quinta-feira, 20 junho , 2024
28 C
Recife

DSM revela o Stanyl HGR1, para diminuir a fricção no torque de sistemas de motores automotivos

A Royal DSM, empresa global baseada em ciências ativas nas áreas da saúde, nutrição e materiais, lançou um material inovador de alto desempenho com base na Stanyl® poliamida 4.6. Este novo material, o Stanyl HGR1, reduz o   atrito nos motores, sendo que os  OEMs terão à sua disposição uma solução muito eficiente para a  redução do consumo de combustível.

- Publicidade -

Os fabricantes de automóveis enfrentam constamentemente o desafio de melhorar o torque de  seus motores e por consequência, do consumo de combustível – sem que haja  perda de desempenho mecânico. (Torque é a propensão de uma determinada força de girar um objeto em volta de seu eixo, o que em motores, está intimamente ligado à cavalos de força).

Os fabricantes buscam sempre reduzir a fricção do torque com o objetivo de reduzir o esforço do motor  e portanto o consumo de combustível sem perder a performance mecânica – quando uma força negativa é gerada ao rodar um objeto emcima de outra superfície.

Parte do atrito do torque aumenta  nos sistemas de sincronização de motores quando uma correia se move sobre o elemento que a mantém tensionada.

Este tensionador de correia é normalmente moldado, por injeção, em poliamida 66, e este material está sendo regularmente substituído pelo Stanyl PA4.6, da DSM, devido ao seu alto desempenho, tanto por suas propriedades mecânicas, quanto em relação a suas características friccionais e de desgaste.

- Publicidade -

A DSM continuou a investir em  melhorar  as propriedades do Stanyl PA 4.6 para utilização em tensionadores de correias. O Stanyl HGR1 e  a próxima geração, Stanyl HGR2, que será apresentado em breve,  são avanços na  redução de fricção.

Uma grande quantidade de testes  tem provado que tensionadores de correias fabricados com  Stanyl HGR1 geram  um torque friccional mais baixo do que qualquer outro material em velocidades relativamente baixas, do ponto morto a 1800 rpm. O HGR1 também apresentou bom desempenho em velocidades de cruzeiro.

“Ao substituir o PA66 pelo  Stanyl HGR1 nas superfícies de contato das correias, o torque de atrito pode ser reduzido em até 0,65 Nm” afirma Bill Burnham, gerente de desenvolvimento de negócios da DSM. “Isto significa uma melhoria na eficiência do gasto de  combustível de uma milha por galão (mais de 0,4 km/L) a cada ciclo; este é um número muito significativo!” Em relação ao PA66, o Stanyl HGR1 obteve um torque de atrito 10% menor dentro da faixa de velocidade crítica do motor, entre 650 e 1800 rpm.”

O Stanyl HGR1 poliamida 4.6 já fez sua estréia no mercado na última versão do motor Pentastar V6, fabricado pela Fiat Chrysler America (FCA) e usado em diversos veículos. Este novo material reduz o torque de atrito no sistema de sincronização do motor Pentastar, auxiliando na redução de consumo de combustível gerando uma relação custoxbenefício  positiva”.

Matérias relacionadas

Clínica de Serviços Chevrolet

Mais recentes

Ofertas Peugeot 208

Destaques Mecânica Online

Fiat Toro

Avaliação MecOn

SACHS - Versátil, abrangente e convincente