domingo, 19 maio , 2024
28 C
Recife

Conheça os cinco diferentes tipos de transmissão de veículos

Em um mercado automotivo em constante evolução, a Motul fornece orientações sobre lubrificantes ideais para diferentes tipos de transmissão, atendendo às necessidades dos consumidores e às especificações dos fabricantes.

Com as constantes mudanças no mercado automotivo, impulsionadas pela demanda dos consumidores e pelos avanços tecnológicos, a Motul, multinacional francesa especializada em lubrificantes de alta tecnologia, destaca os cinco tipos de transmissão disponíveis no Brasil e recomenda os lubrificantes ideais para cada um deles.

- Publicidade -

O mercado automotivo está em constante evolução, impulsionado pela demanda dos consumidores, mudanças nas regulamentações e avanços tecnológicos. Neste contexto, a Motul, multinacional francesa especializada em lubrificantes e fluidos de alta tecnologia, lista os cinco tipos de transmissão disponíveis no mercado brasileiro e o melhor lubrificante para atender as necessidades de cada um deles.

  1. Transmissão Manual: Apesar de estar se tornando menos comum, as transmissões manuais ainda têm espaço no mercado. A tendência é o uso de lubrificantes de baixa viscosidade, em conformidade com as especificações das montadoras.
  2. Transmissão Automatizada: As recomendações de lubrificantes variam de acordo com o fabricante e as especificações do veículo.
  3. Transmissão de Dupla Embreagem: Amplamente utilizada em veículos leves, essa transmissão exige lubrificantes de embreagem úmida que resistam à oxidação e altas temperaturas, garantindo trocas de marchas rápidas e eficientes.
  4. Transmissão Continuamente Variável (CVT): Conhecida pela suavidade e eficiência, essa transmissão requer lubrificantes específicos, como o Multi CVTF, para garantir o desempenho ideal.
  5. Transmissão Automática Convencional: Combinando sistemas hidráulicos, eletrônicos e mecânicos, essa transmissão exige lubrificantes de alto desempenho para garantir trocas de marchas suaves e eficientes.

“É fundamental examinar a ficha técnica do produto para garantir que ele esteja em conformidade com as especificações mencionadas. Para mais detalhes, a Motul disponibiliza fichas técnicas em nosso Guia de Produtos”, afirma Danilo Silva, Engenheiro de Aplicações da Motul Brasil.

Matérias relacionadas

Fiat Fastback

Mais recentes

Fiat Toro

Destaques Mecânica Online

Vem aí o Seminário de Segurança e Conectividade 2024!

Avaliação MecOn

WABCO - Principal fornecedor global de tecnologias para para veículos comerciais