terça-feira, 20 fevereiro , 2024
28 C
Recife

Pernambuco realiza 1º Simpósio sobre soluções em veículos pesados com Gás Natural Veicular

O evento, realizado com o apoio da Copergás, Commit, Scania e MWM, contou com a participação de diversos especialistas para discutir as principais tendências do setor.

- Advertisement -

O auditório do SENAI, em Pernambuco, foi o local escolhido para um grande debate sobre soluções tecnológicas e sustentáveis para veículos de grande porte, através do 1º simpósio sobre soluções em veículos pesados com GNV – o Gás Natural Veicular.

O evento, realizado com o apoio da Copergás, Commit, Scania e MWM, contou com a participação de diversos especialistas para discutir as principais tendências do setor.

Para Carlos Santos, gerente de Comercialização Veicular e Industrial da Copergás, o evento foi uma oportunidade única de discutir a confiabilidade, produtividade operacional e segurança do uso de GNV em veículos pesados.

- Advertisement -

“No transporte público de passageiros e de cargas no Brasil, o Gás Natural e o Biometano estão surgindo como opções excelentes quando se fala em redução das emissões de poluentes e de carbono na atmosfera, a exemplo do que já ocorre em vários países na Europa e Estados Unidos”, afirmou Santos.

O 1º Simpósio sobre soluções em Veículos Pesados com Gás Natural Veicular foi aberto ao público interessado, destacando soluções energéticas sustentáveis e o uso do GNV como uma alternativa viável e eficiente para o setor de veículos pesados.

Entre os participantes, Paulo Genezini, da Scania, apresentou o tema Transporte Sustentável, demonstrando os diferenciais dos caminhões dedicados a GNV e o lançamento do Scania X-Gás – Primeiro caminhão a gás com 900 km de autonomia, solução ainda mais adequada ao cenário brasileiro com potência de 460 cv que chegará ao mercado durante o próximo ano.

- Advertisement -

A Scania acredita que os veículos elétricos são o futuro, mas a passagem do modal diesel deve ter a solução a gás como intermediária, da mesma forma como tem sido na Europa.

No Brasil, a Scania é pioneira na introdução de caminhões movidos a gás natural veicular (GNV) ou liquefeito (GNL) e/ou biometano e já vendeu cerca de 700 modelos, desde 2019.

A MWM destacou a Transformação Veicular, em apresentação realizada por Thiago Brito, onde um motor 100% movido a gás consegue substituir os motores a diesel e reduzir em até 25% as emissões de gases do efeito estufa, como o CO₂, além de mais de 90% na emissão de poluentes locais como a fumaça preta.

A transformação veicular de veículos médios e pesados de diesel para gás tem múltiplos benefícios, como a redução da emissão de CO², qualidade, produtividade e redução de custos.

A Copergás, com Carlos Santos, apresentou o cenário de aplicação do GNV para veículos pesados, com destaque para o Corredor Azul no âmbito local pernambucano, da região Nordeste e nacional. A interiorização do GNV – Gás Natural Veicular – também fez parte da apresentação.

Matérias relacionadas

Mais recentes

Destaques Mecânica Online

Avaliação MecOn

Lançamentos