um redesenho nas tradicionais sete fendas, um pouco mais baixas.

Nas versões Limited e Trailhawk, os faróis agora são de LED, tanto os principais quanto os de neblina, bem como as luzes diurnas (DRL).

Esse conjunto de iluminação, com alcance mais de 50% superior ao padrão atual (de lâmpadas halógenas), também está disponível como opcional nas opções Longitude.

A motorização 2.0 turbodiesel produz 170 cavalos de potência e 35 kgfm de torque combinando com transmissão automática de 9 velocidades.

Entre os recursos para o sistema de tração 4×4 temos o Jeep Active Drive Low, Controle de Descida (HDC), seletor de terreno e suspensão independente.

A Jeep oferece um programa de manutenção com as revisões mais espaçadas do segmento. Elas devem ser realizadas a cada 20.000 km nas configurações Diesel.

Dessa forma, enquanto modelos concorrentes pedem seis revisões até 60.000 km, o SUV da Jeep exige o mesmo serviço em apenas três vezes (Diesel).

A partir das versões Longitude, o Renegade 2019 passa a contar com a maior tela multimídia da categoria, de 8,4 polegadas.

Ela faz parte do mesmo sistema Uconnect aplicado no “irmão maior” Jeep Compass, outro sucesso sem paralelo no segmento.

Dessa forma, é possível parear o smartphone por meio das interfaces Android Auto e Apple Car Play, para acessar pelo monitor do veículo aplicativos de navegação, como Google Maps e Waze e de música, a exemplo do Spotify e Deezer, apenas para citar alguns.

O Uconnect 8,4″ permite ainda acessar as funções do ar-condicionado remotamente, por toques no monitor ou por comandos de voz. Por sinal, o tempo de resfriamento da cabine, em qualquer versão, ficou 20% mais rápido, graças a melhorias no sistema

Mas já nas configurações Sport 1.8 Flex, com câmbio manual ou automático, o Renegade tem de série o Uconnect 5″, com tela de toque e câmera de ré incorporada.

A segunda entrada USB, que ficava dentro do porta-objetos central, agora está voltada para os passageiros traseiros, “democratizando” a utilização.

Atrás, a tampa traseira ganhou uma maçaneta externa, que torna a abertura mais fácil e ergonômica. Ao fazer isso, é possível conferir que o porta-malas de todas as versões agora comporta 320 litros.

São 47 litros extras, obtidos com a adoção do estepe temporário – que as opções Flex já haviam recebido no início deste ano, um desejo do consumidor por mais espaço no porta-malas.

A exceção é o Trailhawk, que manteve o estepe full size por conta de sua vocação maior para o fora de estrada.

Vídeo | Confira nossa avaliação completa com o Jeep Renegade Trailhawk 2.0 Diesel AT9 4×4

Na cabine a área central recebeu um cuidado especial e foi redesenhada. Os comandos do ar-condicionado são novos, bem como os porta-objetos, mais numerosos e espaçosos.

Tanto o que fica à frente da alavanca do câmbio quanto o posicionado entre as poltronas, onde se abriu um novo nicho, para acomodar itens como um telefone celular. Nas versões Diesel, o botão giratório do Selec-Terrain subiu um pouco para gerar mais amplitude na área ao redor.

São mais de 60 itens no modelo relacionados com a segurança. A versão Limited passa a contar com 7 airbags de série.

Importante destacar que todo Jeep Renegade 2019 é equipado com controles de estabilidade (ESC) e de tração, suspensão independente nas quatro rodas, freio de estacionamento eletrônico, tela multifuncional no quadro de instrumentos e rodas de liga leve, entre outros destaques.

Vídeo | Jeep Renegade Trailhawk 2019 em testes Off-road no Camp Jeep

Veja mais | Renegade 2019 aposta em mais equipamentos, design e menor preço

- Publicidade - Scania
REVER GERAL
Motor
Câmbio
Itens de Série
Espaço Interno
Conforto
Segurança
Ergonomia
Eficiência energética
Manutenção
Design
Custo x benefícios
Artigo anteriorNa hora da revisão, os novos problemas dos automóveis
Próximo artigoVolkswagen T-Cross traz Sandy e Junior Experience ao Recife
Tarcisio Dias
Gerente de conteúdo do Mecânica Online®, Tarcisio Dias é responsável também pela área de cursos e CDs interativos. Possui formação em engenharia Mecânica com habilitação em Mecatrônica pela Universidade de Pernambuco, formação técnica em mecânica pela Escola Técnica Federal de Pernambuco (CEFET/PE) e profissional em Mecânica Automotiva de Motores Diesel no Centro de Formação Profissional de Jaboatão dos Guararapes – RFFSA acordo SENAI. Também possui formação como Radialista – Locutor/entrevistador.