Qual o SUV que mais cresce nas vendas no mercado brasileiro?

Você sabia que um em cada quatro automóveis emplacados no país é um SUV? O principal desafio para o consumidor é fazer a escolha certa conforme suas necessidades.

Eu sou Tarcisio Dias, profissional e técnico em mecânica, além de engenheiro mecânico com habilitação em mecatrônica e estou aqui para ajudar você a encontrar seu próximo veículo.

Normalmente quem procura um SUV busca robustez, segurança, conforto e itens de tecnologia, como conectividade. E você precisa ficar atento para evitar, por exemplo, um modelo que apresente alto consumo de combustível, falta de potência, baixa eficiência energética, excesso de ruído ou mesmo com fraco acabamento.

Qual modelo vai oferecer o equilíbrio que o consumidor tanto procura? Quem busca um SUV compacto com certeza tem em sua lista o Chevrolet Tracker.

Desde o lançamento da nova geração do modelo, no fim de março, a Chevrolet registra substancial aumento do interesse pelo consumidor que busca espaço interno, aparência fluida, eficiência energética e porte robusto.

Vamos à prática conhecer os principais motivos do crescimento nas vendas do Chevrolet Tracker.

O desenho é todo novo, com linhas que ampliam a esportividade no modelo. Em dimensões ele é um pouco maior que o anterior em comprimento (4.270 mm contra 4.258 mm) e largura (1.791 mm contra 1.776 mm) e usa a mesma plataforma global aplicada nos novos Onix e Onix Plus.

Na lateral é possível notar a silhueta extremamente dinâmica pautada pela aerodinâmica. Descendo os olhos, observa-se que o Novo Tracker ganhou uma terceira janela na coluna C, ampliando a visibilidade em manobras.

Pouco mais embaixo, há uma linha ascendente que conecta faróis, maçanetas e lanternas. Os vincos acentuam o estilo atlético que definem o design do SUV da Chevrolet. Também trazem um efeito de luz e sombra muito interessante com o propósito de valorizar a personalidade única do modelo.

Vamos então falar de Mecânica Online.

São seis versões, sendo três equipadas com o conhecido motor 1.0 turbo de 116 cv a 5.500 rpm, que é aplicado nos novos Onix e as demais com o novo motor 1.2 turbo 12V (4 válvulas por cilindro) de 132/133 cv a 5.500 rpm e 19,4/21,4 kgfm a 2.000 rpm (gasolina/etanol respectivamente).

Ambos são de três cilindros com duplo comando de válvulas e variador de fase na admissão e no escapamento. E nessa versão que estamos avaliando, com transmissão automática as médias de consumo do Novo Tracker 1.0 Turbo são 13,7 km/l (G) 9,6 km/l (E) perímetro rodoviário e 11,9 km/l (G) e 8,2 km/l (E) em trechos urbanos.

O multimídia MyLink tem tela de 8 polegadas, com acesso a internet de alta velocidade e um importante diferencial competitivo, sendo o primeiro SUV do mercado a alcançar o quarto nível de conectividade, o mais alto disponível até então. Lembrando que este é o quesito tecnológico que mais encanta o consumidor moderno.

É o primeiro modelo em sua categoria a oferecer Wi-Fi embarcado, assim o sistema de internet de alta velocidade é nativo, fazendo parte da arquitetura eletrônica do veículo, permitindo atualizações remotas como já acontece com smartphones. A antena amplificada do veículo proporciona intensidade de sinal até 12 vezes superior em deslocamentos.

Apple Carplay e Android Auto estão disponíveis, além de duas conexões USB para os passageiros da parte traseira.

A segurança merece destaque com dois airbags frontais (obrigatórios), dois laterais e mais dois de cortina que são de série em todas as versões. Tem ainda alerta de colisão frontal com frenagem automática de emergência, alerta de ponto cego e sistema de monitoramento de pressão dos pneus como outros recursos de segurança do SUV.

Em termos de conforto, ar condicionado digital automático e sensor de chuva e crepuscular são oferecidos na versão Premier.

Outro recurso interessante dessa versão é o sistema de estacionamento automático Easy Park, que avaliamos na prática.

Outra grande evolução do novo SUV da Chevrolet está no compartimento de bagagem 30% maior. Ele se aproxima agora dos 400 litros de capacidade. Um recurso interessante é que a base agora pode ser ajustada em dois níveis de altura.

A direção é elétrica, similar ao conjunto utilizado no Onix, mas com calibração especifica para o SUV.

Outra novidade é a opção do sistema de alerta de colisão com sistema de frenagem autônoma em caso de emergência para mitigar ou mesmo evitar acidentes. Um recente estudo interacional mostrou que este tipo de tecnologia é capaz de evitar até metade das colisões frontais de trânsito. Uma câmera localizada no alto do para-brisas faz o monitoramento visual, enquanto sensores ultrassônicos fazem a leitura a fim de detectar a aproximação de algum outro veículo à frente. Primeiro, o Novo Tracker tenta alertar o condutor por meio de um alarme sonoro e de um faixo luminoso que é refletido na base do para-brisas. Caso não haja qualquer reação do motorista, o sistema aciona automaticamente os freios.

Confira nosso vídeo completo com a avaliação do Novo Tracker 1.0 Turbo.

- Publicidade - Cursos Mecânica Online®