terça-feira, 20 fevereiro , 2024
28 C
Recife

Aprove Diesel participa de audiência pública para discussão da liberação de veículos leves movidos a diesel no Brasil

- Advertisement -

A Aliança Pró-Veículos (Aprove) Diesel, organização sem fins lucrativos, foi convidada a participar da primeira audiência publica da recém-formada Comissão Especial pra discussão da liberação da produção e comercialização dos carros de passeio movidos a Diesel, em Brasília.

A comissão, estabelecida oficialmente em setembro, é formada por integrantes indicados por lideranças de partidos com o objetivo de emitir um parecer único com todos os interesses envolvidos e é presidida pelo deputado Expedito Netto, do partido Solidariedade de Rondônia.

Na audiência, realizada ontem, estavam presentes na mesa diretora, além do presidente da comissão, Mario Massagardi, presidente da Aprove Diesel, Luiz Moan, presidente da Anfavea e o diretor de assuntos governamentais da Volkswagen do Brasil, Antônio Megale.

- Advertisement -

O representante da Aprove deu inicio às apresentações mostrando que não existem justificativas para este tipo de proibição no Brasil, além de apresentar os benefícios ambientais, econômicos e sociais que a liberação pode trazer ao país. “A futura demanda de investimentos em novos motores, a criação de empregos qualificados na indústria e a ocupação da capacidade livre atualmente existente na indústria do biodiesel seriam os principais benefícios, dentre outros.”

Na sequência foi a vez do representante da Anfavea se pronunciar. A associação reconheceu que a eficiência energética dos motores diesel modernos é superior à da gasolina.

A entidade que reúne quase 30 montadoras instaladas industrialmente no Brasil se posicionou no passado contra a liberação do diesel para carros, mas deu também a importante notícia de que recentemente convocou o trabalho de comissões internas para reestudar seu posicionamento, cujo resultado deve ser apresentado em dois ou três meses.

- Advertisement -

Para os representantes das montadoras, investir nesse tipo de motor seria uma mudança radical nos rumos dos investimentos das empresas do setor.

Nos últimos anos, incentivadas pelo governo, as montadoras investiram grande volume de recursos no desenvolvimento de tecnologia nacional no etanol e nos carros modelo flex.

Em face disso, consideram que a liberação dos carros a diesel, se uma vez aprovada, deveria levar em consideração tempo suficiente para as empresas adequarem seus investimentos e cadeias produtivas.

Após as apresentações, os deputados puderam tirar suas dúvidas com os executivos que faziam parte da mesa diretora.

Estão previstas novas reuniões para discussão do tema, o que deve incluir novas audiências públicas. “A evolução das discussões sobre o tema Diesel está indo muito bem. O importante é que seja dado aos parlamentares o conhecimento que muitos brasileiros querem exercer seu direito de escolha, e que, em especial aqueles que usam seu carro profissionalmente, se beneficiariam em muito da economia e desempenho dos carros a diesel”, define Mario Massagardi, presidente da Aliança.

A Aprove Diesel foi lançada em agosto de 2013, com o objetivo de tornar-se fonte de disseminação de informações confiáveis sobre as vantagens econômicas e sobre a conformidade ambiental dos modernos carros a diesel.

Matérias relacionadas

Mais recentes

Destaques Mecânica Online

Avaliação MecOn

Lançamentos