quinta-feira, 22 fevereiro , 2024
28 C
Recife

Quero ser campeão da Truck com vitória, diz Totti. Vou para o tudo ou nada, diz Giaffone

- Advertisement -

Líder do Campeonato Brasileiro da Fórmula Truck, Leandro Totti pode conquistar duas vitórias em Londrina, no dia 6 de dezembro, quando será disputada a décima e decisiva etapa da mais popular categoria do automobilismo da América do Sul. Morador da cidade do Norte paranaense, a pista é uma das três do calendário de 2015 onde ele nunca venceu (as outras são Velopark e Santa Cruz do Sul).

Mas, mais do que ganhar em casa, ele quer conquistar seu terceiro título nacional. Totti já se sagrou campeão em 2012 e 2014. No entanto, confessa que terá de lidar com a natural pressão por correr na cidade onde reside e pela ausência de primeiros lugares em Londrina.

“Será difícil decidir em casa, pois não tenho um bom currículo em Londrina, onde nunca ganhei. Bati na trave várias vezes e aqui em casa até na classificação as coisas ficam difíceis para mim. Se já é difícil correr uma etapa normal, imagine uma final, com três fortes candidatos brigando pelo título? Mas eu quero ganhar. Meu sonho é vencer em Londrina. Quero ser campeão da Truck com vitória”, disse Totti, um piloto conhecido pelo arrojo e determinação dentro da pista.

- Advertisement -

Ele sabe que terá grandes dificuldades, pois tem 10 pontos de vantagem para o vice-líder Paulo Salustiano (327 a 317) e 11 para seu companheiro de equipe o tricampeão Felipe Giaffone, que tem 316 pontos e ocupa o terceiro lugar na classificação geral. Como em todas as outras etapas, estarão em disputa 53 pontos. O primeiro lugar nas duas fases dá 25 pontos ao vencedor (total de 50), além de um ponto pela pole e mais um pela melhor volta em cada fase.

“Tenho de trabalhar muito bem minha cabeça, principalmente na semana da finalíssima, pois tem muita pressão dos amigos pela vitória em casa. Se der para ganhar, é claro que vou ganhar e vou para a pista pensando nisso. Depois que estiver na frente, passo a pensar no título”, disse o atual campeão da Fórmula Truck.

Como previsto no regulamento, os três primeiros, que utilizaram o restritor de potência em todas as corridas depois da abertura em Caruaru (Pernambuco), não usarão na decisão. Mas esse detalhe, para Totti, não fará diferença na briga pelo título:

- Advertisement -

“Com os três usando o restritor a briga já estava grande e mantivemos a frente. Agora, acredito que o que vai mudar será a diferença maior para o quarto colocado. Entre os três que lutam pelo título será a pauleira de sempre! Sei que estão ligadas, mas para mim a vitória em Londrina é mais importante do que o próprio campeonato”, disse o piloto do caminhão Volkswagen Constellation da RM Competições.

Truck: Vou para o tudo ou nada, diz Felipe Giaffone

Terceiro colocado na classificação geral do Campeonato Brasileiro da Fórmula Truck, Felipe Giaffone reconhece grandes dificuldades para se sagrar tetracampeão da mais popular categoria do automobilismo da América do Sul. Experiente, ele sabe que na última corrida da temporada, dia 6 de dezembro no Autódromo Ayrton Senna, em Londrina, precisará vencer e ainda contar com a sorte de seus dois diretos adversários (o líder Leandro Totti e o vice-líder Paulo Salustiano) não terem bons resultados nos 3.145 metros do traçado no Norte do Paraná.

“Assim como falei em Cascavel, novamente não tenho muito o que pensar. De novo vou para o tudo ou nada! De verdade, não fiz as contas, pois são muitas as possibilidades e, além de dar tudo certo para mim, ainda tenho de contar com a sorte. Com isso, como minhas chances são pequenas e minha pressão é zero, como em Cascavel!”, analisa Giaffone.

Apesar de ser o maior vitorioso nesta temporada, com quatro primeiros lugares, Felipe Giaffone teve vários problemas e, por isso, não está mais na frente e próximo de Totti, seu companheiro na RM Competições. No entanto, ele destaca que sua temporada tem sido muito boa e sua equipe tem lhe dado um bom caminhão Volkswagen Constellation nas mãos.

“Não é fácil ganhar. Tenho um caminhão bom e este é meu melhor ano na Fórmula Truck. É a temporada em que mais ganhei até agora. Foram quatro vitórias, dois segundos lugares. O que me faltou foi justamente a regularidade, que é a marca do regulamento deste ano. 2015 é, disparadamente, meu melhor ano na Truck. Vou batalhar, mas mesmo que não saia campeão de Londrina, encerro o ano contente, pois meu maior prazer é ter condições de brigar por vitórias. Esse foi um dos motivos que deixei as provas nos Estados Unidos.”, avalia Felipe numa referência à sua carreira em monopostos na Fórmula Indy, nos Estados Unidos.

Apesar de se mostrar disposto a buscar única e tão somente a vitória, Felipe Giaffone diz que, dependendo do andamento da corrida do dia 6 de dezembro, pode até começar a fazer contas para buscar seu quarto título da mais popular categoria continental.

“Se, de repente, der uma zebra no começo e eu não precisar mais do primeiro lugar para ser campeão, até posso fazer algumas contas. Nesse caso tudo mudaria completamente. Venci em Londrina e tenho um bom retrospecto na pista e vou bem relaxado para a corrida. Quem está na frente é que tem tudo a perder e, naturalmente, fica mais apreensivo. Como estou em terceiro e tenho menos chances, minha pressão é zero! Além do mais, naturalmente não sou muito estressado. Já gastei tudo o que tinha na época do kart e na Indy”, brinca o campeão de 2007, 2009 e 2011.

Como nesta última corrida do ano os três primeiros colocados estarão liberados de usar o restritor de potência (aparato foi utilizado desde a segunda etapa do ano, em Campo Grande) Felipe diz que a corrida do dia 6 de dezembro tem tudo para ser emocionante para os pilotos e para o público de Londrina e região que acompanhará a prova ao vivo no Autódromo Ayrton Senna.

“Se fosse na Fórmula 1 o Totti teria 90% de chances de ser campeão, pois eles batem pouco, os resultados são mais previsíveis. Já na Truck a imprevisibilidade é bem maior em todos os aspectos, pois temos chances de quebras, já que os caminhões andam no limite, temos chances de acidentes. Então digo que ele tem entre 30% e 40% de chance de ser campeão”, completa Giaffone.

Venda de ingressos

Lançado nesta temporada, o Camarote Kit Torcedor será vendido pela primeira vez em Londrina e se tornou mais uma opção de ingresso para os fãs da Fórmula Truck acompanharem a corrida do dia 6 de dezembro, a última da temporada, no Autódromo Ayrton Senna. O ticket dará direito a ver a prova de local reservado situado na área de box, com alimentação no domingo (veja mais informações abaixo) e um kit composto por uma camiseta personalizada silkada e um boné bordado da Fórmula Truck. Essa nova credencial também permite participar do Truck Teste, na manhã do domingo, além de acompanhar todos os treinos de sexta e sábado. Esta novidade e todos os outros tipos de ingressos (arquibancadas, Paddock e VIP) já podem ser comprados no site da loja da mais popular categoria do automobilismo da América do Sul: www.lojaformulatruck.com.br/loja.

As vendas pelo site se encerram na sexta-feira, dia 4 de dezembro. Para acompanhar todos os treinos de sexta e sábado e a corrida das arquibancadas o preço é de R$ 35 – com direito a um boné oficial da F-Truck e à visitação aos boxes no sábado à tarde. Quem optar por comprar os tickets de arquibancadas nas bilheterias do autódromo nos dias 4 e 5 de dezembro (sexta e sábado) ainda ganha o boné, diferentemente dos que adquirirem somente no domingo (dia 6 de dezembro), que não receberão.

Os ingressos de arquibancadas comprados pelo site devem ser retirados na bilheteria a partir das sexta-feira, dia 4 de dezembro, mesma data para a retirada das credenciais (Paddock ou VIP), mas no contêiner de credenciamento. Os ingressos de arquibancada dão direito à visitação aos boxes somente no sábado no horário determinado pela organização: das 10h30 às 13h30. Mais informações podem ser obtidas no site oficial da Fórmula Truck (www.formulatruck.com.br).

O bilhete de Paddock, ao preço de R$ 160, dá direito de acompanhar treinos e corrida de um local reservado pela organização próximo à área dos boxes, mas sem alimentação. No entanto, no domingo antes da prova, esse bilhete dá acesso à visitação aos boxes, somente para maiores de 16 anos. Além de tudo isso, a cada três ingressos de Paddock adquiridos se recebe uma credencial de estacionamento gratuito na parte interna do autódromo.

A credencial Camarote Torcedor custa R$ 350 e dá direito a ver os treinos de sexta e sábado, à visitação aos boxes todos os dias e de acompanhar a corrida de domingo de um local reservado na área de box, com alimentação limitada, além de receber o Kit Torcedor, que inclui uma camiseta silkada personalizada e um boné bordado. O dono da credencial Camarote Torcedor também pode participar do Truck Teste no domingo (6/12) pela manhã, único dia em que serão servidas alimentação e bebidas de acordo com o estabelecido: mesa de snacks à vontade (batata chips, mix de castanha, amendoins, jujuba) 6 vales bebidas (cerveja lata marca Crystal ou refrigerante lata (linha Coca-Cola/água) 5 vales espetinho (carne/frango/linguiça/coração e pãozinho para acompanhar) 2 vales cachorro quente, além de sobremesa, que será servida na mesa de snacks antes do fim do evento. Todas as comidas e bebidas serão servidas dentro do Camarote Torcedor. Cada três credenciais adquiridas darão direito a uma credencial de estacionamento de veículo na área interna do Autódromo.

A credencial VIP, cujo preço é de R$ 660, dá ao portador acesso ao Camarote VIP da Fórmula Truck, com serviço de buffet incluso somente no domingo (6/12), além de participar da visitação aos boxes. A cada três ingressos VIP adquiridos o comprador tem direito a uma credencial de estacionamento numa área especialmente reservada. As credenciais de Paddock e VIPs podem ser pagas com cartão de crédito ou dinheiro. Tanto em treinos quanto na corrida é obrigatório o uso das credenciais, que devem estar penduradas no pescoço.

Seja nos pontos de venda, situados nos postos Petrobras e revendas Bridgestone da região – os locais serão divulgados em breve – ou nas bilheterias do autódromo, a única forma de pagamento é em dinheiro. Para ter direito à meia-entrada, que é vendida somente na bilheteria do autódromo, é preciso apresentar a Carteira de Identificação Estudantil, dentro do prazo de validade, junto com documento de identidade oficial. Terão direito à entrada gratuita na arquibancada, Portadores de Necessidades Especiais (PNE), menores de oito anos, desde que acompanhados dos pais ou responsáveis, portando documentos, e idosos acima dos 60 anos, com Carteira de Identidade. A retirada dos ingressos tem de ser feita somente na bilheteria do autódromo.

É proibido entrar nas arquibancadas portando garrafas e copos de vidro.

Caminhões de brinquedo

Para alegrar ainda mais a garotada de Londrina e região, a Fórmula Truck apresenta aos minitorcedores os caminhões de brinquedo. Lançados nesta temporada, são fabricados em plástico e possuem detalhes para a meninada se divertir. A venda na loja oficial da Fórmula Truck, situada dentro do autódromo, começa sexta-feira às 9 horas e se encerra domingo à tarde. São várias e coloridas miniaturas, todas com 33,5 centímetros de comprimento, 18 cm de altura e 16 de largura. O principal objetivo é dar diversão às crianças, pois o minicaminhão é uma cópia fiel daqueles que no domingo estarão na pista. Estão à venda o caminhão 55 de Paulo Salustiano, vice-líder do campeonato e um dos que brigam pelo título, o 6 do tetracampeão Wellington Cirino e o 333 de Alex Fabiano. Quem é fã da mais popular categoria do automobilismo da América do Sul não pode perder! O preço é R$ 49,90.

Mais informações podem ser obtidas pelo email: ingressos@formulatruck.com.br
Twitter: @Formula_Truck ou pelo telefone: (13) 3299-1144

Matérias relacionadas

Mais recentes

Destaques Mecânica Online

Avaliação MecOn

Lançamentos