Coronavírus e a situação do mercado automotivo pelo Brasil

A ANFAVEA divulgou comunicado sobre as paralisações de produção nas fábricas do setor automotivo – Com foco na segurança e na saúde dos familiares e funcionários das montadoras associadas à ANFAVEA (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores), informamos que, em função do agravamento da crise gerada pelo COVID-19, todas as nossas empresas estão analisando e se preparando para tomar ações de paralisação das suas fábricas no Brasil, e discutindo caso a caso com seus respectivos sindicatos.

Toyota do Brasil retoma produção em nova data – A Toyota do Brasil informa que vai retomar a produção das quatro fábricas da empresa no dia 22 de abril.

A medida visa atenuar os riscos à saúde de seus colaboradores e de seus familiares pelo avanço da pandemia de coronavírus, e leva em consideração demanda e disponibilidade de fornecedores e cadeia logística.

Processos como o fornecimento de peças de reposição para veículos, incluindo aqueles utilizados por órgãos públicos, estão funcionando normalmente.

A Toyota segue monitorando o assunto e avaliando a situação momento a momento, conforme as orientações das autoridades locais.

Ford adota ações para garantir os serviços pós-venda aos clientes durante a epidemia de coronavírus – A Ford adotou ações emergenciais na área de serviços pós-venda para garantir o atendimento essencial aos clientes durante o período de restrições e isolamento social devido ao coronavírus.

As medidas abrangem desde a adequação do funcionamento das oficinas da rede e dos prazos de revisão e garantia até os serviços de assistência e carro reserva para dar o apoio que os clientes precisam neste momento de grande necessidade.

Os serviços de manutenção e fornecimento de peças continuam a funcionar nas concessionárias da marca, respeitando as proibições e determinações legais de cada localidade, para garantir a operação dos veículos, principalmente os que são utilizados na prestação de serviços essenciais à população.

Ao mesmo tempo, estão sendo tomadas todas as medidas de prevenção para proteger a saúde e a segurança dos profissionais envolvidos nesse trabalho.

Os clientes da marca que estão no período de revisão do veículo não precisam se preocupar com a perda do prazo de garantia. A contagem de tempo só será retomada depois que a situação for normalizada.

O serviço de assistência 24 horas Ford Assistance também continua em operação. Em caso de solicitação de guincho, o veículo será levado para a concessionária em operação mais próxima ou para a residência do cliente, a seu critério.

Na solicitação de veículo reserva, também foram adotadas novas regras, dando total prioridade ao atendimento dos profissionais da área médica e segurança pública. Além disso, o cliente pode devolver o carro em outra cidade sem a cobrança de taxa de retorno, em todo o território nacional.

“Todos os nossos times estão fazendo um grande esforço para garantir a continuidade dos serviços pós-vendas para os nossos clientes, neste momento em que os veículos são extremamente necessários para a população e para o trabalho dos órgãos públicos”, diz Joaquim Pereira, diretor de Serviço ao Cliente da Ford América do Sul. “Estamos buscando soluções alternativas para contornar essas limitações e vamos continuar trabalhando em novas ações para poder prestar a devida assistência aos nossos clientes.”

DAF lança serviço de agendamento de manutenção unificado em sua Rede de Concessionárias – Atenta em prestar o melhor serviço para os seus clientes, além de garantir a circulação de caminhões, o que é essencial para o abastecimento do país neste momento, a DAF Caminhões Brasil lança o DAF Agende Fácil, um serviço exclusivo de agendamento de manutenção preventiva ou corretiva na Rede de Concessionárias.

O novo canal não substitui o DAF Assistance, que continua direcionado apenas para atendimentos emergenciais.

O DAF Agende Fácil conta com profissionais capacitados para agendamento de manutenções, além de prestarem orientações aos clientes, indicando também onde está localizada a concessionária mais próxima.

O atendente ainda será responsável por fazer o acompanhamento e o follow up dos serviços. Os contatos podem ser feitos por meio do número (42) 99103-6412 (WhatsApp), das 8h às 18h, de segunda-feira a sexta-feira.

“Lançamos este serviço para ganharmos agilidade no agendamento das manutenções, e também para ajudarmos a nossa Rede a organizar os atendimentos. Estamos em um momento muito dinâmico, com novas diretrizes do Poder Público a cada dia, e precisamos garantir o bom funcionamento dos nossos caminhões”, acrescenta Luis Gambim, Diretor Comercial da DAF Caminhões Brasil.

Volkswagen prorroga suspensão da produção até o final de abril – A Volkswagen do Brasil comunica a extensão da suspensão da produção em todas as quatro fábricas no País até o final do mês de abril, em decorrência dos impactos da COVID-19.

A partir dessa data, a produção será retomada de acordo com a programação da cadeia de suprimentos e de logística de cada fábrica. Durante este período os empregados estarão em férias coletivas, medida que faz parte das ferramentas de flexibilização previstas em Acordo Coletivo de Trabalho.

ZF anuncia férias coletivas no Brasil – A ZF informa que concederá férias coletivas para cerca de 5.000 mil colaboradores no Brasil, em decorrência da disseminação do COVID-19 e com o objetivo de priorizar a saúde e o bem-estar de seus colaboradores, familiares e das comunidades onde está inserida.

A medida será válida a partir de 01 até 12 de abril, quando se espera que a situação e os riscos de contágio estejam amenizados, de forma a garantir a segurança necessária para a retomada e normalidade das operações.

Algumas atividades já foram paralisadas desde 23/03 e, de forma gradual, seguem até o próximo dia 31 de março. Apenas algumas atividades essenciais serão mantidas.

Neste período, o recebimento de suprimentos estará reduzido ao mínimo necessário e a entrega de produtos a clientes só retomará o fluxo normal após o encerramento da paralisação.

A ZF acredita na superação desta crise e na preservação da saúde e bem-estar das pessoas. De caráter preventivo, esta decisão atende as recomendações das autoridades de saúde do Brasil e está em linha com as providências tomadas pelos clientes e fornecedores da ZF.

General Motors lidera força-tarefa do governo federal para conserto de respiradores no Brasil – A General Motors está engajada na luta contra o Covid-19. Atuando junto às autoridades, a empresa está liderando esforços conjuntos com o ministério da Economia, SENAI, Abeclin (Associação Brasileira de Engenharia Clínica) e outras montadoras para unir uma força-tarefa no conserto de todos os respiradores que não estão funcionando no Brasil, por meio da Iniciativa + Manutenção de Respiradores.

A ação tem o intuito de aumentar o número de aparelhos disponíveis para atender pacientes graves infectados pelo vírus Covid-19.

“Colocamos a nossa expertise, instalações e força de trabalho voluntário técnico à disposição das autoridades. Este é o momento de usarmos todas as armas que temos contra este vírus e a GM fará tudo o que está ao seu alcance para ajudar o Brasil e o mundo a passarem por este momento difícil”, declarou Carlos Zarlenga, presidente da GM América do Sul.

O gerente de inovação da GM, Dr. Carlos Sakuramoto, foi a pessoa procurada pelo ministério da Economia para coordenar essa ação: “Neste momento, em paralelo ao levantamento que está sendo feito do número, localização e modelo dos equipamentos parados, estamos treinando virtualmente nosso corpo técnico voluntário e preparando salas nas operações da GM no Brasil para realizarmos os reparos na semana que vem”, explica o engenheiro.

Até o momento, já foram mapeados mais de 3.000 respiradores que não estão em operação. Este número pode ser ainda maior.

O objetivo é consertar 100% dos aparelhos fazendo a logística de buscar nos hospitais, levar até uma fábrica mais próxima, consertar com a mão de obra técnica voluntária treinada pelo SENAI e, depois de funcionando, o equipamento retorna para o hospital de origem para ser usado no combate ao Covid-19.

Yamaha – Em atendimento às recomendações das autoridades de saúde e no esforço de contenção à Pandemia do COVID-19, a Yamaha Motor do Brasil e as demais empresas que fazem parte do Grupo Yamaha, adotaram nas últimas semanas algumas medidas para garantir o bem-estar e saúde dos colaboradores e de seus familiares.

Essas medidas incluem, e não se limitam, a adoção do trabalho remoto para uma parcela dos colaboradores, reuniões internas e com fornecedores realizadas por videoconferências, viagens pelo país e ao exterior suspensas e todos os eventos e ações internas e externas cancelados.

Adicionalmente, a Yamaha suspenderá suas atividades fabris pelo período de 31 de março à 19 de abril, regressando às atividades no dia 20 de abril de 2020.

Algumas áreas essenciais com necessidades específicas poderão, eventualmente, trabalhar em regime excepcional de plantão. Nesses casos, a empresa seguirá oferecendo a seus colaboradores todas as proteções individuais necessárias em salvaguarda para evitar o contágio.

VW doa duas mil máscaras protetoras para o combate à COVID-19 – Em continuidade às ações já anunciadas de combate à COVID-19, a Volkswagen do Brasil está doando duas mil máscaras faciais protetoras 3M PFF-2 (S) para as quatro cidades onde mantém suas operações fabris: São Bernardo do Campo/SP, Taubaté/SP, São Carlos/SP e São José dos Pinhais/PR.

As máscaras são parte do estoque da companhia e eram de utilização na linha de produção. A doação está sendo feita em cooperação com a Defesa Civil destas localidades no combate à COVID-19.

Pablo Di Si, presidente e CEO da Volkswagen América Latina, afirma: “seguimos mobilizando toda a nossa equipe para apoiar a sociedade no que estiver ao nosso alcance neste momento para salvar vidas”

VW oferece 100 veículos para ajudar no combate à COVID-19 – A Volkswagen do Brasil disponibiliza frota de 100 veículos da marca para utilização das Prefeituras de São Bernardo do Campo/SP, Taubaté/SP, São Carlos/SP, São José dos Pinhais/PR, localidades onde a empresa mantém fábricas, e para o Governo do Estado de São Paulo.

O empréstimo tem como objetivo principalmente apoiar o deslocamento de médicos e enfermeiras, bem como transporte de medicamentos e equipamentos de saúde, podendo ser utilizado para qualquer outra necessidade das autoridades.

“A liderança da Volkswagen na região segue unida e trabalhando à distância para fazer tudo que está ao nosso alcance no apoio à comunidade”, reforça Pablo Di Si, presidente e CEO da Volkswagen América Latina.

BMW Group vai parar a produção de Manaus – O BMW Group Brasil anuncia a paralisação temporária de sua planta de Manaus (AM) – com foco na produção de motocicletas – a partir de 30 de março.

O retorno das atividades está previsto para 23 de abril. A medida faz parte de uma série de ações que a companhia tem aplicado para proteger seus colaboradores, com o avanço da COVID-19.

Outras ações para aumentar a proteção dos colaboradores já foram tomadas pelo BMW Group como redução das pessoas em unidades produtivas, cancelamento de viagens, medidas para proibir aglomerações dentro da planta, áreas administrativas em sistema de home-office e intensa comunicação sobre higienização e formas de evitar a contaminação e propagação do novo Coronavírus.

Além disso, a diretoria segue reunida diariamente para tomar as medidas necessárias de proteção aos funcionários e ao negócio assim como diariamente são levadas novas informações de saúde e segurança para todos os colaboradores.

A empresa espera recuperar os dias de produção ainda em 2020.

“Nosso foco agora é proteger nossos colaboradores, manter todos em segurança e com saúde, e nos preparar para o que virá, com a retomada das atividades e do mercado”, afirma Jefferson Dias, Diretor da Fábrica de produção de motocicletas do BMW Group em Manaus. “Ao adotar esta medida preventiva, acreditamos reduzir a circulação dos nossos funcionários e, como consequência, a redução das chances de um eventual contágio”, reforça o executivo.

Pensando na saúde e segurança de seus colaboradores, tendo em conta as diferenças de estágios em cada localidade, o BMW Group irá antecipar a já anunciada parada na produção na fábrica de automóveis, em Araquari, e começa a reduzir a operação a partir desta terça-feira, 24 de março.

Até quinta-feira, dia 26, estará totalmente parada. Ainda nesta terça-feira foram dispensadas pessoas que estão no grupo de risco de doenças crônicas. Já haviam sido dispensadas gestantes e pessoas com mais de 60 anos. As medidas de prevenção continuam em andamento.

Continental – Atenta à grave situação envolvendo o Coronavírus no Brasil e no mundo, a Continental reforça seu compromisso pela segurança e saúde de todos seus colaboradores e parceiros.

A crise originada pelo COVID-19 afeta ainda toda a cadeia produtiva do setor automotivo.

Assim, no esforço de minimizar os impactos aos nossos clientes e zelar pelo bem-estar de todos, a Continental informa que as atividades produtivas e administrativas serão suspensas por tempo determinado nas quatro unidades brasileiras, conforme as datas indicadas abaixo:

Guarulhos: 30 de março a dia 12 de abril
Itapevi: 30 de março a dia 12 de abril
Ponta Grossa: 30 de março a dia 12 de abril
Várzea Paulista: 30 de março a 14 de abril

A decisão e respectivas datas poderão ser reavaliadas, de acordo com os desdobramentos da pandemia. Apesar da situação crítica, a Continental está se empenhando para que as medidas de contingência tenham efeito mínimo no emprego e renda e espera que seja possível retornar às atividades em segurança o mais breve possível.

Ressalta-se que evitar aglomerações e permanecer em casa são comportamentos fundamentais para a contenção do vírus.

Moto Honda da Amazônia suspende a produção de motocicletas no Brasil – A Moto Honda comunica que as atividades produtivas em sua unidade fabril, localizada em Manaus (AM), serão suspensas a partir de 27 de março, em função dos impactos da pandemia do Covid-19.

O retorno é previsto para 13 de abril, podendo ser postergado para 20 de abril. A decisão prioriza a segurança e saúde das pessoas.

Os colaboradores diretamente envolvidos no processo produtivo entrarão em férias coletivas a partir de 30 de março. Entre os dias 27 e 30, as jornadas serão compensadas com a utilização do banco de horas.

A empresa também está direcionando o maior número possível de profissionais das áreas administrativas para férias coletivas ou regime de Home Office.

Para as atividades imprescindíveis, que não podem ser realizadas a distância, será mantido um contingente mínimo de colaboradores, com as medidas de prevenção recomendadas pelas autoridades para proteger as pessoas e conter a disseminação do vírus.

A Moto Honda seguirá acompanhando o cenário, bem como as orientações governamentais, unindo-se aos esforços coletivos para conter os avanços do Covid-19.

Dessa forma, contribui para que as condições de vida e da indústria de motocicletas, que vem registrando crescimento e investimentos, retornem com êxito à normalidade no menor tempo possível.

Stuttgart Porsche – Fechamento temporário – Conforme Decreto e seguindo as recomendações das autoridades sanitárias, a Stuttgart Porsche comunica o fechamento de todas suas unidades (São Paulo, Campinas, Ribeirão Preto, Porto Alegre, Florianópolis, Curitiba, Rio de Janeiro e Recife) para atendimento aos clientes, sem previsão de data para retorno.

A operação se mantém normalmente nos canais de atendimento não presenciais, pelos quais a Stuttgart Porsche continuará prestando suporte aos nossos clientes.

Atendimento e agendamento de serviços de oficina continuam sendo feitos mediante solicitação por telefone.

Para mais informações, os clientes podem entrar em contato com a Stuttgart Porsche São Paulo (Matriz) pelo telefone (11) 5644-6700 ou procurar o telefone da filial mais próxima pelo site www.stuttgartporsche.com.br.

Volkswagen – A Volkswagen do Brasil comunica suspensão de atividades de todas as suas unidades no País a partir do dia 23 de março de 2020 por três semanas.

A medida visa preservar a saúde de seus empregados e familiares em decorrência do avanço da COVID-19.

Até o dia 30 de março de 2020, os empregados da área administrativa continuam em trabalho remoto e os empregados da linha de produção em folgas administradas por banco de horas. A partir de 31 de março de 2020, os empregados estarão em férias coletivas por duas semanas. Ambas as medidas são parte das ferramentas de flexibilização previstas em Acordo Coletivo de Trabalho.

FCA anuncia paralisação temporária da produção nas plantas no Brasil – A Fiat Chrysler Automóveis (FCA) anuncia a diminuição gradual da produção em suas fábricas no Brasil (Betim-MG, Goiana-PE e Campo Largo-PR) a partir de 24 de março, com a paralisação total prevista para 30 de março. As atividades fabris serão retomadas em 21 de abril.

A continuidade da produção até a paralisação total se dará mediante as rigorosas medidas preventivas já adotadas para garantir a saúde e integridade dos funcionários.

A FCA anuncia também o adiamento imediato de todos os eventos e ações de produto (lançamentos, apresentações, cursos e treinamentos, etc.) previstos no Brasil. Os mesmos serão reagendados oportunamente.

Groupe PSA interromperá produção em Porto Real – Devido principalmente à aceleração observada recentemente nos casos de COVID-19 no Brasil, o Groupe PSA América Latina decidiu interromper a produção em sua fábrica de Porto Real, estado do Rio de Janeiro, de 23 de março a 21 de abril de 2020. A produção será então reiniciada dependendo da futura situação no país.

As equipes de gerenciamento da unidade implementarão estes procedimentos localmente, sendo todos conduzidos em coordenação com nossos parceiros sociais.

O Groupe PSA relembra que, até esse momento, a conformidade com as medidas de segurança em suas unidades, indo além das recomendações das autoridades de saúde, é a melhor proteção para conter a propagação do vírus.

Volvo decide dar férias coletivas na fábrica de Curitiba – O Grupo Volvo decidiu suspender a produção em Curitiba (PR) por quatro semanas, a partir de 30 de março.

A medida alcança os 3,7 mil funcionários que trabalham no complexo fabril da marca em Curitiba, onde são produzidos caminhões, ônibus, motores, caixas de câmbio e cabines.

Com isto, a empresa, seguindo as orientações das autoridades epidemiológicas, soma esforços com a sociedade para conter a velocidade de expansão do COVID-19.

A Volvo já vinha promovendo várias ações para diminuir o impacto da crise do Coronavírus, como o home office para os funcionários que poderiam trabalhar remotamente em casa.

Também já haviam sido canceladas viagens e participação em eventos, feita comunicação interna na fábrica, com orientação de distanciamento social e recomendações da área médica, além de colocado álcool gel em locais de circulação.

Ford suspende temporariamente a produção na América do Sul – A produção nas fábricas da Ford no Brasil e na Argentina serão temporariamente suspensas.

A decisão foi tomada em resposta ao crescente impacto do coronavírus na América do Sul
A ação adicional ajudará a reduzir o risco de disseminação do COVID-19, ao mesmo tempo em que maximiza a saúde dos negócios da empresa

A Ford irá suspender temporariamente a produção em suas fábricas no Brasil – Camaçari (BA), Taubaté (SP) e na unidade da Troller em Horizonte (CE) – e na fábrica de Pacheco, na Argentina, em resposta ao crescente impacto do coronavírus (COVID-19) na América do Sul.

A medida entra em vigor no Brasil em 23 de março e na Argentina no dia 25 de março, e tem como objetivo principal manter os funcionários em segurança e ajudar a limitar a propagação do vírus, além de ajustar os volumes de produção à redução na demanda dos consumidores gerada por essa situação sem precedentes.

Desde o início do surto do coronavírus, a Ford vem tomando todas as medidas possíveis para minimizar o impacto da doença, adotando o trabalho remoto (com exceção das funções críticas que não podem ser realizadas fora das instalações da empresa), limitando os visitantes nas fábricas e escritórios e aumentando a frequência da limpeza nas instalações, entre outras.

“A maior prioridade da Ford é sempre a segurança e o bem-estar de nossos funcionários e parceiros. Essa ação adicional ajudará a reduzir o risco de disseminação do COVID-19, ao mesmo tempo em que potencializa a saúde dos nossos negócios durante esse período desafiador para toda a economia”, afirma Lyle Watters, presidente da Ford América do Sul.

No Brasil, a suspensão temporária da produção nas unidades da Ford em Camaçari (BA) e Taubaté (SP), assim como na fábrica da Troller em Horizonte (CE), entra em vigor no dia 23 de março, com a retomada das atividades programada para 13 de abril.

Na Argentina, a produção na unidade de Pacheco será paralisada em 25 de março e as operações serão reativadas no dia 6 de abril.

“Em situações sem precedentes como esta, mais do que nunca é fundamental colocar nosso time em primeiro lugar”, acrescentou Watters. “Continuaremos trabalhando em estreita colaboração com os sindicatos e outros parceiros locais para explorar protocolos e procedimentos adicionais para ajudar a impedir a disseminação do vírus e definir novas práticas de trabalho para nossos planos de retorno das operações com base no que aprendemos”.

Medidas de prevenção ao Covid-19 adotadas pela Mercedes-Benz no Brasil:

· Pensando nos cuidados com todos os seus colaboradores e familiares e com o objetivo de prevenção ao Covid-19, a Mercedes-Benz adotará as seguintes medidas negociadas com sindicatos em todas as suas unidades no Brasil:

– Folgas debitadas em banco de horas nos dias 25, 26 e 27 de março, além de 20 de abril

– Férias coletivas durante 20 dias, de 30 de março a 19 de abril

– Previsto o retorno das atividades em 22 de abril, dependendo da situação do país

· Desde (18/3) até (24/3), a empresa realiza sua campanha de vacinação contra a gripe. A medida não tem relação direta com o coronavírus, mas ajuda a tranquilizar os colaboradores em casos de sintomas gripais;

· Serviços essenciais serão mantidos, com todos os cuidados necessários, a fim de atender os nossos clientes que possuem veículos em circulação;

· Com todas essas alternativas, a Mercedes-Benz entende que está contribuindo para que as pessoas evitem ao máximo a circulação, atendendo as orientações da Organização Mundial de Saúde (OMS);

· Estamos todos muito atentos em relação ao Covid-19 e atuando para preservar a saúde e o bem-estar da nossa população.

Toyota – Primeiramente, a Toyota oferece suas condolências a todos os que perderam entes queridos em todo o mundo desde o início desta pandemia, bem como se solidariza a quem foi afetado pelo surto de coronavírus.

Ao mesmo tempo, expressa sincero respeito aos profissionais de saúde e funcionários do governo que estão trabalhando dia e noite no combate desta pandemia.

Tomamos decisões com base na segurança de nossos funcionários e de outros stakeholders e em consideração às pessoas que atualmente lidam com esse surto, além de seguir as diretrizes das autoridades locais.

Nesse sentido, a Toyota do Brasil informa que suspenderá a produção de suas quatro plantas industriais no País a partir do dia 24 de março com retorno previsto para 06 de abril.

A paralisação se deve no sentido de atenuar os riscos à saúde de seus colaboradores e de seus familiares, evitando ao máximo aglomerações e circulação de pessoas, associada ao quadro de incerteza do mercado brasileiro no curto prazo, além das dificuldades na cadeia logística e de suprimentos, que devem se agravar nas próximas semanas.

As unidades industriais afetadas estão localizadas no Estado de São Paulo. São elas:

– São Bernardo do Campo – produção de peças de reposição e de motores;

– Sorocaba – produção dos modelos Etios e Yaris nas versões hatchback e sedã;

– Indaiatuba – produção do sedã médio Corolla;

– Porto Feliz – produção de motores para os modelos Etios, Yaris e Corolla (motor 2.0L Dynamic Force).

Processos que são importantes para a sociedade, como o fornecimento contínuo de peças de reposição para veículos, incluindo aqueles utilizados por órgãos públicos, continuarão normalmente.

Outras medidas – Desde o início do surto de coronavírus no Brasil, a Toyota já realizou uma série de ações com o intuito de alertar, orientar e atenuar os efeitos da pandemia em seus colaboradores e de seus familiares. Dentre elas, são:

• Guia de Saúde – material explicativo sobre o que é o COVID-19, como é transmitido, quais os sintomas e tratamentos, dicas de higiene etc.;

• Centros de Visitantes – os Centros de Visitantes localizados nas unidades de São Bernardo do Campo, Sorocaba e Indaiatuba estão fechados até o fim de março. Após esse mês, a situação será avaliada;

• Procedimentos para viagens – viagens em geral devem ser canceladas ou postergadas, bem como a de visitantes de executivos vindos de fora do Brasil;

• Trabalho remoto – a Toyota colocou em trabalho remoto o máximo de colaboradores das áreas administrativas possível, sendo obrigatório para pessoas de grupos de risco, como diabéticos, hipertensos, portadores de problemas cardíacos, asmáticos, gestantes, com mais de 60 anos e todos os imunocomprometidos.

A Toyota continuará a agir avaliando a situação momento a momento, seguindo as orientações das autoridades locais e, principalmente, colocando a saúde e o bem-estar de seus colaboradores e de seus familiares em primeiro lugar.

Renault – A Renault do Brasil informa que irá suspender a produção no Complexo Ayrton Senna, em São José dos Pinhais – PR, no período de 25 de março a 14 de abril de 2020 em função do crescente impacto do Coronavírus (Covid-19).

RENAULT ANTECIPA A SUSPENSÃO TEMPORÁRIA DA PRODUÇÃO – A Renault do Brasil antecipou para 23 de março a suspensão na produção do Complexo Ayrton Senna, em São José dos Pinhais (PR).

Inicialmente a parada das fábricas estava prevista para o dia 25 de março, mas em função da divulgação feita no dia 20 de março à noite pelo Ministério da Saúde que todo o território nacional está sob o status de transmissão comunitária do coronavírus (Covid-19), a data foi antecipada.

A decisão, que visa preservar a saúde dos seus 7.500 colaboradores e familiares, vai até 14 de abril. As medidas são parte das ferramentas de flexibilização previstas em Acordo Coletivo de Trabalho.

Desde o início da pandemia, a Renault está monitorando de perto a situação relacionada ao coronavírus, com aplicação das medidas alinhadas às orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e autoridades do Brasil.

Honda – A Honda Automóveis do Brasil comunica que, a partir da próxima quarta-feira, 25 de março, as atividades produtivas em Sumaré e Itirapina (SP) passarão por ajustes devido ao impacto da pandemia do Covid-19.

A empresa irá suspender a produção por 20 dias, a partir de 25 de março, com retorno previsto para 14 de abril, podendo ser postergado para 27 de abril. A retomada da produção dependerá das orientações dos governos federal e estadual, das condições de segurança dos colaboradores e dos impactos da pandemia no mercado de automóveis.

Durante esse período, os colaboradores envolvidos diretamente no processo produtivo entrarão em férias coletivas. Para os colaboradores que desempenham atividades administrativas vem sendo adotado o regime de Home Office. Para funções em que não é possível o trabalho remoto, está sendo praticado o escalonamento da equipe.

Em relação à planta de motocicletas, localizada em Manaus (AM), no momento, as atividades produtivas seguem operando, com medidas adicionais de prevenção. A parada da produção é uma alternativa em avaliação, em resposta ao provável avanço na disseminação do vírus no estado do Amazonas.

A Honda está, a cada momento, revisando as contramedidas em resposta aos desafios impostos pelo avanço do Covid-19, priorizando a segurança e saúde das pessoas, a conformidade às diretrizes governamentais para conter o avanço da pandemia e a sustentabilidade dos negócios.

BMW Group Brasil dará férias coletivas na fábrica de Araquari – O BMW Group Brasil anuncia a suspensão temporária da planta de Araquari, em Santa Catarina, a partir do dia 30 de março. O retorno das atividades é previsto para 22 de abril.

A medida é uma ação extra na contingência para proteger seus colaboradores, com o avanço do COVID-19.

Antes disso, para aumentar a proteção dos colaboradores, as áreas administrativas já praticavam home-office, viagens estavam canceladas assim como o programa de visitas para clientes.

Os funcionários que convivem com pessoas em situação de risco também já estavam afastados.

A fábrica segue operando normalmente até dia 30, com todas as práticas de saúde e segurança, dentre elas o aumento da higienização dos ônibus de transporte de colaboradores, que são de uso exclusivo da empresa, recomendação de espaçamento de um metro e meio entre as pessoas, além do fechamento da lanchonete e outras áreas para evitar aglomeração.

A diretoria segue reunida diariamente para tomar as medidas necessárias de proteção aos funcionários e ao negócio assim como diariamente são levadas novas informações de saúde e segurança para todos os colaboradores.

A companhia ressalta ainda que não há problemas com o fornecimento de peças ou processos de logística e que todos os projetos previstos este ano para a fábrica de Araquari serão mantidos. A empresa espera recuperar os dias de produção no terceiro e quarto trimestres.

“Quero agradecer muito ao nosso time por seguir operando com segurança, dedicação e superando as nossas necessidades” afirma Mathias Hofmann, Diretor Geral da fábrica do BMW Group em Araquari. “Além de proteger nossos colaboradores, estamos nos preparando para o que virá após esta crise, com retomada das atividades e mercado”.

A produção de motocicletas em Manaus também tem reuniões diárias da diretoria e ações de contingência específicas, considerando a realidade local. Eventuais detalhes serão informados oportunamente. Até lá, todas as medidas unificadas de saúde e segurança do BMW Group Brasil seguirão sendo aplicadas.

Jaguar Land Rover – Seguindo as diretrizes do Ministério da Saúde e da OMS (Organização Mundial da Saúde) para evitar a disseminação do COVID-19 (novo Coronavírus), a Jaguar Land Rover suspenderá temporariamente a produção de veículos em sua fábrica localizada em Itatiaia (RJ) a partir de 25 de março, com retorno programado para 27 de abril.

As áreas administrativas estarão em home office e as áreas ligadas à produção seguem o regime de banco de horas.

Com o objetivo de manter os funcionários em segurança e ajudar a limitar a propagação do vírus, a empresa já adota medidas de precaução desde o dia 2 de março, limitando os visitantes na fábrica e nos escritórios.

Desde 16 de março, os funcionários da fábrica que fazem parte do grupo de risco (acima de 60 anos) ou que possuem problemas de saúde foram instruídos a seguir o regime de home office.

O escritório administrativo em São Paulo (SP) e Rio de Janeiro (RJ) também adotaram o trabalho remoto na mesma data.

Pirelli suspende produção na América do Sul – A Pirelli, tendo em vista a emergência relativa a Covid19, a significativa queda da demanda do setor automotivo e a necessidade de reduzir a transmissão do vírus na população, anuncia a parada temporária da fábrica da Argentina a partir de hoje e das três unidades produtivas do Brasil a partir de 23 de março.

O fornecimento aos clientes, no entanto, continuará com a utilização do estoque disponível.

A Pirelli está em constante monitoramento da situação para definir quando a produção possa recomeçar e, durante este período, os funcionários da empresa estarão em férias coletivas. Os serviços necessários para o funcionamento mínimo da companhia serão mantidos.

A prioridade total da Pirelli é a saúde de seus funcionários e famílias, a empresa está monitorando constantemente a evolução da situação e está pronta a adotar qualquer outra medida que se faça necessária.

INTERNACIONAIS – São muitas às fábricas com atividades suspensas pelo mundo.

Porsche suspende produção devido ao coronavírus – Stuttgart. A partir da próxima semana, a Porsche vai suspender a produção por um período inicial de duas semanas.

Ao tomar essa atitude, a fabricante de carros esportivos responde à significante aceleração no índice de contaminação causado pelo coronavírus e às consequentes medidas implementadas pelas autoridades competentes.

Além da proteção primária à força de trabalho, gargalos nas cadeias de proteção globais não estão permitindo mais manter uma produção organizada. Ao mesmo tempo, a Porsche está se preparando para um declínio na demanda e garantindo sua força financeira através dessas decisões.

A fábrica principal, em Zuffenhausen, e a instalação de produção em Leipzig serão fechadas a partir de sábado (21 de março de 2020). Essas medidas foram tomadas como parte de um processo organizado e em estreita colaboração com o conselho de trabalhadores.

“Com essas medidas, nossa empresa contribui para a proteção da força de trabalho e a redução da propagação do coronavírus. As consequências reais ainda não são previsíveis. Portanto, ainda é muito cedo para previsões. O que está claro é que 2020 será um ano desafiador”, afirmou Oliver Blume, presidente do comitê executivo da Porsche AG. “Só iremos superar a pandemia unidos e através de medidas rigorosas.”

Ante esse cenário, a Porsche está cumprindo suas responsabilidades empresariais e social e parando a produção. A situação será monitorada continuamente. Além de suspender a produção, a Porsche decidiu tomar algumas medidas importantes: o cancelamento de viagens de negócios, por exemplo. O ‘trabalho à distância” foi bastante ampliado e reuniões só acontecerão agora através de vídeo ou teleconferência.

Publicado em: 20 de mar de 2020 às 09:33
Sendo atualizada constantemente.

- Publicidade - Mercedes-Benz