terça-feira, 20 fevereiro , 2024
28 C
Recife

Comandos no bloco e cabeçote

- Advertisement -

Os pistões são dotados de aros ou segmentos de vedação, conhecidos como anéis, que asseguram um fechamento hermético nas paredes dos cilindros. Já as bielas em conexão com o virabrequim e com o eixo do pistão incorporam metal antifricção, lubrificados sob pressão de óleo.

O sistema que regula a entrada da mistura ar-combustível e a saída dos gases resultantes da combustão denomina-se distribuição.

As válvulas de admissão e de escape devem abrir e fechar no momento correto, de acordo com o curso do ciclo do motor. Elas são acionadas pelos tuchos, que, por sua vez, são movidos pelos excêntricos da árvore do comando de válvulas.

- Advertisement -

Nos motores com árvore de comando no bloco, os tuchos acionam as válvulas por meio de varetas que atuam sobre os balancins (pequenas alavancas que transmitem finalmente o movimento dos tuchos às válvulas).

Já nos motores com árvore de comando no cabeçote, os tuchos em contato com os excêntricos acionam as válvulas diretamente, dispensando desta forma as varetas. Em ambos os casos, porém, o comando é movimentado pelo virabrequim por meio de uma corrente ou correia sincronizadora (dentada) com a metade da velocidade do virabrequim.

Antigos – Os motores de concepção mais antiga, com válvulas de admissão e de escape no bloco, eram classificados como de baixa rotação.
Neste caso, a manutenção (regulagem das válvulas) era mais complicada em razão da dificuldade de acesso aos seus componentes.

- Advertisement -

Numa segunda etapa, vieram os propulsores com as válvulas no cabeçote e acionamento da distribuição por árvore de comando no bloco movido por meio de engrenagens ou de corrente e o comando de válvulas por varetas de balancins. Este tipo de motor permaneceu no mercado por um tempo relativamente longo, até alguns anos atrás.

Na fase atual, composta portanto por motores tecnologicameante mais modernos, a maioria dos fabricantes optou pela correia sincronizadora e por tuchos hidráulicos (ou tuchos com pastilhas de regulagem). A vantagem desse sistema é que ele não exige mais manutenção por parte do motorista, uma vez que a regulagem passou a ser automática.

Matérias relacionadas

Mais recentes

Destaques Mecânica Online

Avaliação MecOn

Lançamentos