Confira 4 cuidados para instalar uma bobina de ignição

A bobina de ignição é um dos componentes do sistema de ignição formado por dois enrolamentos de fios, primário e secundário.

Sua função é transformar a voltagem da bateria em alta tensão, que será enviada às velas, iniciando a queima da mistura ar-combustível.

Para instalá-la, o Técnico da Magnetron, Paulo Henrique Lima Goedert, afirma que é preciso tomar alguns cuidados, confira!

Em bobinas com dois cabos de ligação, deve-se ficar atento a posição, para que a peça não fique invertida;

Quando há apenas um cabo de ligação, deve-se lixar o local no qual o item é fixado para que se tenha um melhor aterramento;

É preciso sempre conferir se os conectores não estão oxidados;

No momento de rosquear o cachimbo, é necessário cuidar da posição, para que não corra o risco de ser rosqueado fora do cabo.

Para a troca, além dos cuidados já citados, basta apenas desrosquear dois parafusos e a bobina de ignição já estará pronta para ser substituída.

Assim como outros itens que compõem uma motocicleta, a peça em questão também tem tempo de vida útil.

As falhas podem ser percebidas de diferentes formas e em diversas situações, como por exemplo quando a moto está falhando, neste caso, pode-se dizer que o cabo está oxidado, dificultando a passagem da tensão; ou quando há choques em dias de chuva, em que o cabo pode estar ressecado, fazendo com que a tensão não seja conduzida por completo até a vela de ignição; ou, então, quando ocorre falta de centelha, que indica que o item está interrompido.

Sobre a hora certa para trocá-la, Goedert orienta que, em revisões, seja feita a remoção de oxidações e a verificação das condições do cabo de vela.

“Se houver algum problema no qual a centelha esteja comprometida, está na hora de realizar a troca”, explica.

Ele ainda alerta que podem ocorrer falhas de ignição e que, em algumas situações, o motor pode parar de funcionar, caso o processo não seja realizado.

Além disso, o item conta com diversas qualidades e benefícios, como: o isolante – uma capa que evita fuga da alta tensão gerada; um núcleo laminado e isolado – que reduz o aquecimento e aumenta a eficiência da peça; um acabamento compatível com o padrão original – que facilita a instalação da bobina; uma instalação plug and play – que não necessita de adaptações nos conectores e furações, entre outros.

A DPK, distribuidora de peças automotivas, trabalha com bobinas de ignição da Magnetron.

“Nossa missão é entender as necessidades do mercado e oferecer soluções com a garantia de que tudo que é comercializado é original e possui garantia do fabricante”, destaca Armando Diniz, Diretor de Negócios da DPK.

- Publicidade - Cursos Mecânica Online®