T-Cross 2021 ganha de série o novo VW Play

Referência em espaço interno, praticidade, performance, design e segurança entre os utilitários esportivos compactos, o Volkswagen T-Cross acaba de atualizar os conceitos de conectividade, streaming e serviços do segmento.

A linha 2021 do modelo chega às concessionárias equipada agora com a inovadora central de infotainment VW Play.

Totalmente desenvolvido no Brasil, com foco no consumidor local, o VW Play será item de série no T-Cross em todas as versões.

“O VW Play posiciona o T-Cross em um patamar superior em relação aos concorrentes. O T-Cross está um passo à frente, em termos de conectividade, streaming e serviços”, destaca Gustavo Schmidt, vice-presidente de Vendas e Marketing da Volkswagen Brasil.

“Com interface moderna, rápida, extremamente intuitiva e mais uma série de benefícios, o T-Cross é sem dúvida o modelo mais conectado do segmento de utilitários esportivos”, completa o executivo.

Lançado inicialmente no Nivus, o VW Play inova em todos os sentidos. Traz tela sensível ao toque de 10,1 polegadas de altíssima resolução (HD+), anti-riscos e somente com botões virtuais.

Entre seus inúmeros recursos, destaque para a conexão de internet via smartphone do motorista, permitindo o usuário baixar na própria central diversos aplicativos, como iFood (delivery), Deezer (música), Estapar (estacionamento), Porto Seguro (seguro), Waze (navegador), Ubook (audiobook), entre outros, a partir da exclusiva loja virtual VW Play Apps.

Para isso, conta com um HD interno com capacidade de 10 GB, que permite armazenar centenas de mapas do Waze e milhares de músicas, por exemplo.

A central conta também com o Manual Cognitivo e o APP ‘Meu VW’, que possibilita desde de esclarecer dúvidas referente ao veículo, caso uma luz-espia acenda no painel, por exemplo, até o agendamento de uma revisão periódica na concessionária Volkswagen de preferência do proprietário.

Ainda mais prático, intuitivo e seguro. A linha 2021 do Volkswagen T-Cross, que chega com preços entre R$ 91.660 e R$ 120.600, preservou uma das características do modelo: listas de equipamentos de série recheadas com itens de conforto, comodidade, praticidade e segurança.

Desde a configuração 200 TSI com transmissão manual, o modelo traz de fábrica 6 airbags (2 frontais, 2 laterais nos bancos dianteiros e 2 de cortina), controles eletrônicos de tração (ASR) e estabilidade (ESC), bloqueio eletrônico do diferencial (XDS+), auxílio de partida em rampa (Hill Hold Control), ar-condicionado, espelhos retrovisores externos com ajuste elétrico e função ‘Tilt Down’ do lado direito, direção elétrica, lanternas em LED, faróis de neblina com função ‘Cornering Light’, luz de condução diurna (DRL) em LED, rodas de liga leve de 16 polegadas, sensor de estacionamento traseiro, volante multifuncional,
vidros elétricos nas quatro portas, sistema ISOFIX e top tether, entre outros.

E além da central de infotainment VW Play, a versão 200 TSI do SUV compacto passa a contar também de série, a partir da linha 2021, com entrada USB no console central, indicador de controle da pressão dos pneus (RKA), regulagem de altura dos faróis e o Sistema de Frenagem Automática Pós-Colisão (Post Collision Brake), que
reconhece o primeiro impacto (frontal), aciona automaticamente o sistema de freios e evita colisões sequenciais.

Câmera de ré, sensores de estacionamento dianteiros e 2 alto-falantes extras (totalizando 6) estão à disposição como opcionais no Pacote Interactive III.

Já a versão 200 TSI com transmissão automática ganha a mais em relação à manual o controlador da velocidade de cruzeiro, a saída do ar-condicionado para os ocupantes do banco traseiro, duas saídas USB para recarga de smartphones também para os passageiros que viajam atrás, volante multifuncional revestido em couro com
‘Paddle Shift’, descansa braço central com porta-objetos e 2 alto-falantes dianteiros adicionais.

Assim como a configuração manual, conta com somente um pacote de opcionais, o Interactive IV, que contempla câmera de ré, sensores de estacionamento dianteiros, espelhos retrovisores externos eletronicamente rebatíveis e, como novidade da linha 2021, rodas de liga leve de 17 polegadas Manila diamantadas com parte interna na cor preta (pneus 205/55 R17).

Comfortline e Highline: ainda mais equipadas. As versões Comfortline 200 TSI e Highline 250 TSI continuam sendo referência no segmento com recheio para satisfazer os consumidores mais exigentes.

A partir da Comfortline, o SUV passa a contar de fábrica com ar-condicionado com controle digital de temperatura Climatronic, câmera de ré, porta-malas com sistema de ajuste variável de espaço (s.a.v.e.), sensor dianteiro de estacionamento (além do traseiro), espelhos retrovisores externos com rebatimento automático, Iluminação ambiente em LED e sistema Kessy, que permite acesso ao veículo sem o uso da chave e botão para partida
do motor.

Entre as novidades da configuração para linha 2021 estão as rodas de liga leve de 17 polegadas Manila diamantadas com parte interna na cor preta e sistema de Detector de Fadiga do motorista, que analisa uma série de parâmetros e identifica se o condutor está cansado, sugerindo, por meio de um alerta visual e sonoro no painel de instrumentos, um pit-stop para despertar e depois continuar viagem.

Por falar em painel, a versão Comfortline é equipada com o painel de instrumentos Active Info Display, com tela de 10,25 polegadas 100% digital e configurável.

Além de ser um recurso exclusivo no segmento, o Active Info Display, juntamente com a central de infotainment VW Play (agora de série também para o T-Cross), cria uma ilha digital única no mercado, proporcionando experiência especial em conectividade com muita qualidade e de forma intuitiva.

Como opcionais para a versão Comfortline estão disponíveis o teto solar panorâmico Sky View, espelho retrovisor interno eletrocrômico, bancos revestidos parcialmente em couro, entre outros.

Para a versão topo de linha, a Highline chama a atenção por ir realmente além e entregar diferenciais que o cliente valoriza.

Além de todos os itens da Comfortline, a versão topo de linha agrega itens como moldura cromada nos faróis de neblina, frisos cromados na região inferior dos vidros laterais, “rack” de teto em acabamento “Silver anodized”, bancos revestidos parcialmente em couro, espelho retrovisor interno eletrocrômico, pedaleira esportiva com acabamento em alumínio, sensores de chuva e crepuscular, e sistema start-stop, que desliga e liga o motor automaticamente quando o T-Cross para em semáforo, por exemplo, gerando maior economia de combustível.

A configuração Highline conta com alguns opcionais exclusivos. A começar pelo sistema de som premium ‘Beats’ com subwoofer e faróis Full LED com iluminação diurna (DRL) em LED também integrada.

Destaque total para a tecnologia Park Assist 3.0 (assistente de estacionamento), que permite o estacionamento autônomo em vagas paralelas e transversais – e agora com a função de freio de manobra. O teto solar Sky View também é opcional, assim como na Comfortline.

Versões e preços:
• Volkswagen T-Cross 200 TSI Manual – R$ 91.660
• Volkswagen T-Cross 200 TSI Automático – R$ 99.090
• Volkswagen T-Cross Comfortline 200 TSI – R$ 112.120
• Volkswagen T-Cross Highline 250 TSI – R$ 120.600

Um SUV com talento para acelerar. O T-Cross é um SUV Compacto único no mercado brasileiro por proporcionar elevado prazer ao volante em todas as configurações, mesclando conforto e esportividade sem abrir mão da eficiência energética, respeitando o meio-ambiente e o bolso do consumidor.

Destaque para o motor 250 TSI Total Flex que equipa exclusivamente a opção topo de linha Highline.

Com quatro cilindros injeção direta de combustível e turbo alimentado, este propulsor entrega 150 cv de potência máxima e 25,5 kgfm de torque, disponível já a partir de apenas 1.500 rpm.

Juntamente com a conceituada transmissão automática de seis marchas, este ‘coração’ entrega acelerações vigorosas e retomadas impressionantes.

Em números, o T-Cross com motor 250 TSI acelera de 0 a 100 km/h em somente 8,7 segundos e a velocidade máxima é de 198 km/h, tanto com etanol quanto com gasolina.

Os números de consumo, de acordo com medições realizadas pelo INMETRO, o Volkswagen obteve 11 km/l na cidade e 13,2 km/l na estrada, quando abastecido com gasolina.

Nas configurações com motor 200 TSI, o prazer ao volante também está presente. Com três cilindros, turbo alimentado e injeção direta de combustível, este robusto e consagrado propulsor produz excepcionais 128 cv de potência e 20,4 kgfm de torque entre 2.000 e 3.000 rpm. Para este motor duas transmissões estão disponíveis: manual e automática, ambas de seis velocidades.

Para as configurações Comfortline e Highline, a vida ao volante conta com um ‘tempero extra’. As duas são equipadas com o recurso “Seletor do Perfil de Condução”, gerenciado na tela do VW Play.

Por meio de um botão ao lado da manopla do câmbio, o motorista escolhe a experiência de direção entre os modos ‘Eco’, ‘Sport’, ‘Normal’ e ‘Individual’. O sistema atua no gerenciamento do motor, do ar-condicionado, da transmissão, entre outros parâmetros.

Base moderna e consolidada. O T-Cross é mais um modelo desenvolvido sobre a Estratégia Modular MQB.

Versátil, ela enquadra o modelo no mais moderno processo produtivo à disposição atualmente no Grupo Volkswagen e permite a adoção de tecnologias presentes em outros modelos da marca.

Graças à MQB, por exemplo, o T-Cross recebe agora a central de infotainment VW Play, que acaba de estrear no Nivus.

A Estratégia Modular MQB pode variar diversas dimensões do veículo. A única medida padrão é a distância do centro do eixo dianteiro à pedaleira. Balanços dianteiro e traseiro, e a distância entre os eixos, podem variar.

O T-Cross tem 4.199 milímetros de comprimento, 1.760 milímetros de largura (sem os espelhos retrovisores) e 1.570 milímetros de altura.

No entanto, a medida que faz o T-Cross ser a maior referência em espaço interno no segmento dos SUVss compactos é a distância entre-eixos: 2.651 milímetros.

O porta-malas tem capacidade para 373 litros, porém, com o inteligente recurso que ajusta a inclinação do encosto do banco traseiro, este número salta para excelentes 420 litros.

Ponto positivo também para o rebatimento do banco dianteiro do passageiro, que possibilita – juntamente com o rebatimento do banco traseiro – levar objetos compridos, como bikes ou pranchas.

- Publicidade - Cursos Mecânica Online®