Manutenção de veículos é resposta para driblar a crise

A crise tem assustado muita gente e refreado o consumo em diversos setores. Tudo isso tem um impacto profundo sobre as vendas e, principalmente, sobre os hábitos de consumo de vários brasileiros.

Nesse período de maior economia e aperto, muita gente tenta driblar a inflação com alternativas aos gastos usuais. No setor automotivo, as vendas já têm impactado na produção e a expectativa é de um período de quedas ainda maiores.

A produção de carros comerciais leves, caminhões e ônibus no país teve um recuo de 18% na comparação com o mês de maio de 2015.

Os dados são da Associação das Montadoras (Anfavea) e apontam para um futuro de recessão na indústria. No acumulado do ano, o valor chega a 24,3%, o que mostra um cenário mais grave para as fábricas no comparativo com janeiro a maio de 2015.

A grande resposta por parte dos consumidores é o investimento na manutenção. Ela pode ser feita tanto de maneira preventiva quanto como uma maneira de driblar os gastos futuros com consertos, ou mesmo a troca de carro.

Tudo para manter sempre o carro em seu melhor estado e retardar a compra de um novo veículo.

As previsões reafirmam ainda mais essa via como a melhor escolha, já que a própria produção dos veículos em maio já é a menor em 12 anos, ainda segundo a Anfavea.

Menos veículos novos rodarão nas ruas, o que fará com que muita gente abra os olhos para itens que precisam ser trocados. Sem contar as revisões, que devem ser feitas periodicamente e acabam esquecidas. Tudo isso motiva a novas tendências de consumo, principalmente na venda de pneus.

A internet tem sido uma das principais vias para as grandes lojas. Junior Scarpa, CEO da KD Pneus, aponta justamente para essa nova tendência de consumo na busca pelos acessórios automotivos.

A loja tem marcado presença como um dos principais nomes do setor de vendas pela internet.

Praticidade – Aliada aos bons preços, a facilidade na compra pela internet tem despertado o interesse de diversos consumidores.

Na busca por uma alternativa aos gastos com um carro 0 km e financiamentos, os clientes têm investido em itens essenciais para garantir que o carro rode com qualidade por muito mais tempo. As marcas já se posicionam e oferecem também um serviço exclusivo na hora da compra.

“A KD Pneus oferece ainda a possibilidade de tirar as dúvidas online em tempo real com atendentes especializados. Tudo isso garante a confiança do cliente e mais segurança ao comprar, com informações úteis para a escolha”.

Isso tem impacto direto sobre as vendas – justamente porque a internet oferece também algumas dificuldades a quem deseja investir nas peças de reposição corretas para o veículo.

“Há uma sobrecarga de informações, que acaba por dificultar ainda mais na hora de encontrar os produtos e finalizar a compra”, ressalta Scarpa. A solução da KD oferece justamente a praticidade e as informações certas para encontrar o pneu que trará o melhor desempenho para cada modelo de veículo.

Efeito cascata – A queda da produção de veículos tem provocado também um efeito cascata em vários ramos do setor de automóveis. Os fornecedores acabam sofrendo com a diminuição de itens produzidos, afetando outras indústrias que trabalham diretamente na fabricação de novos carros.

Tudo acaba vendendo menos, desde autopeças até o plástico usado nas peças. Por isso, as vendas diretas para o mercado têm se tornado uma das alternativas principais para garantir os rendimentos mesmo em meio a essa recessão.

O setor acredita também em uma resposta até o final do ano. A retomada é aguardada e acredita-se que ela será mais forte ainda no ano que vem. Isso tem afetado também os empregos: o número de trabalhadores se reduziu em 7,7% em relação a 2015.

Os cortes somam quase 10 mil vagas no período de um ano, com corte de 1300 delas só no mês passado. Outra alternativa tem sido a exportação dos carros.

As montadoras estão buscando mercado nos países vizinhos. A positividade se vê representada nos números, que indicam 21,8% de aumento de janeiro a maio desse ano, de acordo com a Anfavea.

- Publicidade - Mercedes-Benz