Mercedes-Benz

Novos veículos VW serão feitos em um tempo 25% menor: de 54 para 40 meses

Cada vez mais no caminho de se tornar uma empresa de tecnologia, a Volkswagen está realinhando sua divisão de Desenvolvimento Técnico (DT) em Wolfsburg.

O processo envolve a transformação da maior divisão de engenharia do Grupo Volkswagen, com 11.500 empregados. A principal ênfase se concentra numa completa reformulação do processo de desenvolvimento, tornando-o interdisciplinar, diretamente focado em software, exigências do cliente e na SSP (a plataforma elétrica da Volkswagen para o futuro), além de centrado em funções, em vez de componentes individuais.

Dessa forma, espera-se reduzir o tempo de desenvolvimento em cerca de 25%, aumentar a velocidade dos lançamentos de novos softwares e também acelerar de forma significativa os processos de produção.

“Se o carro está cada vez mais se tornando um produto de software movido a eletricidade, seu desenvolvimento também deve evoluir em todas as dimensões. Estamos tornando o Desenvolvimento Técnico mais conectado e mais eficiente focando nossos processos e organização em sistemas e funções, no lugar de componentes. Software em primeiro lugar, em vez de priorizar o hardware. No futuro, os projetos de veículos serão completados em 40 meses a partir do ponto em que a arquitetura básica de software seja estabelecida, em vez de 54 meses”, declarou Thomas Ulbrich, membro do Conselho de Administração responsável pelo Desenvolvimento Técnico, ao mencionar que a marca está investindo 800 milhões de euros para tornar o Campus Sandkamp o centro de desenvolvimento de veículos mais avançado do mundo.

Engenharia eficiente – A crescente conectividade dos veículos visando alcançar uma integração sem descontinuidade com o ecossistema digital e o foco constante na experiência do usuário levaram à necessidade de recriar o processo de desenvolvimento.

O ponto de partida no desenvolvimento do veículo são as novas funções para atender às necessidades dos clientes. Assim, o novo processo de desenvolvimento será focado em funções e sistemas, no lugar dos componentes.

Agora e no futuro, o veículo tem que ser encarado como um sistema dentro de todo o ecossistema do cliente e comunicar-se sem barreiras com todos os sistemas externos a ele. Para chegar a isso, os especialistas de diversas unidades específicas estabelecem as exigências e interdependências num estágio inicial e garantem que sistemas e componentes estejam configurados e projetados apropriadamente para que todas as funções possam interagir de forma integrada.

Dessa maneira, juntamente com o fortalecimento do foco em métodos ágeis de trabalho, a Volkswagen está reduzindo os tempos de desenvolvimento em 25%. No futuro, os projetos de veículos serão completados em 40 meses, em vez dos 54 necessários anteriormente. Trabalhando juntamente com a Produção, o DT contribui significativamente com a fabricação através de processos otimizados, objetivando um possível tempo de produção de cerca de 10 horas por veículo.

Treinamento direcionado – A Volkswagen está realizando investimentos específicos no treinamento de empregados para preparar sua força de trabalho para a era digital. Várias centenas de colaboradores já passaram por treinamentos para novas áreas de trabalho no DT, e milhares vão fazer o mesmo nos próximos anos.

Até 2030, cerca de 4 mil empregados serão habilitados para exercer funções significativamente novas, enquanto de 6 a 8 mil serão aperfeiçoados, passando por amplo treinamento. As oportunidades de treinamento vão de unidades de cursos mais curtas, visando ampliar especialidades específicas, até o retreinamento em larga escala.

Atualmente, os programas de treinamento mais longos duram até 180 dias e proporcionam aos funcionários a chance de trabalhar em novas áreas de atividades. Um metalúrgico, por exemplo, pode tornar-se um inspetor especialista em engenharia automotiva. Dessa maneira, a Volkswagen está lançando as bases para a criação de funções interessantes e preservando vagas em suas instalações de Wolfsburg no longo prazo.

Campus Sandkamp – A Volkswagen investirá 800 milhões de euros no Campus Sandkamp ao longo dos próximos cinco anos O novo e ultramoderno centro de desenvolvimento vai elevar os padrões do desenvolvimento de veículos.

O Campus Sandkamp, que abrigará mais de 4 mil empregados na casa de projetos e centro de integração, também será um projeto marcante para o futuro do trabalho na Volkswagen. O local atuará como um guarda-chuva para o design, conceitualização, experiência do usuário, estratégia do produto, gerenciamento técnico de projetos, entre outros.

O centro de integração vai possibilitar vias de aprovação curtas e eficientes entre as várias divisões. Novos e ágeis métodos de desenvolvimento e um ambiente de trabalho no estado da arte possibilitarão que o DT assuma um papel pioneiro na transformação geral da Volkswagen.

Plataforma elétrica do futuro SSP e foco sistemático em software – Acelerando o processo de desenvolvimento, focando sistematicamente nas necessidades do cliente e treinando o pessoal para funções específicas, o Desenvolvimento Técnico não apenas está preparando o cenário para a mobilidade do futuro, mas também criando as condições para desenvolver com o Trinity um veículo com valor agregado, totalmente elétrico e completamente conectado, integrado sem barreiras com o ecossistema digital.

Para isso, a Volkswagen está trabalhando na plataforma que o Grupo usará no futuro, conhecida como SSP (Scalable Systems Platform – Plataforma de Sistemas Escaláveis). Uma plataforma para a era da eletricidade, ela será lançada em 2026 no projeto Trinity da Volkswagen e poderá também combinar-se às atuais plataformas MEB e PPE.

A SSP será uma base para todas as marcas e modelos. Em outras palavras, a base para mais de 40 milhões de veículos do Grupo, permitindo à Volkswagen consolidar sua posição como campeã de plataformas. Como a MEB, a SSP também será aberta para provedores terceirizados. Ao mesmo tempo, ela permitirá que o veículo seja totalmente integrado ao seu ecossistema, criando assim as condições para condução automatizada de alto nível (Nível 4) e novos modelos de negócios baseados em utilização.

O Digital Lifecycle Management (DLCM – Gerenciamento Digital do Ciclo de Vida Útil) manterá os veículos Volkswagen atualizados mesmo após a entrega, de forma que os futuros clientes tenham um veículo sempre a par com o progresso mais recente. A Volkswagen irá tornar esse progresso acessível para muita gente – tecnologias como a atualização à distância (OTA – over the air) e funções sob demanda (FoD – functions on demand) já concretizam esse objetivo.

Redação Mecânica Online®https://www.mecanicaonline.com.br
Um dos principais portais quando o assunto é mecânica na internet brasileira, o Mecânica Online® é feito por você! Através de nosso público procuramos cada vez mais oferecer um conteúdo que leve sempre o nosso principal objetivo: mecânica do jeito que você entende.
Mercedes-Benz

Notícias relacionadas

Cursos Mecânica Online

Oportunidade para você entender como o automóvel funciona, seus recursos e tecnologias. Participe de nossos cursos gratuitos!

- Curso Veículos Elétricos - Cursos Mecânica Online®

Mais recentes

- Publicidade - Mercedes-Benz
Cursos Mecânica Online®

Lançamento

Truck

Motocicleta

Avaliação