sexta-feira, 21 junho , 2024
28 C
Recife

Estudo revela perda do poder de compra do consumidor de automóveis

Pesquisa elaborada pela OLX analisou dados referentes à variação do salário mínimo e inflação (IPCA) no período de 2018 a 2021

Um levantamento elaborado por especialistas da OLX, a maior plataforma de compra e venda online de automóveis, revela que o poder aquisitivo do consumidor brasileiro para compra de um veículo apresentou queda acentuada nos quatro últimos anos.

- Publicidade -

Um exemplo claro desse declínio é o público que dispunha de R$ 55 mil para investir em um carro em 2018. Com este valor, era possível adquirir, na época, um automóvel seminovo, com 2 anos de uso, cujo preço médio chegou a alcançar R$ 53.348 na plataforma.

Ainda de acordo com a pesquisa, em 2019, os mesmos R$ 55 mil disponíveis no ano anterior já não eram suficientes para comprar um seminovo com as mesmas características, ainda que este montante considerasse os reajustes do salário mínimo ou da inflação, pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor), acumulados no período. Em 2019, um carro seminovo, com 2 anos de uso, passou a ostentar preço médio de R$ 59.675 na plataforma.

Porém, com o investimento de R$ 55 mil atualizado — R$ 57.895, considerando os reajustes do salário mínimo, ou R$ 58.483, pelo IPCA — era possível comprar um carro com 3 anos de uso, cujo preço médio era de R$ 49.854, na OLX.

Já em 2020, ainda era possível adquirir um automóvel com 3 anos de uso, com o mesmo valor de investimento de 2018. Considerando os reajustes para aquele período — R$ 60.621, levando em conta a atualização do salário mínimo, ou R$ 60.317, pelo IPCA –, o valor supera a cotação média para um veículo com as características, que era de R$ 59.113.

- Publicidade -

Contudo, em 2021, o valor de investimento original, de R$ 55 mil, mesmo que corrigido pelos índices vigentes no período, conseguia comprar apenas um automóvel com 5 anos de uso, cujo preço médio na OLX alcançava R$ 56.824.

No ano passado, a correção dos R$ 55 mil iniciais rendia R$ 63.417, pelo reajuste do salário base, ou a R$ 66.497, pela atualização IPCA. Para adquirir um seminovo, com 2 anos de uso, em 2021, era necessário desembolsar R$ 79.637, preço médio anunciado na plataforma.

“A intenção de compra de automóveis por parte do consumidor segue aquecida, mesmo diante dos desafios econômicos impostos pela pandemia. Contudo, é importante ressaltar que a rede de concessionárias continua com estoques limitados e isso acaba impactando as margens de negociação. Mas ainda há boas oportunidades para comprar um automóvel.

Uma alternativa é o mercado de carros usados em que há maior flexibilidade para negociar”, explica Flávio Passos, vice-presidente de Autos e Comercial da OLX.

“Com a escassez de veículos novos nas lojas e a pressão sobre a renda, houve uma migração do consumidor para o mercado de seminovos. A demanda maior acabou gerando elevação nos preços médios e falta de carros nesta categoria. Com isso, os consumidores passaram a buscar automóveis usados, provocando um efeito cascata”, explica Danilo Igliori, VP economista chefe da OLX Brasil.

- Publicidade -

“É importante destacar que, enquanto a indústria seguir enfrentando problemas relacionados à falta de componentes na fabricação de modelos novos, o mercado de carros de segunda mão deve permanecer aquecido”, conclui o economista.

Matérias relacionadas

Clínica de Serviços Chevrolet

Mais recentes

Ofertas Peugeot 208

Destaques Mecânica Online

Fiat Toro

Avaliação MecOn

SACHS - Versátil, abrangente e convincente