Como proteger meu carro em época de quarentena?

Com o período prolongado de quarentena como medida para reduzir o contato social e prevenir o contágio pelo novo Coronavírus, vamos com dicas importantes a fim de preservar os automóveis e mantê-los preparados para o retorno às pistas.

O ideal é que o veículo rode pelo menos uns 20 minutos por semana, porém na impossibilidade, é importante tomar algumas precauções.

Confira alguns cuidados básicos:

Bateria: onde possível, desde que não seja uma garagem fechada, é recomendável ligar o veículo pelo menos a cada 2 semanas, mantendo-o ligado em torno de 20 minutos.

No caso de veículos elétricos e híbridos, há cuidados adicionais. Durante o período de imobilização, ligar o veículo em um local de carregamento adequado. Caso seja necessário, a bateria de alta voltagem é automaticamente carregada. Garantir que o processo de carregamento possa ser realizado. Controlar o status de carga regularmente. Não deixar o veículo parado mais de três meses com um status de carga inferior a cerca de 50%.

Pneus: manter na calibragem máxima (veículo cheio) de acordo com a medida dos pneus. Esta informação normalmente está localizada em uma etiqueta colada na coluna B (visível ao abrir a porta do motorista).

Freios: em locais expostos ao tempo, ou com umidade elevada, pode ocorrer oxidação dos discos de freio causados pelos resíduos das pastilhas de freios. Portanto é possível que nas primeiras frenagens ocorra um barulho anormal decorrente desta oxidação, e que tende a desaparecer conforme a utilização.

Pintura: se o veículo ficar exposto ao tempo, cobri-lo com uma capa adequada. Lavá-lo antes da imobilização para evitar que agentes externos como detritos de animais, insetos ou sujeiras provoquem manchas irreversíveis.

Combustível: os fatores que influenciam para o envelhecimento do combustível são: ar, luz e calor. Portanto o ideal é encher o tanque antes da imobilização para deixar o mínimo de ar dentro do tanque de combustível.

Utilizar preferencialmente combustível premium (alta octanagem) ou combustível aditivado, já que ambos possuem agentes antioxidantes que aumentam sua vida útil.

Além disso, em locais de alta umidade é necessário deixar o veículo aberto por alguns minutos pelo menos 1 vez por semana, para evitar a formação de bolor em seu interior.

E o óleo do motor? Deixar o motor desligado por longos períodos se enquadra no que os fabricantes consideram como “uso severo” do veículo, já que o óleo se degrada com o tempo. A recomendação é trocar o lubrificante após o período de hibernação, mesmo que os prazos de troca ainda não tenham sido atingidos.

Freio de estacionamento: uma prática muito utilizada em carros que ficam parados por longos períodos é deixar o freio de estacionamento solto. Isso evita a colagem das lonas ao tambor ou das pastilhas ao disco. Obviamente, não esqueça de calçar o veículo.

E as revisões programadas? Vários fabricantes já anunciaram mudanças na tolerância das revisões e no prazo de garantia de seus veículos devido à pandemia do novo coronavírus. Para saber se é o caso, vale entrar em contato com o serviço de atendimento do fabricante do seu carro.

- Publicidade - Cursos Mecânica Online®