quinta-feira, 18 abril , 2024
28 C
Recife

CESVI Brasil desvenda o mito da hora certa de trocar a bateria

A medida que a tecnologia automotiva avança e traz cada vez mais comodidade ao motorista, aumenta também a quantidade de itens eletrônicos embarcados no veículo e, por consequência, cresce a importância da bateria.

- Publicidade -

Segundo o CESVI BRASIL (Centro de Experimentação e Segurança Viária) apesar de passar despercebida, a bateria tem um papel fundamental no bom funcionamento dos itens eletroeletrônicos do carro trava das portas, acionamento das janelas, ar-condicionado, kit de mídia, entre outros.

De acordo com o superintendente técnico do CESVI, Emerson Feliciano, antes de fazer qualquer alteração ou substituição na bateria do veículo, é fundamental checar e consultar as indicações do equipamento original presente no manual do proprietário.

- Publicidade -

“As baterias, mesmo que originais (vem com o veículo) tem a vida útil de dois ou três anos. Contudo, algumas podem durar mais ou menos tempo, dependendo exclusivamente da sua rotina e do uso do veículo”.

Cuidados com a bateria-Segundo o especialista, existem alguns cuidados básicos que o motorista pode ter que amenizam o consumo em excesso da bateria.

“Carros que ficam parados por muito tempo tendem a esgotar a bateria com mais facilidade. Por isso, é indicado que seja dada partida nele a cada 15 dias, e deixe-o funcionando por uns 5 minutos, a fim de dar uma carga adicional e movimentar o conjunto mecânico”, explica Feliciano.

- Publicidade -

Outra ação que aumenta o consumo da bateria é a instalação de alarmes (não originais de fábrica) que esgotam rapidamente a vida útil da bateria.

Por isso, antes de acrescentar qualquer item eletrônico no veículo certifique-se de que não irá trazer prejuízos a médio e longo prazo.

Por fim, o especialista lembra que o condutor deve estar atento a luz de aquecimento do motor no painel.

“Outra dica para os motoristas preservarem a bateria é manter o reservatório de partida a frio, sempre cheio e abastecido com gasolina premium, já que ela tem um prazo de validade de aproximadamente 12 meses, enquanto a convencional vence em apenas três meses. Essa medida diminui o desgaste da bateria ao ligar o veículo, principalmente em dias frios”, comenta.

Como trocar a bateria-Inicialmente, é indicado que o motorista procure o auxílio de um mecânico especializado para realizar essa substituição ou até mesmo acione o seguro para ter garantias de que a bateria será colocada corretamente.

Contudo, se não houver nenhuma dessas duas possibilidades, o CESVI Brasil reuniu um passo a passo sobre como trocar a bateria:

O primeiro passo para a troca é soltar o sistema de fixação da bateria com a carroceria do veículo.

É importante lembrar que itens como códigos de programação de rádio e relógio podem ser desconfigurados ao retirar o equipamento.

Para evitar surpresas desagradáveis, verifique o lado da polaridade da bateria.

O símbolo positivo “+” e negativo “-” indicam a polaridade da bateria que deve ser verificada para encaixe correto dos cabos.

Na hora de retirar a bateria, desconecte primeiro o pólo NEGATIVO (-), para então desconectar o pólo positivo (+).

Com a nova bateria em mãos, retire a embalagem plástica e atente-se para não inverter os pólos na hora da instalação.

A inversão pode causar danos irreparáveis no módulo eletrônico de injeção.

Primeiro ligue o pólo POSITIVO (+) e por último conecte o pólo negativo (-).

Desta forma, você evitará um curto circuito entre a ferramenta e a carroceria do veículo.

Com a ligação feita, prenda-a com o sistema de fixação original do veículo.

Matérias relacionadas

Monte seu Fiat Pulse

Mais recentes

Menos combustível, mais Volvo!

Destaques Mecânica Online

SIMPÓSIO DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA, EMISSÕES E COMBUSTÍVEIS

Avaliação MecOn

TRW - Qualidade de topo para máxima segurança