quarta-feira, 22 maio , 2024
28 C
Recife

Biogás: solução energética estratégica para a sustentabilidade no Brasil

Com a crescente conscientização sobre práticas sustentáveis, o biogás emerge como uma alternativa viável para a transição energética e a economia circular no país.

A crescente conscientização global sobre a importância das práticas sustentáveis coloca o biogás em destaque no Brasil como uma solução energética estratégica. Contribuindo significativamente para a preservação do meio ambiente, o biocombustível fortalece a economia circular e aprimora a gestão de resíduos. Além disso, pode ser crucial para a transição energética do país rumo a fontes mais limpas.

- Publicidade -

No cenário global de energia renovável, o biogás se destaca por aliar preservação ambiental à produção energética. Resultante da decomposição anaeróbica de resíduos orgânicos, ele reduz significativamente a emissão de metano, um dos gases de efeito estufa mais nocivos e 21 vezes mais potente que o dióxido de carbono, minimizando a dependência de combustíveis fósseis.

Segundo a Agência Internacional de Energia (IEA), a bioenergia, incluindo o biogás, tem potencial para crescer até 40% até 2040. No Brasil, a expansão do setor é robusta. A Associação Brasileira de Biogás (ABiogás) projeta um aumento na produção para 30 milhões de metros cúbicos diários até 2030. O Paraná se destaca nesta expansão, com potencial estimado de mais de 2 milhões de metros cúbicos, consolidando-se como um dos principais centros de produção do país.

Uso Estratégico do Biogás – O biogás se destaca por sua versatilidade, sendo amplamente utilizado para geração de energia elétrica e térmica, além de combustível alternativo para veículos. É essencial para operações em setores vitais como aterros sanitários, estações de tratamento de esgoto e agroindústrias, onde a demanda por uma solução energética eficiente é urgente. Também é fundamental para comunidades remotas, oferecendo uma alternativa viável de energia que aproveita resíduos agrícolas e pecuários para suprir necessidades locais.

A instalação de biodigestores é crucial na produção de biogás, utilizando tecnologias avançadas para otimizar o processo. Geomembranas são essenciais nesse contexto. Segundo Sueyde Fernandes de Oliveira Braghin, engenheira agrônoma da Nortène, as geomembranas garantem a impermeabilização, evitando vazamentos de metano e maximizando a eficiência da produção de biogás.

- Publicidade -

A Nortène oferece dois modelos de geomembranas para uso em reservatórios. A geomembrana de Polietileno Linear de Baixa Densidade (PEBDL) é indicada para a cobertura e contenção de gás, combinando resistência, flexibilidade e alta resistência aos raios ultravioleta. Já a geomembrana de Polietileno de Alta Densidade (PEAD) é ideal para revestimento de fundo, oferecendo maior resistência química e propriedades de barreira, impedindo infiltrações no solo.

Impacto Econômico – O biogás não é apenas uma fonte de energia renovável, mas também desempenha um papel significativo no estímulo ao desenvolvimento econômico, especialmente em comunidades rurais. Sua produção gera empregos locais desde a construção e manutenção de biodigestores até a gestão das instalações de produção.

A digestão anaeróbia transforma resíduos orgânicos em biogás e digestato, um subproduto rico que pode ser utilizado como condicionador de solo. O uso do digestato promove a agricultura sustentável e reduz a dependência de fertilizantes químicos, diminuindo os custos para os agricultores e mitigando os impactos ambientais da agricultura convencional.

“O biogás promove tanto a sustentabilidade ambiental quanto o progresso econômico e representa uma oportunidade para o país liderar na adoção de tecnologias verdes e inovadoras no cenário global”, conclui Sueyde Fernandes de Oliveira Braghin.

Matérias relacionadas

Fiat Fastback

Mais recentes

Ofertas Peugeot 208

Destaques Mecânica Online

Fiat Toro

Avaliação MecOn

WABCO - Principal fornecedor global de tecnologias para para veículos comerciais