terça-feira, 20 fevereiro , 2024
28 C
Recife

Vendas da Audi até setembro encostam nos números de 2014

- Advertisement -

A Audi do Brasil segue com bom desempenho de vendas no país. No último mês, foram 1.433 unidades emplacadas, volume 34,5% maior do que o registrado no mesmo período no ano passado e o melhor setembro da história da marca.

Já no acumulado, o crescimento foi de 39,6% sobre 2014, totalizando 12.438 veículos comercializados, volume próximo ao total das vendas alcançado pela Audi em 2014.

 No ranking do segmento, a Audi teve dois de seus modelos, o A3 Sedan e o Q3 ( 170 e 150 cv), no top três de vendas de veículos premium mais vendidos no país até setembro.

- Advertisement -

“Apesar dos grandes desafios vividos pela economia brasileira, seguimos investindo e mantendo nosso crescimento sólido no país. Isso é reflexo da nossa estratégia 360 graus, que abarca não só as frentes de vendas e novos produtos, mas a ampliação da nossa capilaridade no Brasil, com a abertura de novas concessionárias, investimentos importantes em pós-vendas e em marketing. Com esse plano de longo prazo, avançaremos de forma sustentável em direção a nossa meta de 30 mil carros por ano até 2020”, afirma Jörg Hofmann, presidente e CEO da Audi do Brasil.

Até o fechamento de 2015, a Audi irá apresentar mais novidades para o mercado nacional, como os novos A1 e a chegada, em novembro, do A3 Sedan 1.4 TFSI Flex, que começa a ser produzido neste mês em São José dos Pinhais, no Paraná.

Na linha também serão fabricados o A3 com motorização 2.0, que chega às concessionárias em janeiro de 2016, e o Q3, previsto para ser lançado em abril do ano que vem.

- Advertisement -

Nos próximos meses, a Audi também se prepara para inaugurar revendas no ABC Paulista e na capital de São Paulo. A montadora fechará 2015 com 50 concessionárias no Brasil e já está presente em todas as regiões.

Até o fechamento do ano, a marca também apresentará novidades em marketing, com uma nova estratégia para as plataformas digitais e gestão de relacionamento com os clientes.

Outra frente é o pós-vendas, com aportes de R$ 12 milhões até 2016. O novo Centro de Treinamentos, por exemplo, que recebeu investimentos e foi  inaugurado neste ano na capital paulista, é quatro vezes maior que o espaço anterior, e capacita funcionários de vendas e técnicos dos concessionários.

Já o Centro de Suporte Técnico, que agora tem base no Brasil, conta com uma equipe de engenheiros para oferecer suporte avançado aos mercados da América Latina, englobando um total de 29 países. Também em pós-vendas está a expansão da capacidade de armazenamento em 117% do Centro de Distribuição e Peças, na cidade de Jundiaí, em SP.

Matérias relacionadas

Mais recentes

Destaques Mecânica Online

Avaliação MecOn

Lançamentos