quinta-feira, 13 junho , 2024
28 C
Recife

Stellantis anuncia investimento histórico de R$ 14 bilhões no Polo Automotivo de Betim

Expansão e novas tecnologias impulsionam futuro da indústria automotiva no Brasil.

Em um encontro realizado hoje no Polo Automotivo Stellantis de Betim, o Presidente da Stellantis para a América do Sul, Emanuele Cappellano, e o Governador de Minas Gerais, Romeu Zema, anunciaram um investimento recorde de R$ 14 bilhões entre 2025 e 2030. Este é o maior aporte já realizado na história do Polo Automotivo de Betim.

- Publicidade -

O investimento visa a expansão da linha de motores, que incluirá a produção de motorizações para os futuros lançamentos da Stellantis na região, com destaque para a tecnologia Bio-Hybrid. Os primeiros modelos equipados com esta tecnologia inovadora estão previstos para chegar ao mercado no segundo semestre deste ano.

“Prestes a completar 48 anos, o Polo Automotivo Stellantis de Betim tem uma trajetória marcada pelo sucesso, produzindo modelos que lideram os seus segmentos no Brasil. Com este novo investimento de R$ 14 bilhões, vamos dar sequência ao incrível legado desta fábrica, direcionando o valor para renovar nossa linha de produtos, desenvolver novas tecnologias e gerar novos empregos,” afirmou Emanuele Cappellano.

O ciclo de investimentos de R$ 32 bilhões para a América do Sul entre 2025 e 2030, anunciado pela Stellantis, é o maior da história da indústria automotiva na região. Esse montante impulsionará o lançamento de 40 novos produtos, oito novos powertrains, e o desenvolvimento de tecnologias inovadoras de descarbonização e Bio-Hybrid. Com essas iniciativas, a Stellantis busca se consolidar como líder em mobilidade segura, sustentável e acessível.

A nova linha de motores do Polo Automotivo de Betim aumentará a capacidade de produção para 1,1 milhão de motores por ano, focando em motores flex de alta eficiência e baixas emissões, integrados com tecnologias de hibridização. Este investimento de R$ 454 milhões na nova linha de produção solidifica o Brasil como um hub global no desenvolvimento de powertrains e tecnologia Bio-Hybrid.

- Publicidade -

As tecnologias Bio-Hybrid foram desenvolvidas pelo Tech Center Stellantis na América do Sul em parceria com fornecedores, pesquisadores e outros atores do ecossistema de inovação. Essa tecnologia flexível pode ser aplicada a diferentes modelos produzidos pela Stellantis em todos os seus polos automotivos da região, fortalecendo a engenharia brasileira e a indústria nacional.

A Stellantis está investindo fortemente na eletrificação de sua linha de produtos no Brasil, com Betim podendo ser escolhida para lançar o primeiro produto híbrido flex da montadora, em vez da fábrica de Goiana. Os primeiros modelos a serem produzidos com a nova tecnologia serão os SUVs Pulse e Fastback, que receberão uma configuração micro-híbrida (MHEV) com o motor 1.0 GSE turbo flex, conhecido como Turbo 200. Esses lançamentos poderão ocorrer ainda este ano.

Emanuelle Cappellano, CEO da Stellantis para a América do Sul, destacou que apenas os motores turbo da família GSE (1.0 e 1.3) terão variantes eletrificadas no projeto Bio-Hybrid, excluindo motores Firefly aspirados, o 2.0 Hurricane e motores a diesel. Segmentos como o de picapes, que ainda operam bem apenas com motores a combustão, também estão fora da lista de eletrificação no momento.

Os modelos Pulse e Fastback micro-híbridos receberão atualizações visuais, principalmente na grade dos SUVs, e serão posicionados de forma intermediária na gama, entre as versões Turbo 200 apenas a combustão e os esportivos da linha Abarth.

Além da eletrificação, parte do investimento será destinada à introdução da plataforma modular global STLA Small, uma evolução da base CMP, já utilizada em modelos como Peugeot 208, Citroën C3, Aircross e Basalt. A previsão é que essa nova plataforma estreie em Betim em 2026, com o lançamento do projeto F1H, um hatch compacto que substituirá simultaneamente o Mobi e o Argo no mercado brasileiro.

- Publicidade -

Na sequência, a nova plataforma dará vida à segunda geração dos modelos Pulse e Fastback (projetos F2U e F2X). A grande surpresa pode ser a nacionalização do Jeep Avenger, um SUV de entrada que substituirá o Renegade globalmente. Todos esses modelos estão previstos para chegar ao mercado com versões Bio-Hybrid micro-híbridas.

Matérias relacionadas

Site oficial de ofertas Chevrolet

Mais recentes

Ofertas Peugeot 208

Destaques Mecânica Online

Fiat Toro

Avaliação MecOn

SACHS - Versátil, abrangente e convincente