terça-feira, 20 fevereiro , 2024
28 C
Recife

Polo Stellantis de Goiana inicia produção da nova picape Rampage da Ram

Presidente da República deu início à produção do quinto modelo fabricado no Polo Stellantis de Goiana Rampage, da Ram, é picape inédita no mundo e primeiro veículo da marca concebido e desenvolvido no Brasil que chegará ao mercado ainda este mês.

- Advertisement -

Com a visita oficial do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, e comitiva, foi dado o início da produção em série do quinto modelo fabricado no Polo Automotivo Stellantis de Goiana, em Pernambuco. Trata-se da picape Rampage, da marca Ram, que será lançada ao mercado nos próximos dias. Com mais este modelo em linha, o Polo Automotivo passa a produzir veículos de três marcas distintas: Jeep, Fiat e Ram.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva e sua comitiva foram recebidos na planta pelo presidente da Stellantis para a América do Sul, Antonio Filosa, e por vice-presidentes da empresa.

O mandatário acionou a linha de Prensas, dando início ao processo de transformação de chapas de aço em partes e componentes da nova picape Ram, a primeira a ser desenhada, projetada e fabricada fora da América do Norte.

- Advertisement -

Ele percorreu as instalações do Polo Automotivo inaugurado em abril de 2015 e foi aplaudido pelos trabalhadores, com os quais conversou em vários momentos. O presidente também visitou a linha de Montagem e pôde conhecer de perto o novo modelo que chegará ao mercado ainda este mês.

“Este é um momento especial para a Stellantis, porque representa a oportunidade de fazermos um balanço do que estamos realizando aqui. Além de produzir veículos que são um sucesso de vendas, estamos contribuindo de forma consciente para o desenvolvimento econômico e social de Pernambuco e do Nordeste”, afirmou Antonio Filosa, presidente da Stellantis para a América do Sul.

“Nossa presença em Pernambuco se apoia em três pilares estratégicos: localização da produção, regionalização e descarbonização”, acrescentou.

- Advertisement -

O presidente também pôde conhecer os impactos sociais e econômicos decorrentes da instalação do Polo Automotivo na Zona da Mata Norte de Pernambuco, uma região sem tradição na indústria metalmecânica.

A atividade industrial ativou a economia da região, gerou empregos, melhorou a renda e indicadores sociais, como redução de evasão escolar e da mortalidade infantil e incremento da segurança pública.

Polo Stellantis de Goiana comemora 8 anos com R$ 18,5 bilhões em investimentos e mais de 1,3 milhão de veículos produzidos

Nova Ram nacional – A Rampage é uma picape inédita no mundo. É o quinto modelo fabricado no Polo Automotivo Stellantis de Goiana e foi o primeiro veículo da marca Ram a ser concebido e desenvolvido no Brasil, em trabalho intenso e conjunto das áreas de Produto, Design Engenharia e Manufatura da Stellantis na América do Sul.

É também a primeira picape Ram produzida fora da América do Norte. Seu projeto envolveu mais de 800 engenheiros e técnicos no Brasil, somando mais de 1,2 milhão de horas de desenvolvimento. O resultado é a picape local com maior conteúdo tecnológico do mercado, que oferece muita conectividade e segurança.

A chegada da Rampage representa uma enorme expansão da rede de concessionárias da marca, que está dobrando de tamanho, para chegar a mais de 100 lojas no segundo semestre.

Oito anos de atividades, cinco modelos em produção – Inaugurado em 28 de abril de 2015, o Polo Automotivo Stellantis de Goiana é um dos projetos de industrialização e desenvolvimento regional mais bem sucedidos do Brasil, devido à sua concepção baseada na localização da cadeia de valor e foco na empregabilidade da mão de obra da região em que está instalado.

O Polo promove a localização industrial, reunindo em um mesmo perímetro industrial uma planta de produção de automóveis e um Parque de Fornecedores com 18 empresas, ocupando uma área construída total de 530 mil metros quadrados.

A cadeia de valor continua a crescer com a atração de novos fornecedores. Atualmente, são 38 fornecedores instalados em Pernambuco e há negociações em curso para a ampliação da cadeia de fornecedores na região Nordeste.

O Polo Automotivo foi implantado com um investimento inicial de R$ 11 bilhões. Em 2018 teve início um ciclo adicional de investimentos, que prevê um aporte de R$ 7,5 bilhões até 2025, em desenvolvimento de produtos, Pesquisa&Desenvolvimento, sistemas de produção e capacitação de pessoas. Assim, os investimentos totalizam R$ 18,5 bilhões.

A capacidade de produção é de 280 mil veículos por ano. Desde sua inauguração, foram produzidos 1,3 milhão de unidades, das quais 200 mil foram exportadas.

A implantação do Polo Automotivo observou o compromisso com o desenvolvimento social desde o início do projeto, com a utilização predominante de mão de obra local e investimentos em capacitação profissional.

Hoje, 85% dos trabalhadores são pernambucanos, principalmente residentes do entorno da fábrica. São empregados 14,7 mil trabalhadores na planta automotiva e no Parque de Fornecedores. Ao longo da cadeira produtiva, são gerados cerca de 60 mil empregos diretos e indiretos.

Suas atividades se expandem para além da produção, através da operação de centros de pesquisa e desenvolvimento, como o Centro de Projetos, Centro de Software e o Campo de Provas, que é o maior laboratório automotivo a céu aberto do país.

Esta estrutura é parte do Ecossistema de Inovação da Stellantis, que incentiva o desenvolvimento de novas soluções e tecnologias, somando aos próprios recursos a inteligência e as competências de fornecedores, universidades, órgãos de governo e centros de pesquisa e desenvolvimento.

A partir do lançamento da picape Rampage, o Polo Automotivo passa a produzir cinco diferentes modelos: Jeep Renegade, Jeep Compass, Jeep Commander, Fiat Toro e a nova picape Ram. Destes cinco modelos, três foram concebidos, desenhados e projetados no Brasil, com recursos nacionais de Engenharia e Design: Fiat Toro, Jeep Commander e Rampage.

País precisa ter empresários com disposição para investir e trabalhadores satisfeitos como em Goiana, diz Lula – Para presidente, exemplo da cidade pernambucana, que teve polo automotivo inaugurado em 2015, é retrato do país que quer construir, com investimentos e empregos de qualidade.

O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, afirmou que, para dar certo, o governo precisa combinar as “palavras mágicas” credibilidade, previsibilidade e estabilidade para que os empresários acreditem nos projetos e tenham segurança jurídica para investir. A afirmação foi feita em visita ao Polo Automotivo da Stellantis, em Goiana (PE).

No primeiro compromisso da agenda de dois dias em Pernambuco, o presidente visitou o parque industrial e viu o início da produção de um novo veículo na fábrica que faz montagem para marcas como Jeep, Fiat e Ram.

O Brasil é para ser assim. Ter empresário com disposição de investir, trabalhadores satisfeitos com o que estão fazendo e brigando para ganhar mais, o estado crescendo, a cidade crescendo, e o povo vivendo em clima de paz harmonia e tranquilidade”

Depois de ouvir relatos de trabalhadores e observar a transformação socioeconômica que a unidade fez no município, ele destacou a importância da inclusão das pessoas pobres no orçamento para fazer a roda gigante da economia girar e melhorar a vida de todos.

“Hoje eu vim aqui e fiquei boquiaberto com o que vocês conseguiram fazer no interior do país. Isso me lembra o crescimento do ABC (região industrial de São Paulo) nos anos 1950 e nos anos 1960. Se depender do nosso governo, essa fábrica vai continuar crescendo, Pernambuco vai continuar crescendo, o Brasil vai continuar crescendo”, disse.

Na véspera da visita, o Governo Federal anunciou um pacote de estímulos para o aquecimento da indústria automobilística, com incentivos para a compra de veículos a preços mais acessíveis e à troca de frotas antigas de ônibus, caminhões e vans.

Ao lado do executivo Antonio Filosa, presidente da Stellantis para a América do Sul, Lula afirmou que o que aconteceu em Goiana, com a fábrica que ajudou a gestar em seus governos anteriores, é a fotografia do que o Governo Federal pretende fazer no país.

“O Brasil é para ser assim. Ter empresário com disposição de investir, trabalhadores satisfeitos com o que estão fazendo e brigando para ganhar mais, o estado crescendo, a cidade crescendo, e o povo vivendo em clima de paz harmonia e tranquilidade”, afirmou.

“É esse o país que queremos porque não existe sonho maior para uma mulher e para um homem do que a independência econômica, receber salário justo e cuidar bem da família”, completou.

GANHO REAL – Na cerimônia, Henrique Gomes, presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Pernambuco, disse que os metalúrgicos do estado são gratos ao presidente Lula, especialmente por causa do polo automotivo que gera empregos para pais e mães de família e dá oportunidade a jovens no primeiro emprego. “Depois de seis anos voltamos a sonhar com ganho real do salário mínimo”.

Raquel Lyra, governadora de Pernambuco, disse que a decisão política de criar um polo automotivo na cidade transformou a vida das pessoas, dando oportunidade a jovens de trabalharem em uma fábrica moderna e com produção sustentável.

Antonio Filosa lembrou o período auspicioso do setor automotivo, com produção de 3,8 milhões de unidades produzidas e vendidas por ano no Brasil, o dobro do desempenho atual.

“Sob seu comando, todo o mercado estava enxergando mercado de 5 milhões de carros no país. Estávamos trabalhando para prover carro para esse mercado. Foi o seu protagonismo que confirmou o investimento, primeiro de R$ 3 bilhões e com R$ 11 bilhões ao todo. O senhor proporcionou transformação nesse estado”, disse o executivo.

Matérias relacionadas

Mais recentes

Destaques Mecânica Online

Avaliação MecOn

Lançamentos