quinta-feira, 25 julho , 2024
28 C
Recife

Validade x Garantia: o que faz a diferença nos pneus?

A verdade, porém, é que qualquer informação que delimite a validade de um pneu está errada. Uma confusão cometida por muitas pessoas que misturam o significado de validade do pneu com o de garantia.

Uma das grandes dúvidas que aflige o consumidor no âmbito automotivo é sobre a durabilidade dos pneus. Com grande propagação de informações falsas na internet, é muito comum que “verdades absolutas” se disseminem pelas redes sociais.

Por isso, a Pirelli, enquanto uma das principais fabricantes de pneus no mundo, resolveu esclarecer os principais questionamentos que recebemos de nossos consumidores. Então, é hora de aprender!

- Publicidade -

O segredo por traz da durabilidade do pneu é um só: cuidado. Calibre os seus pneus semanalmente, a frio e de acordo com as especificações do carro. Dessa forma, além de fazer com que eles durem mais, você também trará segurança para si próprio e a todos ao seu redor no trânsito.

O tempo que o pneu irá durar também está plenamente relacionado a maneira com que o condutor dirige. Freadas bruscas, passagem constante por buracos e falta de calibragem são alguns dos aspectos que prejudicam o produto.

Você, certamente, já ouviu falar que o pneu tem X, Y ou Z anos de validade. A verdade, porém, é que qualquer informação que delimite a validade de um pneu está errada. Uma confusão cometida por muitas pessoas que misturam o significado de validade do pneu com o de garantia. Roberto Falkenstein, consultor da área de tecnologias inovativas da Pirelli, nos conta como funciona a garantia de um produto Pirelli, e o porquê de ela não interferir na validade.

- Publicidade -

A validade do pneu é indeterminada, motivo pelo qual não consta uma data de validade no produto. No caso da Pirelli, damos cinco anos, ou 60 meses, de garantia a partir da data da compra dos pneus, porém é plenamente possível que o produto ainda esteja em boas condições mesmo após o término da garantia. Caso o cliente não possua a nota fiscal, essa garantia vai de acordo com o número DOT marcado no pneu, onde está grafada a semana e o ano de fabricação dele”, afirma Roberto.

Já a validade do pneu está diretamente ligada a uma série de outros fatores, como, por exemplo, a maneira com que os pneus foram armazenados. Em caso de armazenagem incorreta, o pneu pode sofrer com deformações, além de a borracha perder algumas de suas propriedades. Não pode haver contato do pneu com derivados de petróleo e outros produtos químicos que possam agredir e deteriorar as composições químicas presentes no produto. Portanto, a indicação da Pirelli é que o consumidor faça a compra sempre em uma revendedora autorizada.

“É bom se atentar a possíveis danos aos pneus pelo uso, tais como protuberância, deformação, além de cortes, abrasões e abaulamento do pneu, ou sinais de envelhecimento dele, que depende muito de como ele foi cuidado, tais como rachaduras e ressecamento. Por esse motivo, recomendamos inspeções regulares por especialistas”, conclui Falkenstein.

Matérias relacionadas

Ofertas Peugeot 208

Mais recentes

Clínica de Serviços Chevrolet

Destaques Mecânica Online

Com a Volvo rumo ao Zero Acidentes – Itapemirim

Avaliação MecOn

FIAT na mão